Prosimetron

Prosimetron
Prosimetron: termo grego que designa a mistura de prosa e verso.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Parabéns, Kirk Douglas!

Faz hoje 100 anos.


Elegâncias - 137

Tinha este recorte esquecido: uns sapatos de Nuno Gama. Estou até a pensar em comprar smarties para oferecer aos prosimetronistas para enfeitarem o seu calçado. Alinham?

Marcadores de livros - 546

Mais uns lindos marcadores da Impedimenta:

Todos de escritores ingleses, exceto o último que é uma irlandesa. Destes livros só li os de George Eliot, Thomas Hardy e Penelope Fitzgerald.
Destes americanos, só li, e gosto, Edith Wharton e Henry James.

Obrigada, Luisa.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Um Nobel na BNP





Cinenovidades




Muita vontade de ver o grande Jean-Pierre Léaud em Rei-Sol, neste novo filme do espanhol Albert Serra que detalha a lenta agonia de Luís XIV, daquele dia de Agosto em que começam as dores na perna esquerda até ao dia final de 1 de Setembro de 1715, depois de 54 anos de reinado pessoal.

Números


107

Quem mora em Lisboa imediatamente reconhece este edifício junto ao Mercado da Ribeira, onde funcionaram durante décadas os Serviços Centrais dos CTT . Agora, é privado, chama-se 8 Building, e tem 107 apartamentos ( já quase todos vendidos ) destinados a alojamento turístico, a que se somam as 10 lojas no piso térreo e o restaurante ( que vale a pena ) na cobertura . Uma tendência que veio para ficar, tal como o tamanho microscópico dos apartamentos ...

P.S. - A esfera armilar que antes o encimava está para restauro, dizem, e passará a estar exposta . No seu antigo lugar, no topo da torre, uma réplica.

Biografias e afins



Não pode esta biografia ser mais oportuna ... Da política ( o fascínio juvenil por Nixon, que foi correspondido ) à vida familiar , com o irmão mais velho precocemente falecido e que fez com que o " nosso " Donald ainda hoje não beba bebidas alcoólicas. Um retrato do homem que desde 1988 sonhava com a Casa Branca ...

Qui est vraiment Donald Trump ? , Laure Mandeville, éditions des Équateurs - Le Figaro, collection 361, 192p, € 14 .

Nova vinheta : 8 de Dezembro


Duas razões para esta escolha : a primeira é " pedagógica " , depois de ainda há uma semana ter visto nas televisões o desconhecimento quase generalizado, especialmente pelos mais novos, sobre porque era feriado naquele dia ( 1 de Dezembro ) , pode ser que também o Prosimetron ajude a colmatar estas lacunas ; a segunda porque mais que um " simples " feriado religioso a Solenidade da Imaculada Conceição de Nossa Senhora está estreitamente ligada à nossa história, desde a Idade Média até à proclamação nas Cortes de 1646 como Padroeira do Reino e Rainha de Portugal , assim coroada por D.João IV .

Santuário de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa

Parabéns, Mário Soares!

Nos seus 92 anos.



Bom dia !




Mais uma nova voz francesa .

Sebastião de Magalhães Lima



Marcadores de livros - 544


Uns sapatos para a Luisa.

Mário Cesariny: «e entre nós e as palavras, o nosso dever falar»



YOU ARE WELCOME TO ENSINORE

Entre nós e as palavras há metal fundente
entre nós e as palavras há hélices que andam
e podem dar-nos morte violar-nos tirar
do mais fundo de nós o mais útil segredo
entre nós e as palavras há perfis ardentes
espaços cheios de gente de costas
altas flores venenosas portas por abrir
e escadas e ponteiros e crianças sentadas
à espera do seu tempo e do seu precipício

Ao longo da muralha que habitamos
há palavras de vida há palavras de morte
há palavras imensas que esperam por nós
e outras frágeis, que deixaram de esperar
há palavras acesas como barcos
e há palavras homens, palavras que guardam
o seu segredo e sua posição

