Prosimetron

Prosimetron
Prosimetron: termo grego que designa a mistura de prosa e verso.

sábado, 7 de janeiro de 2017

Bowie: 70


Amanhã, dia em que David Bowie faria 70 anos, o CCB lembra, às 17h00,  o seu legado através de música e palavras. David Fonseca apresenta ao vivo versões de Bowie e Nuno Galopim modera uma conversa com João Lopes, Xana e David Ferreira. Serão projetados excertos de filmes.



In memoriam Mário Soares - 1


Esta cantiga de amigo de D. Dinis é o segundo poema selecionado por Mário Soares em Os meus poemas da minha vida:



A primeira escolha recaiu em:

Ai eu coitada!
Como vivo em gran cuidado
por meu amigo
que hei alongado!
Muito me tarda
o meu amigo na Guarda!

Ai eu coitada!
Como vivo em gran desejo
por meu amigo
que tarda e non vejo!
Muito me tarda
o meu amigo na Guarda!

D. Sancho I

Leituras no Metro - 266

A Casa del Tesoro devia situar-se na elipse, nesta planta de Teixeira, 1656.


«Num romance, tento sempre cuidar dos cenários […]. 
«[…] foi fácil situar o edifício da Casa del Tesoro, onde ficava a Real Academia Espanhola aquando da aquisição da Encyclopédie: um anexo do Palácio Real , cujos interiores, naquele tempo, ainda estavam a acabar de ser decorados. A Casa del Tesoro já não existe hoje, pois foi demolida em 1810 para a construção da Praça do Oriente; mas encontrei na internet na alçados do edifício, construção de um arquiteto francês anónimo, que estão depositados na Biblioteca Nacional. Com eles e com cópias de outros planos [plantas] andei pela zona para situar a topografia atual na do passado, dando longos passeios enquanto tentava recriar o edifício onde os numerários da Espanhola se haviam reunido durante quarenta anos, até que em 1793 um decreto real lhes destinou outra sede na Calle de Valverde. Foi assim que imaginei os veneráveis sábios de então, entrando e saindo do velho casarão, e que reconstruí o itinerário aproximado que Manuel Higueruela e Justo Sánchez Terrón, os dois académicos que de diferentes posições ideológicas se tinham oposto à aquisição da Encyclopédie, seguiram no seu passeio noturno pela Calle Mayor até à Puerta del Sol […].» 
Arturo Pérez-Reverte – Homens bons. Trad. Cristina Rodriguez, Artur Guerra. Alfragide: Asa, 2016, p. 49-51.

A RAE na Calle Valverde

Marcadores de livros - 576

Não é fácil acertar os dois marcadores deste esqueleto.

Obrigada, Justa!


Grande Guerra - 31

O Século. Ed. da noite, Lisboa, 7 jan. 1917 

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Boa noite!


E se lhe fizessem uma proposta: roubar os restos mortais dos Magos...

Um presente virtual para o dia de Reis:
 
 Mercado de ilusões
 Felipe Benítez Reyes
Porto, Sextante Editora, 2010
 
O trabalho de Jacob e de Corina consiste em roubar as supostas relíquias dos Reis Magos, conservadas na Catedral de Colónia.... um livro de intriga esotérica, cheio de frases a reter:
- tudo, até o inexplicável, tem a sua explicação (p. 38)
- ninguém é dono de um segredo, todos nós sonos escravos dos segredos (p. 44)

Um livro apropriado para a quadra embora, por vezes, seja demolidor de tudo quanto se julga saber!


o quadro reproduzido na capa é de Andrea Mantegna, 1495
e encontra-se nos USA, Los Angeles: J. Paul Getty Museum
 

Marcadores de livros - 575

Capa e contracapa de uma série de marcadores dos Reales Sitios de Espanha. 
Em baixo, pormenores de cada um dos marcadores, de janeiro a dezembro:

Gracias, Justa!

Marcadores de livros - 574

Estes marcadores vieram de Lugo e estavam guardados para o Dia de Reis.

Agradeço a quem mos enviou de Lugo. E para Justa e Luisa, bom Dia de Reis [Magos], como vi por lá assinalado, numa geminação involuntária. :)

Pacotes de açúcar - 136

Obrigada, Cláudia!


quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Boa noite!

Mais uma sugestão da Luisa: Colin Vearncombe, mais conhecido por Black, um cantautor inglês que eu desconhecia e que faleceu em 2016:


Marcadores de livros - 572

Este marcador indonésio é feito em pele de vaca, gravada e pintada: uma preciosidade que agradeço a quem ma ofereceu.

Jade, des empereurs à l’Art déco

Esta exposição está no Musée Guimet (Paris) até 16 de janeiro. 

Lá fora - 287






É no Louvre Lens que está patente esta exposição que nos lembra os alvores da civilização, com o contributo do riquíssimo departamento de Antiguidades Orientais do Louvre .

