Prosimetron

Prosimetron
Prosimetron: termo grego que designa a mistura de prosa e verso.

sábado, 24 de maio de 2008

CAFÉ VIENENSE NO CHIADO


Abriu hoje, pelas 11 horas, o "Kaffeehaus" na Rua Anchieta, nº 3. Café, restaurante e bar vienenses, oferece especialidades típicas austríacas num belo espaço moderno. Sob a gerência dos simpáticos Christoph Hubmayer e Konrad Tretter, somos convidados a tomar cafés ou bebidas, tais como um Kapuziner (café duplo com chantilly) ou um Melange (semelhante à nossa meia de leite). Da ementa destacam-se o célebre Wiener Schnitzel (escalopes de porco com salada de batata) e o Altwiener Saftgulasch (guisado de vaca).

É seguramente uma enorme mais-valia para a zona nobre da nossa capital. Apelativo a quem procure a velha tradição dos cafés de Viena, apelativo a quem queira passar umas horas agradáveis num ambiente contemporâneo.

Aberto todos os dias (excepto às segundas), de terça a quinta-feira das 11h às 24h, sextas e sábados das 11h às 2h e domingos das 11h às 20h.

PRIVILÉGIO E PRIVACIDADE - TELMA ORTIZ, PARTE II

Como havíamos relatado no mês passado,Telma Ortiz, irmã da Princesa das Astúrias, havia solicitado a um tribunal espanhol que proibisse a generalidade dos media espanhóis de acompanharem e relataram a sua vida privada , pedindo um verdadeiro "bloqueio informativo ".
Já houve decisão por parte do Tribunal de Toledo e não foi favorável a Telma Ortiz.
Efectivamente, decidiu o Tribunal que as exigentes medidas preventivas reclamadas por Telma Ortiz eram incompatíveis com a liberdade de expressão .
Por mim, saúdo esta decisão judicial- entre os eventuais abusos por parte de papparazzi mais extremistas, sempre passíveis de sanção, e um completo bloqueio noticioso à vida da irmã da futura Rainha de Espanha, o resultado da ponderação de direitos parece-me acertado.

1819 - VICTORIA


No dia 24 de Maio de 1819 nasceu a princesa Alexandrina Victoria, filha dos Duques de Kent, Edward e Victoria de Saxe-Coburg-Saalfeld, e neta paterna do Rei Jorge III de Inglaterra. As várias vicissitudes dinásticas ( morte da Princesa Charlotte, única filha de Jorge IV, bem como as mortes das duas únicas filhas legítimas de Guilherme IV, e a própria morte do Duque de Kent sete meses depois de Victoria ter nascido) , levaram à subida ao trono desta jovem princesa em 20 de Junho de 1837 após a morte do seu tio o Rei Guilherme IV .

A influência da sua dominante mãe foi sendo progressivamente afastada e os dois grandes mentores durante os primeiros anos do reinado foram o " Tio Leopold " ( Rei dos Belgas ) , e o primeiro Primeiro Ministro da jovem rainha: o afável Lord Melbourne .

Com o casamento, a 10 de Fevereiro de 1840, surgiu outro mentor : o primo e marido Albert de Saxe-Coburg-Gotha, o famoso Princípe-Consorte Alberto, com quem teve nove filhos.

O importantíssimo apoio do Princípe Alberto, a nível pessoal e oficial, dadas as várias gravidezes e maternidades, terminou de forma abrupta com a morte prematura de Alberto aos 42 anos em Dezembro de 1861.

Durante o reinado de Victoria o Império Britânico cresceu até limites nunca antes sonhados, tornando-se o Reino Unido a primeira potência mundial com interesses em vários continentes, culminando de forma simbólica em 1876 quando Victoria se torna Imperatriz da Índia .

