Prosimetron

Prosimetron
Prosimetron: termo grego que designa a mistura de prosa e verso.

sábado, 5 de março de 2011

Bacio - 3


Sócrates, ca 200 a.C.- 100
Londres, Museu Britânico

«Casa-te: se encontrares uma mulher boa, serás feliz; se encontrares uma mulher má, tornar-te-ás filósofo.»
Sócrates

Será ainda preciso dizer que é do meu Bacio diário?

Brioche


Jean-Baptiste Siméon Chardin - Natureza-morta com brioche
Paris, Musée du Louvre


Manet - Natureza-morta com brioche
Óleo sobre tela, 1880


Manet - O brioche
Óleo sobre tela

Sábado Gordo



O Carnaval não é só grande no Rio de Janeiro ou em Veneza, mas também em Nova Orleães, o famoso Mardi Gras.

PENSAMENTO(S) - 159

La musique, seule consolation pour tous les êtres.

Frase escrita por Isabelle de Bourbon-Parme (1741-1763), supra retratada por Nattier, numa carta escrita em 1760 à sua cunhada Maria Cristina, arquiduquesa de Áustria. Três anos depois, a melancólica e melómana Isabel, filha de Filipe I de Parma e de Maria Luísa Isabel de França, morria de varíola.

Bom dia!


Pyotr Konchalovsky (1876-1956) - Natureza-morta com bule e pequeno-almoço, 1946

Pão recesso


= Pão duro.

Io so

Homenagem a Pier Paolo Pasolini que nasceu a 5 de Março de 1922, em Bolonha

Pier Paolo Pasolini, Self-portrait A with Old Scarf, 1946


Tempera on fiberglass board, 378 x 430 mm


sexta-feira, 4 de março de 2011

Bacio - 2



«L'amour qui économise n'est jamais le vrai amour.»
Balzac

Mais uma citação saída do meu Bacio diário:


Vivaldi sempre!



Com dedicatória à nossa ana, que foi quem lembrou a efeméride vivaldiana, aqui fica a Sinfonia da serenata La Senna Festeggiante, composta por Vivaldi sobre libreto de Domenico Lalli e dedicada a Luís XV, rei de França. Os intérpretes são os músicos do Concerto Italiano, dirigidos pelo Rinaldo Alessandrini.
O vídeo mostra belas paisagens das margens do Sena.

O chá das cinco - 20


Marie Vassilieff (1884-1957) - A chávena de chá
«Vous prendrez bien une petite tasse d'anxiété?»
Serge Gainsbourg

Distinção original

A edição de 2011 do Guia Michelin atribuiu uma estrela a um restaurante que abriu em 2009 e fechou no ano seguinte... por falta de clientes. Estranha distinção esta que das duas uma: ou a estrela andou perdida este tempo todo ou qual o critério adoptado pelo GM que originou esta "gaffe"? O restaurante "tardiamente" premiado foi o francês Les Hêtres.

Um quadro por dia - 137

John Singer Sargent, Homem lendo, óleo sobre tela, 64,1x56,5cm, Reading Public Museum and Art Gallery, Reading, Pennsylvania, EUA.


Se a memória me não falha, esta é a primeira tela nestas páginas de um homem lendo, depois de muitas representações de mulheres lendo, designadamente as do genial Hammershoi. Já tenho arroladas mais umas telas para suprir esta injustiça estatística :)

Em português - 82 : Djimi



Mais uma nova voz: Djimi.

De Monnier para nós...

- Henri Monnier por Gavarni.


Le char de l'État navigue sur un volcan.

Frase que o escritor, dramaturgo e caricaturista Henri Monnier (1799-1877) pôs na boca da sua imortal personagem, Joseph Prudhomme, arquétipo do burguês parisiense do séc.XIX. Tão válida para a agitada França do séc.XIX como para o Portugal contemporâneo.

