Prosimetron

Prosimetron
Prosimetron: termo grego que designa a mistura de prosa e verso.

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Para acompanhar um jantar tardio

Boa noite!

Chá

O Sonho do Imperador é um chá suave e delicioso, embora não tanto como chá de Rosas.

«A man without tea in him is incapable of understanding truth and beauty ».
Okakura Kakuzo, The Book of Tea (1906).




Chá com Alice, uma exposição que visitei na Gulbenkian em 2012,
Ilustração de Teresa Lima (13:01 horas 17/02)


[Alice in wonderland of tea ]
O Chá com Alice, ou Chá no País das Maravilhas da Vista Alegre.
Criação de Teresa Lima

Pintores e pinturas -3


Wilson Henry Irvine, nasceu em 1869, perto de Byron, Illinois, nos Estados Unidos da América, descendente de colonos e agricultores. Mudou-se para Chicago e aí estudou e trabalhou como ilustrador e designer. É considerado como um mestre do impressionimo americano.
A sua pintura é caracterizada pelo seu domínio da textura e da luz, que o levou a preferir a paisagem, pintando ao ar livre, embora também tenha pintado cenas urbanas, figuras humanas e mesmo retrato e um nú. Uma exposição de 1998 intitulou-se "Wilson Henry Irvine  e a poesia da luz"

 
Pintou em várias zonas dos EUA, nomeadamente Massachusetts, Connecticut, Nova Inglaterra, Virgínia e Nova Orleães e Inglaterra, França e Espanha. Morreu em 1936.

Publicidade aparte...

Para o Luís.

Humor pela manhã


Bom dia !



É como estou, mas espero que não seja a última :)

Cinemateca Júnior

A Cinemateca Júnior tem sessões aos sábados, às 15h00, na sala de cinema do Palácio Foz. Numa sala contígua tem uma exposição permanente para miúdos alusiva aos primórdios do cinema. Muito gira!

Caixas de tabaco - 2

Quatro caixas, em lata, de cigarrilhas.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Boa noite!


Hoje deixo-vos com Gracie Fields. Primeiro no filme Sally in our alley, dirigido por Maurice Elvey, em 1931, e cujo argumento é co-escrito por Alma Reville. E numa canção muito conhecida: Wish me luck...

Em Évora, amanhã :


Alma Reville (1899-1982)

Fui ver este filme, de que gostei. Não sabia nada sobre a mulher de Alfred Histchcock, nem que ela ela era argumentista, nem que tinha feito parceria com ele nos seus filmes. Sendo ambos ingleses, casaram em 2 de dezembro de 1926 em Londres. Mudaram para Hollywood em 1939.

Alguns filmes, cujo argumento foi escrito (ou adaptado) por Alma Reville:
Dirigido por Hitchcock, em 1927
Dirigido por Adrian Brunel, em 1928
The first born, dirigido por Miles Mander, em 1928 
Ambos dirigidos por Hitchcock, em 1930
Dirigido por Hitchcock, em 1931
Dirigido por Hitchcock, em 1932
Dirigido por Hitchcock, em 1934
Dirigido por Phil Rosen, em 1934
Dirigido por Berthold Viertel, em 1935
Dirigido por Hitchcock, em 1936
The woman alone ou Sabotage, dirigido por Hitchcock em 1936
Dirigido por Hitchcock em 1937
Dirigido por Hitchcock em 1939.


Lucas de Leyde: gravuras sobre cobre

Lucas de Leyde - Retrato de um jovem com uma caveira

Exposição que pode ser vista no Petit Palais, em Paris, até 24 mar.

Novidades



Dos  mesmos autores que agora estão nos tops de vendas com um livro sobre Maçonaria. Esta organização também rende, embora menos :)

Humor pela manhã


Bom dia !



Em português, e ainda sob influência "valentiniana" :)

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Words of love

Boa noite!

Vinhetas





Diz-se que a vida são dois dias e o carnaval três. Esta vinheta, de que me lembrei para a época que passou, por razões maioritariamente da minha responsabilidade foi mais além, ao durar apenas um dia e, mesmo esse, já transgredindo a quarta-feira de cinzas. Fica todavia aqui a referência.




Agora em tom mais adequado para esta segunda parte da semana, proponho um mosaico que terá sobrevivido em Pompeia e que certamente não pecará por falta de tema.
Encontrei-o aqui.


O uso do iPad

A filha pergunta ao pai se ele já está usando o Tablet (iPad) que lhe deu de presente de aniversário. O pai responde que sim e muito bem... Vejam o vídeo!

O segredo da felicidade...


«Le secret du bonheur en amour, ce n'est pas d'être aveugle mais de savoir fermer les yeux.» 
Simone Signoret

Pintores e pinturas - 2


 
 
Alfons Maria Mucha (Alphonse Mucha) foi um pintor checo, nascido em 24 de Julho de 1860, em  Ivanicice (cidade da Morávia que fazia parte do Império Austro - Húngaro) e morreu em Praga em 14 de Julho de 1939, considerado um expoente da Art Nouveau.  Desenhava desde  criança e o mais antigo desenho que ainda se conserva é uma Cruxificação, quando tinha anos. Trabalhou em artes decorativas em Praga e Viena  e financiad pelo  conde Karl Khuen-Belasi, o maior proprietário da Morávia, para quem trabalhou, e pelo irmão deste, foi estudar para Munique. Ao candidatar-se à Academia de Belas Artes de Praga, foi-lhe recusada a entrada e dito que escolhesse outra profissão, onde seria mais útil. Prosseguiu estudos em Paris e aí notabilizou-se como designer, pintando cartazes publicitários, catálogos, calendários e ilustrando livros. Esteve seis anos empregado no Théâtre de la Renaissance, depois de ter feito cartazes publicitários para a peça Gismonda, interpretada por Sarah Bernhardt. Esteve nos Estados Unidos onde continuou a trabalhar e foi fundador do Comité dos Eslavos, em Nova Iorque, que lutava pela emancipação desses povos dentro do Império Austríaco. 
 

 
                                         Detalhe de vitral dito de Mucha na Catedral de S. Guy de Praga
 

 Regressado à Boémia pintou em dez anos vinte telas monumentais, a que chamou a "Epopeia Eslava" e que considerva a sua obra-prima.
Morreu em Praga, com 78 anos, de uma pneumonia,  dias depois de ter sido interrogado pela Gestapo, por pertencer à Maçonaria.

Pacotes de açúcar - 56

Mais uma série de 30 pacotes de açúcar, esta sobre Os Apaixonados, que me chegou pelo correio. Coloquei-a mal no scanner, de modo que a numeração está ao contrário. :(

Obrigada, Isabel!