Prosimetron

Prosimetron

sábado, 9 de maio de 2020

Boa noite!

Esta senhora fez 103 anos no passado dia 20 de março.

Aldo Moro na RTP2


Faz hoje 42 anos que Aldo Moro foi assassinado - uma 'história' sinistra - e (talvez) por isso a RTP2 vai passar Aldo Moro, o Professor.

Leituras na quarentena - 28


Em tempo de covid-19, a Visão. História dedica o seu último número a «Pestes e epidemias em Portugal» e ao modo como essas epidemias foram combatidas e os avanços na investigação que proporcionaram. Como o mundo passou a ser outro, depois da peste negra, na Idade Média; como foram montadas as quarentenas e fechadas as fronteiras nos século XVI e XVII; como Portugal viveu com a cólera no século XIX e com a gripe espanhola no início do século XX. O que aprendemos com as anteriores epidemias?

Marcadores de livros - 1624



Marcadores de livros - 1623


Carry Ulreich passou três anos da sua adolescência escondida numa casa em Roterdão durante a II Guerra Mundial. Com quase 90 anos, publicou o diário dessa 'experiência'.
Não li este livro, mas ofereci-o.

Londres: 8 de Maio de 1945

Decorridos 75 anos sobre o fim da Segunda Grande Guerra na Europa, continuam comoventes e fascinantes as imagens e os testemunhos sonoros do dia  8 de Maio de 1945 em Londres: o discurso de Churchill, proferido às 15h desse dia, as multidões que pouco depois saúdam o Primeiro Ministro, que se encontra em Whitehall e declara "This is your victory" (ao que as multidões replicam "No - it's yours!" ) e, evidentemente, a célebre aparição da família real e de Churchill em Buckingham Palace diante milhões de londrinos que gritam "We want the king!". 

A festa e a alegria prolongaram-se até às primeiras horas da madrugada, tal como em Paris ou noutras cidades da Europa que celebravam a vitória sobre a Alemanha. 
Terminava assim um conflito no Velho Continente que contou 60 milhões de mortos.

sexta-feira, 8 de maio de 2020

Boa noite!


Parabéns a Keith Jarrett.
Foi este septeto que atuou no Cascais jazz em 1971.

Em geminação com Paixões & Desejos.

O chá das cinco - 133

Ilustração retirada de uma revista espanhola de 1926.

Bem precisamos de sonhar...

Uma das páginas de maio da agenda Animosa, com uma citação de Marie Curie.

Com um agradecimento renovado à Justa.

Marcadores de livros - 1622

Verso e reverso.

Ler! Ler! Ler!

Marcadores - extra numeração

Quando se arrumam livros vamos encontrando coisas... memórias esquecidas (pequenos bilhetes de espetáculos, de transporte, entradas em Museus e, também, marcadores).
Este deve ser raro. 
É anterior a Dezembro de 1924 (acompanhava a folha de preços das publicações da Seara Nova, datada de Dezembro de 1924). A Seara Nova já se encontrava então na Praça Luís de Camões, 46, 2.º, segundo o catálogo das edições e no marcador ainda habitava na Rua António Maria Cardoso, 26.
É um marcador anunciador dos propósitos editoriais.
Aqui fica (virtualmente), pois o original é oferecido a MR.

quinta-feira, 7 de maio de 2020

Boa noite!

Rosalind Elias faleceu no dia 3 de maio.


Arrumações - 5



O grosso da tarefa está feito, graças a tantos dias em casa ..., mas ainda vai aparecendo um ou outro que merece umas linhas :). 
Tinha de escolher um cantinho para este " guia das tascas ", e dei por mim a pensar quantas destas sobreviveram ou sobreviverão.  Espaços quase sempre pequenos, dificilmente viáveis com lotação reduzida e as exigèncias sanitárias decretadas.


Mais na categoria da perplexidade foi descobrir este, numa das prateleiras mais " densas", de 3 filas de livros, e onde não deveria estar mesmo sendo uma autobiografia ou memórias.
Largos minutos a tentar descobrir como chegou cá a casa, e nada. Solução ? Ficou, para já, no mesmo sítio - única maneira de o localizar futuramente :)

Poemas - 103


Carta de amor numa pandemia vírica
Gaitas-de-fole tocadas na Escócia
Tenores cantam das varandas em Itália
Os mortos não os ouvirão
E os vivos querem chorar os seus mortos em silêncio
Quem pretendem animar?
As crianças?
Mas as crianças também estão a morrer

Na minha circunstância
Posso morrer
Perguntando-me se vos irei ver de novo
Mas antes de morrer
Quero que saibam
O quanto gosto de vós
O quanto me preocupo convosco
O quanto recordo os momentos partilhados e
queridos
Momentos então
Eternidades agora
Poesia
Riso
O sol-pôr 
no mar
A pena que a gaivota levou à nossa mesa
Pequeno-almoço
Botões de punho de oiro
A magnólia
O hospital
Meias, pijamas e outras coisas acauteladas
Tudo momentos então
Eternidades agora
Porque posso morrer e vós tereis de viver
Na vossa vida a esperança da minha duração


A despedida de Maria de Sousa aos seus próximos, escrito no hospital, e publicado no JL.

Biografias e afins


O quinto romance de Nathalie Rykiel é uma ficção muito biográfica sobre o pai desaparecido aos 48 anos, figura carismática que através da sua loja foi o ponto de partida de uma grande inovação da moda. Um empresário que se dedica inteiramente ao filho mais novo, Jean-Philippe, que a família descobre ser cego aos 3 meses de idade, o que vai complicar a dinâmica familiar e ajudará à separação do casal.


Sam Rykiel, Nathalie Rykiel, éditions Stock, 192p, €18.