Fialho faleceu há 100 anos



«Deus fez o homem à sua imagem e semelhança, e fez o crítico à semelhança do gato.»
Fialho

Desandador(es)


http://4.bp.blogspot.com/_-DQG7ZxvSMs/SGjLZlSTNHI/AAAAAAAAAwc/xeYVNIbwhK4/s400/desandador.jpg
Outra palavra usada no norte, pelo menos em Trás-os-Montes e Beira Alta. Por cá - capital -, são chaves de parafusos.

Mais um Agualusa

Filme Socialismo


Duas sessões únicas na Culturgest: sábado, 5 Mar., às 18h30 e 21h30.

Para recordar Vivaldi!

Para recordar Vivaldi que nasceu a 4 de Março de 1678.
x
Jardim Botânico, Coimbra



quinta-feira, 3 de março de 2011

Boa noite!


Por acaso fui parar a este compositor suíço - Andreas Pflüger - que nasceu em 1941, em Basileia. E gostei.

Bacio


Jean-Marc Nattier (1685-1766) - Beaumarchais, 1755

«En fait d'amour, trop n'est même pas assez.»
Beaumarchais (1732-1799)


Do papelinho que acompanha o meu Bacio diário.

Em português - 81 : Mamonas Assassinas



Parece que foi ontem, mas passam agora 15 anos sobre a morte deles. Houve luto dos dois lados do Atlântico, e a alegria contagiante que deles vinha faz falta. Uma das letras mais surreais é este Vira-Vira, e nunca houve um vira assim...

Lá fora - 96 : Gérôme em Madrid

Depois de Los Angeles e de Paris, chegou a Madrid em meados do mês passado, mais propriamente ao Thyssen, a retrospectiva dedicada a Jean-Léon Gérôme (1824-1904), pintor e escultor francês conhecido sobretudo como pintor orientalista.
É uma co-produção do Museu d' Orsay e do J.Paul Getty de Los Angeles, e mesmo a Madrid chega numa versão condensada: apenas 55 telas.
Está patente até 22 de Maio.

Serge Gainsbourg & Anna Karina - Ne dis rien



Quem consegue esquecer os olhos de Anna Karina?

Cinenovidades - 174



Uma comédia que estreia hoje nas nossas salas e que conta com um elenco que aprecio: Nicholson, Witherspoon, Rudd e Wilson. Espero ver nos próximos dias, até porque dizem que a chuva vai voltar... :(

Citações - 152

A petrolífera americana ExxonMobil é a maior empresa do mundo, quer pelo valor em bolsa quer pela faturação- 280 mil milhões de euros de receitas em 2010. E consegue milagres. Segundo o diário El País, usa a Espanha como paraíso fiscal, o que lhe permitiu, com um só funcionário, registar em dois anos 9 907 milhões de euros de lucro sem pagar um euro de imposto.
(...) O segredo é legal e está na diretiva europeia "mãe-filha", destinada a impedir que as empresas sejam taxadas duas vezes, uma no país da sede, outra no da filial. Na prática, muitas conseguem não ser taxadas em nenhum. (...)


-Impostos? Só no paraíso
, na Visão.


Uma pessoa lê estas coisas e até fica com vontade de telefonar ao Jerónimo ou ao Louçã e pedir uma ficha de inscrição, mas a verdade é que não serviria de nada...
A verdadeira, colossal, evasão fiscal é esta.
Por cá, basta lembrar que os lucros da PT com a venda da Vivo não geraram um único euro de rendimento ao Fisco luso.

A ler...


Camille Corot (1796-1875) - Rapariga a ler
Óleo sobre tela
Buehrle Collection


«We read to know we are not alone.»
C. S. Lewis (1898-1963)

Baile da Rainha, em Sintra



A história deste baile e do seu ritual é engraçada. Pode ser lida aqui .

Mário Saa


Fundação Arquivo Paes Teles
Ervedal
http://www.paesteles.org.pt/fundacao.htm

Boa noite!

quarta-feira, 2 de março de 2011

Encontro de Culturas

Hong Chun Zhang, Duas Culturas, 2004

ver aqui

Nem toda a gente consegue estabelecer o diálogo entre culturas: do mais prosaico objecto do quotidiano ao diálogo político e religioso.