Este longo reinado- 63 anos - termina com a sua morte a 22 de Janeiro de 1901, aos 81 anos , em Osborne, na Ilha de Wight, a casa que tinha reconstruído com o seu adorado Alberto, ao lado de quem está sepultada no mausoléu de Frogmore ( Windsor) .

A sua larga descendência- 40 netos - entroncou com quase todas as casas reais e grandes famílias da Grã-Bretanha e da Europa, por isso lhe chamavam a " Avó da Europa "- basta pensar que três dos grandes protagonistas da 1ª Guerra Mundial eram seus netos directos ( o Kaiser GuilhermeII e o Rei Jorge V de Inglaterra) ou por afinidade ( o Czar Nicolau II da Rússia casado com uma sua neta- Alix de Hesse-Darmstadt, a Czarina Alexandra Feodorovna ) .





sexta-feira, 23 de maio de 2008

VENEZA


XCI
L'ILE DES MORTS
A Venise, dans l'ile des morts, Isola San Michele, j'ai aimé la sobrieté de la tombe de Stravinski, sa blancheur, les odeurs de la lagune et celle des résineux- dont les fruits, tombés, jonchaient le sol. Au loin, léger, le bruit des bateaux qui passaient. Ici, le silence, aprés de la furie paienne du Sacre du printemps .
- Michel Onfray, Ars Moriendi-Cent petits tableaux sur les avantages et les inconvénients de la mort , LES CAHIERS FOLLE AVOINE, 1998 .

AJUDEMOS O DR. ALMEIDA SANTOS


O Dr. Almeida Santos em recente entrevista : " Os políticos ganham mal, e a minha reforma de político é de 700 contos por mês. É ridículo . "
Proponho desde já a abertura de uma conta de solidariedade caso o Dr. Almeida Santos esteja a passar dificuldades...

SÍNDROME MARIE-ANTOINETTE


" À injustiça do sistema capitalista actual, acrescenta-se o devaneio da sociedade de consumo, que cria necessidades artificiais, condenando milhões de pessoas à frustração e ao endividamento.
E neste mundo, mais do que a violência, pesa o temor da violência.
Os super-ricos, descendentes dos revolucionários, a nova aristocracia, os que inventaram as subprimes, que especulam sobre o preço do arroz, os habitantes dos guetos dourados da Califórnia- tremem. Pois o que os distingue de Maria Antonieta? O conhecimento. Eles sabem ao que conduz a desigualdade social. E Maria Antonieta é para eles um reflexo trágico, que os purga dos seus temores. "
- Leonor Baldaque, Visão - 22 de Maio de 2008, p.156 .

STUPOR MUNDI


Foi há quase vinte anos, mas lembro-me perfeitamente daquela manhã de quarta feira , como foi hábito durante alguns anos, passada a ouvir o Professor Gustavo de Castro. A dado momento, Gustavo de Castro dissertou sobre a omnívora curiosidade, até científica, de Frederico II de Hohenstaufen a quem às tantas considerou como "o maior homem que jamais ocupou um trono humano ". Eu, que conhecia vagamente esta figura histórica, fiquei curioso e decidi saber mais.
Ao conhecer melhor este monarca que foi uma das figuras marcantes de toda a Idade Média, instalou-se um fascínio que perdura até hoje.
Tenho meia dúzia de biografias que lhe foram dedicadas, catálogos de exposições, gravuras, e guardo religiosamente as fotografias que tirei do seu túmulo na Catedral de Palermo, surpreendentemente adornado, no dia da minha visita, com uma recente coroa de flores acompanhada de uma fita com as cores imperiais alemãs.
Percebi então que o Stupor Mundi continua a suscitar o interesse e a admiração de muitos, o que tenho confirmado ao longo dos anos, desde logo neste meio onde nos encontramos.
- Dedicado ao Trajano Teles de Menezes e Melo, na sequência da nossa conversa de ontem e para abrir o apetite.

