Prosimetron

Prosimetron
Prosimetron: termo grego que designa a mistura de prosa e verso.

sábado, 11 de maio de 2013

Guerra e Paz (revisitado)

Já focado por todos os prosimetronistas e por diversas vezes revisitado o filme Guerra e Paz de King Vidor
termina com as palavras de Leão Tolstói:

A coisa mais difícil mas essencial é amar a vida 
porque a vida é tudo.


Link das fotografias

War and Peace - war-and-peace-1956 Photo

War and Peace - war-and-peace-1956 Photo

War and Peace - war-and-peace-1956 Photo

War and Peace - war-and-peace-1956 Photo

War and Peace - war-and-peace-1956 Photo

War and Peace - war-and-peace-1956 Photo

Boa noite!

Hoje escolhi a banda sueca Europe para nos dar as boas noites. Podia ter sido a canção The final countdown...

Frutas - 103

Alena Hrbkova - Morangos

Este ano tenho comido morangos muito bons.

Revisitando a História em Versalhes

Quem por estes tempos mais próximos vá a Paris, pode revisitar uma figura da História do século XVIII, talvez menos conhecida, Madame Elisabeth, em Versalhes, no Domaine de Madame Elisabeth, Avenue de Paris, 73, de 3ª a domingo, das 12 às 18h30.
Madame Elisabeh era irmã e Luís XVI e preferiu não se casar para ficar junto do irmão. Culta - os seus interresses dividiam-se entre a matemática, a geografia e a música -, generosa - visitava os pobres todas as 3ªs feiras e era conhecida como « la Bonne Dame de Montreuil . Foi guilhotinada em 1794, depois de ter acompanhado os horrores que a Família Real passou.
A exposição reúne pintura, escultura, mobiliário e visitas ao parque onde a princesa passeava e cuidava das plantações.

O Trovador

Maqueta de Luís Filipe Abreu.
Cartaz, 1981


No ano Verdi.

Hoje, na capital e arredores :



Humor pela manhã ...


O banqueiro Ulrich é daqueles casos comunicacionais que devia ser estudado nos respectivos cursos, mas na modalidade do " não fazer/ não dizer ". A mim já me perdeu como potencial cliente há muito tempo, e cada nova pérola só confirma a minha decisão.

Bom dia !



Uma voz portuguesa para começar o dia, algo que já não acontece aqui há algum tempo. Escolhi a bela voz de Márcia.

Verney e a Filatelia

 

Entre o céu e a terra existem coisas que por vezes não se sabem explicar. Quase que jurava que havia um selo sobre Luís António Verney ou sobre o Verdadeiro método de estudar. Pois parece que não existe mesmo....
Passam este anos 300 anos sobre o seu nascimento.

Finalmente a Primavera chegou


Vaso com Leandro (ou Oleandro) e livros, 1888
Vincent van Gogh (1853-1890)
USA, Nova York, Metropolitan Museum


Não me lembro de uma chegada tão tardia, da Primavera. Mas esta semana ela andou por cá. Obrigado.

Toca a perder a barriga.

Assim não se engorda

Pedro e o Lobo



sexta-feira, 10 de maio de 2013

Boa noite!

Citações



(...) podem contar-se pelos dedos de uma mão os dirigentes e responsáveis do Estado que tenham sido demitidos, punidos e responsabilizados. Alguns até são premiados e promovidos. Há sempre uma explicação formal, um expediente jurídico ou uma solidariedade política para salvar todos aqueles que integram o chamado Bloco Central de Interesses. Com a cumplicidade ativa dos governos. Este e os anteriores. (...)

- Marques Mendes, in A reforma do Estado, na Visão desta semana.

Humor pela manhã ...


Miss Função Pública


Livros de cozinha - 70


Aspetos da cozinha do Mosteiro de S. Dinis, em Odivelas

Maria Margarida Pereira-Müller falou com as cozinheiras do Instituto de Odivelas e com antigas alunas sobre os pratos que lá comiam. Dessas conversas, nasceu o livro Piscina, amarelo e outras delícias, editado pela Associação das Antigas Alunas do Instituto de Odivelas, de que a autora faz parte. Sabem o que é o amarelo? Uma espécie de bacalhau ou carne à Brás, consoante o ingrediente escolhido para misturar os ovos e as batatas fritas. 

1 kg de bacalhau
2 kg de batatas, descascadas
4 cebolas grandes, descascadas e picadas
leite
4,5 dl azeite
sal e pimenta

Para o molho béchamel:
0,5 l de leite
100 g de margarina
2 colheres de sopa de farinha
sal e pimenta
piripiri

1. De véspera, demolha-se o bacalhau.
2. No dia seguinte, coze-se o bacalhau e escolhe-se de peles e espinhas. Passa-se pela máquina. À parte, cozem-se as batatas e passa-se como para puré.
3. Faz-se um refogado com a cebola e junta-se o bacalhau. Reserva-se.
4. Amassa-se a batata com o leite e junta-se-lhe o preparado de bacalhau.
5. Tempera-se de sal e pimenta.
6. Põe-se num tabuleiro a toda a volta, reservando o centro para o molho béchamel, que se faz derretendo a margarina e cozendo aí a farinha. rega-se aos poucos com o leite, mexendo sempre até engrossar. Tempera-se de sal, pimenta e piripiri.
7. Deita-se o molho béchamel no centro da piscina. Polvilha-se com pão ralado e vai ao forno a gratinar. Acompanha com salada de alface.