Bairro Alto ganha novo teatro no antigo Diário Popular


http://www.publico.pt/Local/bairro-alto-ganha-novo-teatro-a-partir-de-marco-no-antigo-diario-popular_1481105
Abre amanhã, na antiga tipografia do Diário Popular, na Luz Soriano, o Teatro do Bairro. Uma boa notícia! Agora só falta uma sala de cinema, talvez na Baixa-Chiado.


A primeira peça a subir à cena é Vida de artistas, de Luísa Costa Gomes, com Adriano Luz, Margarida Vila-Nova e Manuela Couto. De 4.ª feira a sábado, às 21h00.

Aloquete


http://3.bp.blogspot.com/_WbzNJX80o54/TGW2BKZbIoI/AAAAAAAAABs/uqrluOvyu0E/s1600/cadeado.jpg
Esta palavra também é nortenha.

Jardins - 12


Petr Konchalovsky (1876-1956) - France. Parc Montsouris. Chestnut tree
Óleo sobre tela
Vendido pela Sotheby’s de Londres, em Jun. 2010



Le jardin
X
Des milliers et des milliers d'années
Ne sauraient suffire
Pour dire
La petite seconde d'éternité
Où tu m'as embrassé
Où je t'ai embrassèe
Un matin dans la lumière de l'hiver
Au parc Montsouris à Paris
À Paris
Sur la terre
La terre qui est un astre.
X
Jacques Prévert (1900-1977)

Na Biblioteca Nacional


Na Fnac Chiado

A mais famosa sequestrada dos últimos anos, a política colombiana Ingrid Betancourt, estará pelas 18h30, na Fnac Chiado, para apresentar este seu livro que relata os 6 anos de cativeiro nas mãos da guerrilha colombiana.

Ainda Josephine Baker - 1



Inaugura hoje no Teatro da Trindade uma exposição dedicada à memória da grande diva das primeiras décadas do século XX, com enfoque na relação que manteve com Portugal. Há telas do pintor Xico Fran, cartazes, fotografias pouco conhecidas e edições discográficas raras.
Está patente até dia 12.
Esta é uma actuação televisiva dela, já nos anos 50, cantando Hello Young Lovers com uma voz que amadureceu muito bem.

Vamos ...

Fazê-lo parado fortalece a coluna,

de barriga para baixo estimula a circulação do sangue,

de barriga para cima é mais agradável,

fazê-lo sozinho é enriquecedor, mas egoísta,

em grupo pode ser divertido,

no w.c. é muito digestivo,

no automóvel pode ser perigoso...

Fazê-lo com frequência

desenvolve a imaginação,

a dois, enriquece o conhecimento,

de joelhos, torna-se doloroso...

Enfim, sobre a mesa ou sobre ao secretária,

antes de comer ou à sobremesa,

sobre a cama ou numa rede,

despidos ou vestidos,

na relva ou sobre o tapete,

com música ou em silêncio,

entre lençóis ou no roupeiro:

Fazê-lo é sempre um acto de amor e de enriquecimento

Não importa a idade, nem a raça, nem o credo, nem o sexo, nem a situação económica...

Para saber a solução, veja o 1.º comentário

Natureza-morta na Europa - parte II


Cézanne - Still life with ginger jar and eggplants
Óleo sobre tela, ca 1890-1894
Nova Iorque, The Metroplitan Museum of Art


A segunda parte da exposição Natureza-morta na Europa, dedicada aos séculos XIX e XX e comissariada por Neil Cox, abre no dia 22 de Outubro na Gulbenkian e estará patente até 8 de Janeiro de 2012.
para além do quadro acima reproduzida, vamos poder ver obras de Braque, Dali, Gauguin, Manet, Monet, Picasso, Renoir, Max Ernst, Magritte, Henri Rousseau e Morandi, entre muitos outros.

Boa noite!


