Prosimetron

Prosimetron

domingo, 1 de maio de 2016

A nossa vinheta

Renoir - Gabrielle et Jean, ca 1895

Renoir - L'enfant à la pomme, ca 1895

Os retratados não são mãe e filho, mas sim Gabrielle Renard, prima da mulher do pintor, tendo ao colo o filho dele e de Adéle, Jean Renoir.

Gabrielle Renard foi para casa dos Renoir como ama de Jean Renoir, tornando-se num dos modelos do pintor. 
Foi com Gabrielle que o futuro cineasta viu, pela primeira vez, cinema ainda criança.
Gabrielle casou em 1921 com um pintor, Conrad Slade,  admirador de Renoir. Tiveram um filho, Jean Slade.
Em 1941, devido à ocupação da França pela Alemanha, partem para os Estados Unidos, com Jean Renoir. Depois de enviuvar, ela vai viver para junto do cineasta, em  Beverly Hills, onde morre em 1959.
Jean Renoir termina as suas memórias com estas palavras: «Espera por mim, Gabrielle.»



4 comentários:

ana disse...

Muito bonita.
Bom dia da mãe.:))

MR disse...

:)

Miss Tolstoi disse...

Será desta vez que vou ler «Ma vie et mes films»?

Há uns dias vi na RTP Memória um documentário sobre «Portugal no século XX». De Portugal tinha pouco e do século XX também. O mais próximo deste século que chegaram foi o ano 1900.
Lembrei-me disto porque chamaram Claude a Auguste Renoir. :(

Justa disse...

Gosto muito da intrahistoria, como diría Unamuno.

Unha aperta.

Justa