Humor pela manhã


É mais de sorriso amarelo , e com o ministro Cabrita porque foi ontem e urbi et orbi mas podia ser o Zé da Esquina. É verdade que há muitas máscaras a serem usadas, tenho visto no metro- onde já não se entra sem ela, nas ruas, nas lojas; mas também muitas mal usadas.
Continuo na minha : faz falta um video pedagógico a ensinar a colocar, como usar, como retirar.

Bom dia !





In memoriam FLORIAN SCHNEIDER ( 1947-2020 ).

Marcadores de livros - 1621

Saudades!

Leituras na quarentena - 27

As últimas leituras de Miss Tolstoi: «Para viajar um pouco acabei de ler Patagónia Express de Luis Sepúlveda e vou começar A promessa de Romain Gary, um autor que já não leio há muitos anos.»

Porto: Porto Ed., 2020

«Se alguma vez existiu um modelo de crónicas de viagem, é isto, nada mais. Inesquecível.»
Miguel Sousa Tavares

Porto: Livros do Brasil, 2020


Arrumando postais - 11

Estive em Blackpool (Inglaterra) fará em agosto 50 anos.

terça-feira, 5 de maio de 2020

Boa noite!


Arrumando postais - 9

Henri Evenepoel - Le caveau du Soleil d'Or, 1896
Bruxelas, Museus Reais de Belas-Artes da Bélgica

Parece que este caveau Soleil d'Or ficava no subsolo (cave) do local onde hoje está o café Le Départ Saint Michel (Paris, Place Saint-Michel, esquina para o Sena) onde já tenho tomado o pequeno almoço e também já almocei.
Nesta cave fizeram-se (cerca de 1903) as reuniões de La Plume (1889-1914), revista fundada por Léon Deschamps  em 1 abr. 1889. 
Foi neste local que Guillaume Apollinaire encontrou Alfred Jarry e André Salmon. Les trois poètes Guillaume Apollinaire, 


Humor pela manhã


Leituras na quarentena - 26

Lisboa: Tinta da China, 2019

Finalmente dei início à leitura da biografia que Sylvie Simmons escreveu sobre o cantor, compositor e escritor Leonard Cohen, um dos mais importantes e influentes músicos dos últimos 50 anos, mas também um dos mais esquivos e difíceis de conhecer. 
Sylvie Simmons, conhecida jornalista de música rock e pop, é ainda autora das biografias de Neil Young e Serge Gainsbourg. Nesta biografia ela faz um retrato da extraordinária vida e do génio criativo de Leonard Cohen, ao mesmo tempo que guia o leitor numa viagem por toda a sua obra artística, não só no campo da música mas também como poeta e romancista. 
Este livro é fruto de muitas conversas com o autor de grandes êxitos como «So Long, Marianne», «Suzanne», «Hallelujah» ou «I’m Your Man», bem como de muitas entrevistas com os seus amigos mais íntimos e antigos. 

Leonard Cohen e Marianne Ihlen passeando de burro, e Hidra, inícios dos anos 1960.



Vou na p. 120 de modo que é provável que o livro ainda aqui volte.

Marcadores de livros - 1619

~
Um marcador artesanal feito de selos. Com um agradecimento ao Jad.


Bom dia !





Sá de Miranda musicado por Caetano Veloso na voz de Maria Bethânia , neste Dia Mundial da Língua Portuguesa assim proclamado pela UNESCO em Novembro passado.

segunda-feira, 4 de maio de 2020

Boa noite!


Arrumando postais - 8

As farmácias continuam com bastante frequência, mas parece que baixaram a sua faturação.
Não consegui saber se esta farmácia de Novelda (Alicante) continua aberta. A rua (esperemos) deve ter mudado de nome. Na net ainda encontrei alguma outra publicidade à farmácia, como esta:


Para Luisa.

Marcadores de livros - 1618

François Gerard - Psyché et l'amour, 1798
Paris, Museu do Louvre

Obrigada, Luisa!

domingo, 3 de maio de 2020

Os meus franceses - 762


O chá das cinco - 132

Mais um postal inglês recortado, encontrado nas arrumações.

Tempos modernos




Algumas igrejas começaram a abrir... esta, em Lisboa, nunca fechou. Mantiveram-se abertas algumas. A cortina na porta avisava que estava Exposto... Os avisos marcados no chão lembravam a época. O mais curioso foi a aplicação «Clanda» - que se descarrega para o telemóvel e abre uma conta corrente -, com a qual acender uma vela no altar do seu santo, nas Igrejas que já aderiram, em troca de uns cêntimos (em função do tempo).
Lembrei o filme de Jacques Tati: Playtime / Vida Moderna (1967). E se não funciona... como se comprova?



Um quadro por dia - 495


Charles W.Bartlett, Mãe havaiana e sua criança , 1920, aguarela e pastel, col.particular.

Em Dia da Mãe, que este ano será diferente para muitos e muitos pelo mundo fora. Valham-nos as velhas tecnologias como o telefone, e as novas que acrescentam imagem ao som.

P.S. - um pormenor curioso : ao ler sobre esta tela descobri que o artista e a sua mulher, vindos do Japão, fizeram escala no arquipélago a caminho da Europa. O que era suposto ser uma escala tornou-se residência permanente, não mais voltaram à Europa fascinados que ficaram com a beleza das ilhas.

Dia Internacional da Liberdade de Imprensa


Humor pela manhã



Reapareceu no dia 1 de Maio, recuperado da Covid- 19 - é a minha, e de outros, convicção.

Bom dia !

Marcadores de livros - 1617

Verso e reverso de quatro marcadores em armónio. 


Frente e reverso de um marcador-postal.

Com um agradecimento à Luisa.