Kurt Weill, o compositor de Alabama Song, nasceu há 111 anos, em Dessau (Alemanha).

terça-feira, 1 de março de 2011

Dorsaf Hamdani



Não exagero ao chamá-la a maior estrela da música do seu país, um daqueles que tem estado na ribalta pelas melhores/piores razões. Este concerto foi em Cartago, na Tunísia.

Novidades - 174 : Filhas de Safo

Não comprei ( contenção oblige... ), mas passei hoje os olhos por esta mais recente obra do Paulo Drumond Braga que me surpreendeu desde logo pela temática. O rigor da investigação é aquele a que já estamos habituados, sem ser uma escrita densa ou aborrecida.
Finalmente, historiadores profissionais que não receiam abordar as margens da História.
É uma edição da Texto.

Mestres cantores do século XXI


Jovens cantores líricos dão o mote para as vinhetas de Março. Representando um valor seguro no panorama internacional da música clássica, (ainda) não alcançaram o estrelato de vedetas como Anna Netrebko, Rolando Villazón ou Elīna Garanča, pois talvez o mundo mediático não lhes tenha dispensado a devida atenção que, sob o ponto de vista técnico, mereciam.

Sophie Koch, a meio-soprano francesa, inicia este percurso. Em 1998, deslumbrou no papel de Rosina no Barbeiro de Sevilha no Royal Opera House londrino, e, desde então, marca presença nas principais casas deste planeta: ao lado de maestros como Antonio Papano, Sir Roger Norrington, Christoph von Dohnanyi, Kurt Masur ou Zubin Mehta, actuou em Salzburgo, Munique, Milão, Viena e noutras cidades de referência no campo operático. Em breve, actuará no Werther de Massenet em Londres, acompanhada de Rolando Villazón.
Foto: Peter Knapp

Karl-Theodor zu Guttenberg

Karl-Theodor zu Guttenberg demitiu-se hoje do seu cargo de Ministro da Defesa alemão. Há duas semanas, o Süddeutsche Zeitung e o Der Spiegel informavam de fortes indícios de que o político plagiara a sua tese de doutoramento. O barão admitiu erros graves na elaboração da tese, a pressão sobre ele e a própria chanceler alemã, Angela Merkel, tornou-se insuportável.

A polémica em torno de zu Guttenberg dividiu a opinião pública alemã. Uns viam a credibilidade da classe política em perigo, caso o ministro continuasse no poder. A maioria segundo sondagens, porém, pronunciava-se a favor do aristocrata bávaro, considerado um “Dom Sebastião” da política alemã e potencial sucessor a Merkel. As reformas, iniciadas no campo da Defesa, e atributos pessoais, tais como o dinamismo e a eloquência, conferiram a zu Guttenberg um enorme grau de popularidade.


Zu Guttenberg e sua esposa, Stephanie von Bismarck, durante uma visita a tropas alemãs no Afeganistão

Fernandel e o arroz de frango



Hotel Cibra, Estoril
«A propósito do nosso arroz de frango, posso contar-lhe um episódio passado com Fernandel, que me deu muita satisfação: quando da sua estada no Estoril, almoçando no hotel e fazendo parte da ementa desse dia o arroz de frango à portuguesa, Fernandel escolheu-o, comeu, repetiu e tripetiu. No final chamou o nosso maître d'hotel e perguntou-lhe se seria possível comer novamente desse arroz ao jantar. "Certamente, se o desejar", foi-lhe respondido. "Então, retorquiu Fernandel, reserve-me uma mesa para 6 pessoas, pois tenho uns amigos que não podem deixar de saborear este magífico arroz! Mas, olhe bem, que seja do mesmo!" E assim foi... Os convivas de Fernandel fizeram as devidas honras a este prato nacional!»
De uma entrevista ao chefe Agostinho Pereira, então no Hotel Cibra do Estoril.
«Agostinho Pereira fala-nos da sua arte e de Fernandel-gastrónomo». Banquete, Lisboa, Ago. 1960, p. 18

Vagens


http://1.bp.blogspot.com/_xUqtc5kJY_A/SkIGQo4qGvI/AAAAAAAAAZ4/YHBOtBysM8Q/s400/feij%C3%A3o-verde.JPG
Também me lembro desta palavra para designar feijão verde. Também é usada no Minho?