AS ESCOLHAS DE HELMUT SCHMIDT


Na opinião dos alemães, Helmut Schmidt é “a cabeça mais inteligente” do actual panorama dos políticos germânicos. Aos 89 anos, continua a escrever. Seus artigos são referência para a opinião pública, seus livros best-sellers. Nas entrevistas à televisão, apresenta-se como interlocutor por vezes difícil e polémico, mas interessante em todo o caso. Na passada terça-feira, foi convidado para um programa da estação de televisão pública ARD. Uma breve síntese de algumas considerações deste político:

A intromissão de governos estrangeiros na política interna de um país significa normalmente o início de um conflito. Por isso, não é aconselhável. Tal papel é reservado aos filósofos ou pregadores. O mesmo aplica-se à política que a China segue para com o Tibete. Uma intromissão internacional teria, talvez, resultado em 1938, se países como os Estados Unidos, a França ou o Reino Unido tivessem actuado contra Hitler aquando da anexação da Checoslováquia, em vez de insistirem na sua política de apaziguamento. Talvez só naquela altura.

Os Estados Unidos já deram oportunidades a políticos de cor, tal como a Condoleezza Rice ou Colin Powell. A eleição de Obama para Presidente seria um facto em si desejável (Schmidt fala de cor de castanho de café, ao referir-se a Obama...)

Interrogado sobre a importância das religiões hoje em dia, comenta Schmidt, protestante luterano, ter conhecido outras religiões ao longo dos últimos 25 anos. O Budismo impressiona pelo valor que dá à vida e à tolerância com o próximo. Há que ter presente que, em nome do Cristianismo, muito de mau aconteceu. A primeira guerra mundial foi disputada exclusivamente entre nações cristãs – não propriamente um bom exemplo do Cristianismo.

A locutora do programa (Sandra Maischberger) dirige-se a Schmidt perguntando: “Visto de uma perspectiva exterior, parece ter tido uma vida muito realizada. Parece ser feliz” .
Schmidt responde: “Sim, tive uma vida feliz e realizada. Até agora pelo menos. Embora não saiba como vai acabar.”

quinta-feira, 22 de maio de 2008

ANTONIO ALLEGRI (CORREGGIO)


A Galleria Borghese dedica, a partir de hoje, uma exposição a Correggio. 25 obras do pintor estão reunidas neste belíssimo espaço, entre elas, os vários quadros que compõem os Amori di Giove, encomendados por Federico Gonzaga, Duque de Mântua. Das pinturas sacras, destacam-se o Noli me Tangere do Prado de Madrid ou os Quattro Santi do Metropolitan de Nova Iorque. A exposição está aberta ao público até 14 de Setembro.

Nascido em Correggio na Emilia Romagna em 1489, Antonio Allegri, chamado Correggio, é um dos mais importantes representantes do Renascimento ao lado de Miguel Ângelo ou Rafael. Ao contrário dos seus ilustres colegas, Correggio não deixou nenhum testemunho da sua passagem por Roma. Aliás, as obras mais notáveis encontram-se nas igrejas de Parma.
Assim, a exposição tenta “provar” ao público que o pintor viveu alguns anos na Cidade Eterna, provavelmente por volta de 1518, ficando por isso influenciado pela arte antiga. Segundo peritos, muitas das obras do mestre emiliano, expostas na Galleria, reflectem o classicismo e o fascínio pela Antiguidade, próprios da Roma de 1500.

Correggio foi pioneiro na sua arte de aplicar cores claras, sobretudo visíveis nas obras profanas com temas da mitologia grega. Os contornos são suaves, por vezes indefinidos (sfumato), os movimentos dos personagens graciosos e delicados. O pintor retratava o que não parecia retratável, como a neblina ou o ar. Há ainda quem lhe chame “o pintor dos afectos”, pois manifesta-se uma graciosidade notável na sua tela. A imagem deste post, “O místico casamento de Santa Catarina”, mostra-nos como o Menino, delicadamente, segura com a sua mão esquerda o dedo anelar de Santa Catarina.