***

Nota: Um dia não deve chegar para demolhar o bacalhau.

Bom dia !



Os franceses Phoenix.

quinta-feira, 9 de maio de 2013

O tempo

Que horas são, Dona Cândida? Nelson Leiner, 1965
Cortesia do Google

O tempo  é o meu maior património.
Miguel Esteves Cardoso

Europa, querida Europa



Boa noite!

Paul Gauguin com descendência de origem portuguesa



Faz hoje 113 anos que morreu em  Hiva Oa, uma das ilhas Marquesas. Do seu primeiro casamento com a dinamarquesa Mette Sophie Gad teve três filhos. Uma neta do seu filho mais velho Emil, também chamada Mette, casou com o português Eduardo da Silva Fonseca e tem filhos e netos com o apelido Gauguin da Silva Fonseca, na Dinamarca. Curioso!

Ainda no Dia da Espiga


Quem tem trigo d' Ascensão
Todo o ano terá pão

E eu irei hoje substituir, como manda a tradição, o ramo do ano passado pelo deste ano.

No Dia da Espiga


A melhor espiga é para o pior porco.

Quo vadis, Europa?


«Há meio século que os vencidos da Segunda Guerra Mundial tentam levar a cabo uma empresa política inédita que é fazer da Europa uma entidade económica, política e cultural análoga à "nação" que nunca foi até aos dias de hoje. [...] 
«Paradoxalmente, a mais europeísta das grandes nações - apesar das suas limitações ético-políticas - é mesmo a Alemanha. A antiga "nação do marco" é hoje o novo FMI do euro. Só ela dispõe ainda de um poder económico - apesar ou talvez por estar desarmada - para dar a uma "utopia" europeizante um rosto que possa levá-la a enterrar os fantasmas tenebrosos que um dia a arrastaram para o abismo. Só ela dispõe ainda de seduções históricas paradoxais para lhe assegurar a centralidade política que o destino lhe atribuiu ou ela construiu. Quem pode construtivamente, por mais fantasmas terríficos que a hipótese desenterre, trazer as "europeias" Ucrânia e a grande Rússia para o espaço europeu que a História lhe concedeu? E mesmo a Turquia, com que a Alemanha tem mais familiaridade que ninguém? [...]
«Se calhar a Europa não precisava - nem precisa - de ir para lado nenhum, nem ter um outro estatuto histórico, político e ideológico e pleonasticamente cultural mais adequado do que o da sua multíplice realidade que foi sempre o seu. Aqui se forjou o mundo moderno. E a modernidade do mundo. Lembremo-nos disso. Não precisamos que ninguém nos salve. Precisamos de nos salvar nós mesmos. Já não é pouco.»

Eduardo Lourenço
In: Público, 12 jul. 2012

Casas diferentes - 2


- A Casa virada ao contrário, um projecto do empresário e filantropo polaco Daniel Czapiewski, edificada na pequena localidade de Szymbark e que se tornou uma atracção turística apesar das tonturas provocadas a quem a visita, já que os interiores são também inteiramente de pernas para o ar como se pode ver no vídeo. Uma reflexão sobre o estado do mundo.


Onde me apetecia estar





Na Califórnia, para ver as suas cascatas ( Yosemite, Vernal, Horsetail e outras ) transformadas pelas luzes dos jovens fotógrafos californianos Kristoffer Abildgaard, 20 anos, e Sean Lenz, 19 anos.

Biografias e afins



O mais recente volume de Alice Vieira, também ela fascinada pelos Cinco, pela obra imensa ( mais de 700 títulos ) que continua a ser vendida num mundo já tão diferente, mas também pela personalidade da escritora inglesa tão desconhecida em certos aspectos como já aqui vários salientámos.

Bom dia !


Breakbot, na verdade Thibaut Berland e jovem prodígio francês com digressões internacionais.

Humor pela manhã ...


Mais um bolo de divórcio, e pelos vistos este foi litigioso... Dizem-me que a moda também já pegou por cá.

quarta-feira, 8 de maio de 2013

Boa noite!

Este pianista, Luciano Bellini, toca amanhã, às 18h30, no Palácio Foz, com Antonella Vitelli. Vão interpretar Respighi, Freits Branco, Debussy, Falla e outros.

O chá das cinco - 54

Pastelaria francesa para acompanhar o chá.

Trípticos fechados

Este é do Jardim das delícias de Bosch.

Esta exposição, que se encontra no Museu do Prado até 26 de maio, está bem concebida. Numa espécie de corredor, colocaram muito boas fotografias dos trípticos fechados com a indicação dos locais no Museu onde podem ser vistos abertos. As reproduções estão muito, muito bem feitas.