A arte do retrato - 19

Não consegui identificar o autor desta fotografia, mas ela serve sobretudo para lembrar que começa hoje o mês de Josephine Baker em Lisboa, comemorando os 70 anos da sua estreia artística em Portugal. Livros, espectáculos e uma exposição no Teatro da Trindade que recordam a relação especial que ela teve com este país que visitou durante décadas em várias qualidades: artista, turista, espia (durante a Segunda Guerra...) e activista pelos direitos das crianças.
Há até um passeio que visita as principais ruas e edifícios de Lisboa que estão associados à grande estrela e que desde já convido os demais prosimetronistas a fazerem.
Amanhã há mais notícias sobre La Baker.

IN MEMORIAM Jane Russell



Faleceu ontem, aos 89 anos de idade. Talento imenso, a par de uma beleza deslumbrante, tudo acompanhado por uma simpatia inesquecível como pode testemunhar quem como eu esteve presente na sessão de homenagem organizada pela Cinemateca Portuguesa há uns anos. RIP

Chegou Março...


Robert Furber (1674-1756) - Março
Gravura dos meses do ano, série Flores.

«Em Março, tanto durmo como faço.»

Para o Jad.

Picheleiro


http://images04.olx.pt/ui/5/43/22/1270609582_86294122_1-Fotos-de--Reparacoes-SOS-24h-1270609582.jpg
Em contraponto, e agradecendo o post sobre regionalismos transmontanos a APS, no seu Arpose, este sinónimo de canalizador deve ser mais nortenho do que transmontano.

Lembrando a beleza

Alessandro di Mariano di Vanni Filipepi mais conhecido como Sandro Botticelli terá nascido cerca de 1445, segundo alguns autores, em Março. Tenha sido ou não aqui fica um detalhe de Primavera ou Alegoria à Primavera - as Três Graças.
x
Sandro Botticelli, detalhe de Primavera, c. 1481

Galleria degli Uffizi, Florença, Itália


Bom dia !

Visões do Egipto


Émile Prisse d’Avennes (1807-1879) -Le plateau de Gizeh
Aguarela, 1832
BnF, Manuscrits


Apresentação da colecção de aguarelas e desenhos de Émile Prisse d’Avennes, que encantaram alguns dos seus contemporâneos como Théphile Gauthier. Engenheiro de formação, Prisse d’Avennes interessa-se pelas ruínas do Egipto antigo e pelos monumentos islâmicos, nas suas permanências naquele país, de 1827 a 1844, e de 1858 a 1860. Da primeira levará peças para França, entre as quais o famoso papyrus Prisse, então tido como o «mais antigo livro do mundo», assim como a «Sala dos Antepassados» de Tutmés III, hoje no Louvre, onde se pode visitar o outro polo da exposição.
http://www.bnf.fr/fr/evenements_et_culture/anx_expositions/f.visions_degypte_prisse_davennes.html

BnF
Edifício Richelieu
1 Mar. - 5 Jun.

Azedas e trevos



Campo Grande, 21 Fev. 2011.
Experimentei, pela primeira vez, uma azeda. :)

Abre hoje

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Boa noite!

Annie Giradot (1931-2011)


Annie Giradot nasceu, em Paris, a 25 de Outubro de 1931, e faleceu hoje, na mesma cidade. Em 2006, revelou que sofria, há anos, de alzheimer.
Fez teatro, cinema e televisão. Foi a actriz francesa mais popular, nos anos 70.
Lembram-se da Nadia de Rocco e seus irmãos? Entrou em filmes de Marco Ferreri, Claude Lelouch, André Cayatte, etc. A última vez que a vi, penso que foi como a mãe de Isabelle Huppert em A Pianista, de Michael Haneke.


Do documentário Annie Giradot: Ainsi va la vie (2007), de Nicolas Baulieu.