Correggio é precursor do Barroco (e estamos apenas no início do século XVI!), a sua obra influenciou artistas até ao século XVIII. Morreu a 5 de Março de 1534 na sua terra natal.

22 DE MAIO DE 1813 - NASCE RICHARD WAGNER




- O Festspielhaus em Bayreuth, lugar de representação e peregrinação .


-Wolfgang e Katharina Wagner, neto e bisneta de Wagner, o actual e a próxima responsáveis pelo Festspielhaus.



HOJE NA NORUEGA


De quatro em quatro anos, o Partido Socialista da Noruega apresenta no Storting ( Parlamento norueguês ) uma proposta para que a Noruega passe a ser uma república. A votação de hoje a favor dessa proposta deverá ter um resultado igual ao das últimas : 20 votos - o número de deputados do Partido Socialista da Noruega.
Saliento duas coisas : a persistência civilizada dos socialistas noruegueses ( votar em vez de matar o Rei ou pegar em armas contra o regime ) e a própria Constituição da Noruega que permite democraticamente a discussão da mudança de regime ao contrário do que se passa noutras latitudes...

quarta-feira, 21 de maio de 2008

O DESCONSOLO DA FILOSOFIA





" Il me semble que la philosophie, contrairement à ce qu'elle prétend parfois, n'a pas pour vertu, ni même peut-être pour vocation d'être consolatrice. Sa puissance est critique, déconstructrice. Elle suscite, elle réveille, elle provoque. Elle n'est pas là pour nous apaiser . "

- Claire Marin , Le Magazine Littéraire , Abril de 2008

HISTÓRIA UNIVERSAL DA DESTRUIÇÃO DOS LIVROS

Fernando Alberto Báez, actual director da Biblioteca Nacional da Venezuela, faz neste seu livro o inventário da destruição de livros ao longo da História, desde a célebre Biblioteca de Alexandria até aos casos mais recentes :
- A destruição premeditada da Biblioteca de Sarajevo mediante três dias de bombardeamentos sistemáticos;
- A pilhagem e vandalização da Biblioteca Nacional de Bagdad em 2003 aquando da invasão do Iraque , tendo desaparecido milhões de volumes e manuscritos;
- Em Setembro de 2004, em Weimar , a destruição da biblioteca do Palácio da duquesa Anna Amalia por um incêndio devido a curto circuito com perda de 50.000 volumes dos sécs.XVII e XVIII .
Esta notável obra está já traduzida em várias línguas, entre elas o francês como se vê supra, para quando a edição portuguesa ?

O ARQUIPÉLAGO CATÓLICO


" Hoje, a nossa Igreja é um arquipélago. Vive-se para a liturgia, não é evangelizadora. Acho que a Igreja não está a «funcionar» como Jesus quer. Já ninguém sai da missa «incomodado» na sua consciência com a liturgia. A Igreja perdeu a capacidade de «sujar» as mãos com a vida dos homens. "
- D. Manuel Martins , em entrevista à ÚNICA de 17 de Maio .

terça-feira, 20 de maio de 2008

Palma de Ouro com palmas


Manoel de Oliveira recebeu a Palma de Ouro do Festival de Cinema de Cannes pela sua carreira e comemorando o centésimo aniversário do realizador, que só ocorrerá em Dezembro. O Presidente do festival, Gilles Jacob frisou que a distinção foi dada "não por antiguidade, mas sim por estima e por admiração, pela obra e pelo homem”.
Goste-se muito, pouco ou nada, Manoel de Oliveira é um caso raro de dedicação ao cinema e a sua obra apreciada por cinéfilos de muitas partes, nomeadamente de França, tão difícil de contentar.
Um pouco como Saramago nas letras, ou se ama ou se odeia. Não dá lugar à indiferença. Sem falar de Aniki-Bobó, Oliveira tem filmes excelentes de que destaco apenas um, que considero sublime, “Palavra e Utopia”, sobre o Pe. António Vieira. É autor de um cinema diferente, de que nem sempre gosto. Mas, apesar de tudo, notável.