Entre nós e as palavras, surdamente,
as mãos e as paredes de Elsenor
E há palavras e nocturnas palavras gemidos
palavras que nos sobem ilegíveis à boca
palavras diamantes palavras nunca escritas
palavras impossíveis de escrever
por não termos connosco cordas de violinos
nem todo o sangue do mundo nem todo o amplexo do ar
e os braços dos amantes escrevem muito alto
muito além do azul onde oxidados morrem
palavras maternais só sombra só soluço
só espasmos só amor só solidão desfeita

Entre nós e as palavras, os emparedados
e entre nós e as palavras, o nosso dever falar

Mário Cesariny

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Boa noite!

Uma das mais belas canções de Chico Buarque.

Marcadores de livros - 543


Dois marcadores (frente e reverso) dos arquivos de La Meuse.
Capa e duas páginas interiores do folheto sobre o arquivo.

Oscar Wilde: L'impertinent absolu



Já aqui havia alertado  para a abertura desta exposição no Petit Palais, em Paris. Trago-a aqui novamente porque alguém que a foi ver disse que era magnífica.
Até 15 de janeiro de 2017.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Os meus franceses - 506

Daniel Lavoie é canadiano.


Morte de um poeta


Um dos últimos grandes poetas do Brasil - da estatura de Carlos Drumond de Andrade , Manuel Bandeira ou João Cabral de Mello Neto – morreu neste final de 2016. Ferreira Gullar (José Ribamar Ferreira), poeta, ensaísta, crítico literário, biógrafo, memorialista, tradutor, um dos fundadores do neoconcretismo, prémio Camões em 2010.

Neste Leito de Ausência
Neste leito de ausência em que me esqueço
desperta o longo rio solitário:
se ele cresce de mim, se dele cresço,
mal sabe o coração desnecessário.
O rio corre e vai sem ter começo
nem foz, e o curso, que é constante, é vário.
Vai nas águas levando, involuntário,
luas onde me acordo e me adormeço.
Sobre o leito de sal, sou luz e gesso:
duplo espelho — o precário no precário.
Flore um lado de mim? No outro, ao contrário,
de silêncio em silêncio me apodreço.
Entre o que é rosa e lodo necessário,
passa um rio sem foz e sem começo.


[Poemas Portugueses]

A arte do retrato - 207


Este Jeune fille à la frange que Amedeo Modigliani pintou em 1917 pertenceu a Paul Guillaume, marchand e amigo do pintor, e estava à venda na recente Bienal dos Antiquários de Paris .

Lá fora - 281




Um dos grandes generais do seu tempo, Luís II de Bourbon, Príncipe de Condé, não teve uma relação fácil com o seu primo, o Rei-Sol Luís XIV, mas após a reconciliação decisiva na década de 60 do século XVII e a instalação definitiva no fabuloso Domaine de Chantilly , seguiram-se os anos gloriosos em que a corte de Chantilly, animada por Molière, Boileau, Racine e La Fontaine , rivalizava com a de Versalhes , como Madame de La Fayette escreveu em 1673 : " De tous les lieux que le soleil éclaire, il n'y en a point un pareil à celui-là. "

Prolongada até 2 de Fevereiro de 2017 . domainedechantilly.com

Marcadores de livros - 542

Hoje temos quatro marcadores de El Greco:

Em cima e em baixo, frente e reverso de dois marcadores. 

Obrigada, Justa.

Aliados

Gostei bastante.

Bom dia !





Boa semana !

domingo, 4 de dezembro de 2016

Boa noite!

Torso de Mileto

Séculos V-IV a.C.
Paris, Louvre


Em geminação com dois comentários, colocados no post anterior.

