Prosimetron

Prosimetron

sábado, 16 de junho de 2018

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Boa noite!

Bons sonhos!

Marcadores de livros - 1082


Um livro de João Tomaz e Pedro Adão e Silva em que o futebol não é apenas futebol.
«Tudo o que nunca se soube sobre a insurreição de jogadores do México 86, conhecida como o 25 de Abril do futebol português. "Deixem-me sonhar", clamou José Torres, o "Bom Gigante" do futebol português, antes do jogo de apuramento decisivo entre Portugal e a República Federal Alemã. Quem viveu, não esquece: Jaime Pacheco cortou uma bola, passou-a a Carlos Manuel, que rematou para o fundo da baliza. O jogo ia no minuto 53. Daí até ao final, Bento ficou a defender e o país a sofrer, mas aconteceu.
«Vinte anos depois, pela segunda vez na História, a seleção portuguesa apurou-se para um Mundial de futebol: o México 86. Só que não estava pronta para isso, e o "milagre de Estugarda" transformou-se no pesadelo do "caso Saltillo". Com Portugal em ebulição e o futebol a ser transformado pela FIFA num negócio gigantesco, os jogadores chegaram a Saltillo, no México, para encontrar um motel degradado, um campo inclinado, uma ausência de plano de treinos e prémios de cem contos por jogo - em contraste com os 143 mil recebidos pela Federação. Estavam lançadas as condições para uma reivindicação sem precedentes, que dividiu a sociedade portuguesa e lançou os alicerces para a profissionalização do futebol nacional. Uma história que estava por contar e que é agora, finalmente, relatada por inteiro.»


Mundial de Futebol


Para assinalar este evento desportivo, a Casa da Moeda cunhou uma moeda de coleção comemorativa com o valor facial de €2,50 da autoria do escultor João Duarte.

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Boa noite!


Um quadro por dia - 420


Joseph Heintz, o Novo ( 1600-1678 ), Santo António e o milagre da mula, óleo sobre tela, Basílica de San Zanipolo, Veneza .

Padre Manuel Antunes

O melhor professor que tive: um ótimo professor, uma ótima pessoa.

Humor pela manhã


Marcadores de livros - 1081


Com um agradecimento à Cláudia.

Marcadores de livros - 1080



Bom dia !

terça-feira, 12 de junho de 2018

Boa noite!


Leituras no Metro - 980

Barcarena: Presença, 2014

Já andava para ler este livro há um tempo. Entretanto uma amiga minha viu uma entrevista com Robert Harris e acho-o interessante, de modo que resolvi ler O oficial e o espião, romance histórico baseado no caso Dreyfus. Alfred Dreyfus foi acusado de ter vendido informações aos serviços secretos alemães, pelo que foi condenado e deportado para a Ilha do Diabo. 
O narrador é um oficial de nome Picquart, o qual vem a  descobrir  a inocência de Dreyfus. Um caso que dividiu a opinião pública francesa.

Marcadores de livros - 1079


segunda-feira, 11 de junho de 2018

Os meus franceses - 626


Marcadores de livros - 1078


Um dos meus escritores preferidos. E gosto pouco de literatura japonesa.

Guernsey

Se não fosse uma amiga dizer-me que tinha lido o livro e que queria ver o filme, nunca teria reparado neste filme nem visto que é de Mike Newell (de que gosto bastante) e cheio de bons atores. A história é interessante e fiquei a conhecer um pouco do que se passou nesta ilha britânica durante a II Guerra Mundial. S´não penso experimentar a tarte de casca de batata.



O livro está traduzido em Portugal desde 2010. Agora, aproveitando a exibição do filme, puseram uma nova capa à edição.

domingo, 10 de junho de 2018

Os meus franceses - 625

Este primeiro cd de Françoise Fabian saiu em maio. Dele retirei «Tant de choses que j'aime»:


O chá das cinco - 112

Lisboa: Vega, 2017

O chá é uma das bebidas com uma história mais antiga e fascinante, baseada em várias lendas, seja na China, na Índia ou no Japão. Manuela Paiva conta-nos essa história, dando-nos ainda a conhecer as suas múltiplas variedades e os muitos benefícios que (dizem) as diferentes variedades têm sobre a nossa saúde. O chá, como muitas outras bebidas, tem influência no convívio das pessoas e no conhecimento de outras culturas, quando observado o seu ritual tradicional. O livro tem umas belas ilustrações de Isabel T. de Sousa.
Só vejo um senão neste livro que se destina a um público jovem: a Vega (como outras editoras: Tinta da China, por exemplo) continua a publicar livros segundo a ortografia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990. Não me parece que isso seja pedagógico. Eu, pelo menos, não compro livros para jovens que não respeitem o AO90. E não pensem que sou uma militante pró-acordo. Apenas acho que os miúdos lerem livros com duas ortografias não favorece uma escrita coerente.
Comprei este, li-o com agrado, mas não o vou dar aos meus netos. Seria um sinal de bom-senso, as editoras publicarem com o AO90, porque por mais militância que haja contra, ele não voltar atrás. Será difícil os miúdos de hoje passarem a incluir c e p em certas palavras.

«O chá não é mais do que isto: aquecer água, preparar o chá e bebê-lo convenientemente.»
Sen No Rikyo

Marcadores de livros - 1077


Courbet - La source, 1862
Nova Iorque, Metropolitan