2666 - ROBERTO BOLAÑO


Não é um livro. É um continente.

E O ENTERTAINMENT ?

Vou vendo, com maior ou menor regularidade :

- John from Cincinnati ( surf e misticismo)
- Stargate
- Journeyman ( o apelo das viagens no tempo )
- Jericho
- Monk (um detective inenarrável )
- Veronica Mars
- Ossos ( até já na RTP )
- Boston Legal ( lá é tão diferente... )
- Perdidos ( confuso mas deslumbrante )
- Heroes ( almost like comics )
- Mentes criminosas ( o " fascinante " mundo dos serial killers )

CENAS PORTUGUESAS : 1- Morais Soares


Casal português de meia idade, com o que se costuma chamar de " bom ar ", sobe a Rua Morais Soares observando os transeuntes com que se vão cruzando.
Diz ele para ela : " Chegámos ao Brasil de segunda " .

segunda-feira, 19 de maio de 2008

DA CONVICÇÃO - SCHNITZLER


" O importante não é a convicção mas a concepção. As pessoas de convicções foram sempre aquelas que acenderam as fogueiras para as que tinham concepções. "

" Alguns pensam ter uma visão do mundo quando não têm mais do que uma ideia fixa, ou melhor um preconceito, quer seja político ou religioso- em síntese, exactamente o que é excluído por uma concepção do mundo. "


- Arthur Schnitzler, RELAÇÕES E SOLIDÃO , trad.port. Manuel Alberto, Relógio D'água , 1996

NOVA ÁGUIA


E já está à venda o primeiro número da NOVA ÁGUIA-Revista de Cultura para o Século XXI , revista de cultura mas com acentuado pendor filosófico, ou não fosse dirigida por Paulo Borges, Celeste Natário e Renato Epifânio. O primeiro número tem como vector principal a ideia de Pátria e sobre esta conta com textos de Pinharanda Gomes, Paulo Ferreira da Cunha,Dalila Pereira da Costa,José Eduardo Franco, entre outros.
Há também muita poesia e até um inédito de Agustina. E já tem um blogue com o mesmo nome.
O PROSIMETRON deseja longa vida a esta revista que vem colmatar uma lacuna nos meios culturais portugueses.

A NEUROBIOLOGIA E O AMOR


" Le comportement amoureux tel que qu'il a été mis en place par l´évolution dure deux ou trois ans. "
" L´illusion a été démontrée: quand on tombe amoureux, le cerveau ne voit pas le partenaire tel qu'il est. "
" Quand on entre en contact avec des personnes, on ne cherche rien, on reçoit ces fameuses phéromenes, des odeurs, le son d'une voix, des paroles. Tout ces signes arrivent dans le cerveau inconscient qui, lui, fait ses calculs et rend son verdict. "
- excertos de uma entrevista a Lucy Vincent, reputada neurobióloga, in philosophie magazine, Abril de 2008.
Pobre Cupido...

OS SENHORES DO MUNDO


Não vou falar da Maçonaria, nem da Opus Dei, que são aquelas organizações que imediatamente surgem nas conversas em que se fala dos "verdadeiros senhores do mundo " , aqueles que manobram nas sombras a Humanidade e controlam o desenrolar dos acontecimentos.
Também não falarei do G8, a organização mais ou menos informal que reúne os oito países mais poderosos do mundo. Tenho para mim que estes três nomes, todos eles respeitáveis, apenas servem para ocultar- e aqui entro para uns no domínio da conspirativite- outros grupos, esses sim talvez bem mais poderosos e influentes.
Dos meus amigos leitores, quem já ouviu falar no Council on Foreign Relations ? , ou na Trilateral Commission ?, ou ainda em Bilderberg ?
Escolhi estes três mas há mais... Completamente desconhecidos do grande público, conhecidos de algumas pessoas melhor informadas, são efectivamente poderosos e tentaculares grupos de pessoas cujas agendas reais é difícil vislumbrar.E, no entanto, os seus sites parecem tão inocentes...
Atenção, nada tenho contra estas três organizações, nem quero ter...(serve de disclaimer) mas só queria que os amigos leitores tivessem a noção de que muito se passa longe da ribalta, e fora das lojas maçónicas e dos centros da Obra de Deus.
Já percebem porque não colocarei etiquetas nesta, não vá o Demo teçê-las...