L' Histoire commence en Mésopotamie, Musée du Louvre Lens, até 23 de Janeiro .

Mais info : louvrelens.fr

Humor pela manhã


Bom dia !



Do mais recente álbum, e para aquecer a manhã .

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Boa noite!

Marcadores de livros - 571

Uns lindíssimos marcadores de um livro, cujo autor desconheço.

Gracias, Luisa!

Os 12 escritores mais bem pagos do mundo em 2016


James Patterson
95 milhões de dólares

Jeff Kinney
19,5 milhões de dólares

J. K. Rowling
19 milhões de dólares

John Grisham
18 milhões de dólares

Stephen King
15 milhões de dólares

Danielle Steel
15 milhões de dólares

Nora Roberts
15 milhões de dólares

E. L. James
14 milhões de dólares

Veronica Roth
10 milhões de dólares

John Green
10 milhões de dólares

Paula Hawkins
10 milhões de dólares

George R. R. Martin
9,5 milhões de dólares

Dan Brown
9,5 milhões de dólares

Rick Riordan
9,5 milhões de dólares

Há aqui muita gente de que nem conheço o nome, como seja o primeiro, o segundo e o último. O mesmo acontece com Veronica Roth e John Green. Dos outros só li um Harry Potter e comecei a ler O código Da Vinci e Anjos e demónios e não gostei.

Nunca li George R. R. Martin, mas tenho amigos que dizem que A guerra dos tronos é um grande livro.

Fonte: Somos Livros, natal 2016, p. 4

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Boa noite!

Por sugestão de Luisa, este cantor falecido em 2016 e que conheço mal.

Da Crítica



Ontem, no guia de programas da RTP

Penso que neste caso não seja a ignorância, mas o desleixo.

Marcadores de livros - 570


Bom Ano!

Leituras no Metro - 265

Má trad.  deC ristina Rodrigues e Artur Guerra.
Alfragide: Asa, 2016


Visão - «Somos hoje filhos, ou talvez netos, do Iluminismo…
A.P.-R . - «A nossa boa parte sim. A parte má vem das sombras, da barbárie, do medievo… A liberdade de falarmos, de nos vestirmos como queremos vem daí, desses homens. Devemo-lo às Luzes.

Visão – «O filósofo alemão Jürgen Habermas dizia que a modernidade, que começou aí, é um projeto inacabado. Mas não sente que estamos numa espécie de beco sem saída?
A.P.-R . - «A modernidade será sempre inacabada, nunca se cumprirá. É um caminho frustrado. Sou muito pessimista. Acho que já chegámos onde podíamos ter chegado e agora estamos em declínio. Creio que o ser humano já não alcançará o nível de liberdade, intelectualidade e cultura que alcançou a partir do fim do século XVIII e ao longo do século XIX. O caminho está fechado. E a memória faz, hoje, muita falta… Sem referências, sem História, não podes entender o presente. Em vez de construirmos sobre as nossas pegadas estamos a construir sobre… nada. Estamos desorientados. […]

«A barbárie e a violência estão sempre aí. O problema, o grande erro, foi acreditarmos que esta espécie de Disneylândia onde vivemos era o mundo real. Eu sabia, outros sabiam, mas muita gente falava só de um mundo ideal, dos direitos humanos universais, de ser solidário.

Visão – «Está a falar, também, de uma crise nos discursos sobre a multiculturalidade e globalização…
A.P.-R . - «Sim, claro. O mundo é um sítio perigoso, cheios de filhos de puta. O terrível é que o Ocidente e tudo o que custou tanto a construir ao longo dos séculos, liberdades e direitos, com os bons e nobres valores de que falam os protagonistas do meu romance, está a morrer,a desaparecer… E não voltará. Os jovens ignoram-no. Nem se ensina nas escolas…

Visão – «Porquê?
A.P.-R . - «É uma cultura de facilidade. Temos medo de traumatizar os meninos com a Iíada, ou com a História… O objetivo principal passou a ser não haver insucesso escolar, e nivela-se tudo muito por baixo.»

Arturo Pérez-Reverte, em entrevista à Visão, 16 set. 2016

domingo, 1 de janeiro de 2017

Boa noite!

Ninguém quer cantar na investidura de Donald Trump no dia 20 de janeiro. Já foram contactados Céline Dion, Elton John, Justin Timberlake, Bruno Mars, Kiss, Garth Brooks e Andrea Bocelli. Este, apoiante de Berlusconi, desistiu pressionado pelos admiradores.
Mas houve alguém que se ofereceu - Alec Baldwin - para cantar o sucesso do grupo AC/DC: «Highway to Hell». :)

Um almanaque para 1917


Feliz Ano Novo!

Marcadores de livros - 569

Quatro coleções de calendários em marcadores: o da esquerda referente a 2016 e os outros três a 2017.

Bom Ano Novo!
(E se fosse com uma viagem a Roma...)

Caixa do correio - 74



Estes vieram de França, por email.