Com este acrescento, devido ao comentário de Justa:
O chamado Torso Belvedere, da autoria do escultor ateniense Apolónio.
Século I a.C.
Museu do Vaticano

Marcadores de livros - 541




O torso arcaico de Apolo

Não conhecemos sua cabeça inaudita
Onde as pupilas amadureciam. Mas
Seu torso brilha ainda como um candelabro
No qual o seu olhar, sobre si mesmo voltado

Detém-se e brilha. Do contrário não poderia
Seu mamilo cegar-te e nem à leve curva
Dos rins poderia chegar um sorriso
Até aquele centro, donde o sexo pendia.

De outro modo erger-se-ia esta pedra breve e mutilada
Sob a queda translúcida dos ombros.
E não tremeria assim, como pele selvagem.

E nem explodiria para além de todas as fronteiras
Tal como uma estrela. Pois nela não há lugar
Que não te mire: precisas mudar de vida.

Rainer Maria Rilke
Trad. Paulo Quintela

(Este poema não é do livro do marcador.)

À fleur de peau


Primeira retrospetiva da obra de Henri Fantin-Latour, em Paris, depois da exposição dedicada ao pintor no Grand Palais em 1982. Esta exposição dá relevo às obras mais emblemáticas do pintor que é sobretudo conhecido pelas suas naturezas mortas e retratos de grupo.
Estão expostas cerca de 150 obras, desde telas a litografias, desenhos e estudos preparatórios, num percurso cronológico.


sábado, 3 de dezembro de 2016

Boa noite!

Humor pela manhã



Capa da semana ! :)

Bom dia !




Bom fim de semana !

Marcadores de livros - 540

Bordado de Castelo Branco sobre cortiça.

Livros de cozinha - 93

Barcarena: Marcador, 2016

«Como a autora escreveu na capa são Receitas simples e criativas para saborear com a família e amigos. Ora são dois pressupostos para garantir sucesso. As receitas são simples, porque são fáceis de executar, e depois afirma o propósito da partilha, e o seu sentido convivial.
O livro está repartido nas seguintes categorias com receitas: Para petiscar, Comidas frescas para dias quentes, Com sabor a mar, Do talho para a mesa, Para celebrar a amizade e Só coisas doces. É, portanto, fácil dirigirmo-nos para o capítulo de acordo com o momento ou circunstância de preparação das receitas.
Há um detalhe que muito me agrada. No final de cada receita, uma pequena prosa, emotiva muitas vezes, da relação da autora com cada receita. Por aqui se descobre o seu entusiamo na confeção, o seu amor, secreto, dado a cada preparação. E assim se descobre também porque é que autora tem uma alegria contagiante. A sua espontaneidade, cativante, passa para a receita da mesma forma que nos encanta no seu trato. Vejam o ar de felicidade em cada foto da autora. Por mais simples que a receita pareça, aí está ela sorrindo e apresentando o produto final. Aí está o seu segredo que transmite para o amor com que tem que se ir para a cozinha.
Este livro também é bom para aqueles e aquelas que se queiram iniciar no cozinha sem complexos ou constrangimentos. Linguagem simples, método de confeção bem explicado e fotos completamente esclarecedoras. Não sendo um receituário de cozinha portuguesa, encontramos muitas raízes nossas.»

Virgílio Nogueiro Gomes
http://www.virgiliogomes.com/index.php/livros-pt/801-livro-de-petiscos

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Boa noite!

Amanhã no Porto


Marcadores de livros - 539

Dois marcadores (verso e reverso) dos arquivos de L'Eure-et-Loir (França).

Pode ver o catálogo em:
http://www.archives28.fr/article.php?larub=94&titre=ouvrage-la-guerre-1914-1918-le-front-de-l-interieur


Sozinhos em Berlim



Gostei deste filme baseado em factos reais. 
O casal Otto e Elise Hampel (no filme chamados Otto e Anna Quangel) escreviam postais denunciando o governo de Hitler, durante a II Guerra Mundial, deixando-os em locais públicos, na cidade de Berlim. E mais não conto porque podem querer ir ver o filme.

Um dos postais escritos por Otto Hampsel.
A placa colocada na casa onde residia o casal Hampsel, em Berlim: Amsterdamer Straße 10.