domingo, 18 de maio de 2008

DOS PROFETAS E PATRIARCAS (HILDEGARD VON BINGEN, 1098 - 1179)


Antífona


Ó varões valorosos,
que atravessastes as coisas ocultas
perscrutando-as com os olhos do espírito
e anunciastes em luminosa sombra
vital e penetrante luz,
na vara em botão,
que só floriu
ao romper do astro resplandecente.
Vós, santos antigos,
anunciastes a salvação das almas desterradas,
imersas nas trevas da morte,
vós circundastes em órbita como anel,
retirando admiravelmente o véu dos mistérios do monte
que se eleva até ao céu,
ungindo o leito de muitas águas correntes,
quando se ergueu entre vós luzente lucerna
na progressão de sua luz desvelou o próprio monte.

De prophetis et patriarchis, Hildegard von Bingen, tradução de Joaquim Félix de Carvalho e José Tolentino Mendonça, Assírio & Alvim, 2004; Imagem "Árvore da vida" de Hildegard von Bingen

O AR QUE SE RESPIRA

" Filmes e livros não são colecções, são necessidades "

- Julião Sarmento

RILKE SOBRE OS BUDDENBROOK DE THOMAS MANN


A 16 de Abril de 1902, o jornal Bremer Tagblatt publicava uma crítica sobre os Buddenbrook da autoria de Rainer Maria Rilke:

“Esta história dos Buddenbrook, família de linhagem antiga patrícia de Lübeck com a firma Johann Buddenbrook, que se inicia com o velho Johann Buddenbrook por volta de 1830, termina nos nossos dias com o pequeno Hanno, seu bisneto.
Compreende festas e reuniões de família, baptizados e falecimentos (momentos de falecimento particularmente difíceis e terríveis), casamentos e divórcios, negócios comerciais muito bem sucedidos e retrocessos de declínio impiedosos e intermináveis, próprios da vida de um comerciante ...
Também o último representante, o pequeno Hanno, deambula com um olhar dirigido apenas para o seu íntimo, escutando atentamente o mundo e a alma interiores, de onde provém a sua música. Nele (Hanno), encontra-se pela última vez a possibilidade para uma retoma (evidentemente de uma forma não esperada nem desejada pelos Buddenbrook): A possibilidade, sempre em estado interminável de perigo, de atingir um grande estar artístico, que não se realiza...
Trata-se de um livro sem qualquer altivez do autor... Um acto de respeito pela vida que, pelo simples facto de existir e acontecer, é boa e justa ....”

O LAGO AZUL

Fernando Campos é para mim o nosso melhor romancista histórico da actualidade, aliando a pesquisa rigorosa à qualidade literária e o seu último romance, ainda de 2007, não é excepção.
Sempre me admirou não haver obra, até por parte dos genealogistas, sobre a larga descendência deixada por D. António, Prior do Crato - 1o filhos de várias mães.
O LAGO AZUL , publicado, como habitualmente , pela Difel responde parcialmente à questão, elucidando-nos sobre as andanças do Prior do Crato e sobretudo pelo destino do seu primogénito, Manuel de Portugal que vem a casar com uma princesa holandesa, filha de Guilherme o Taciturno. Usando o vernáculo, direi que se lê de uma penada.