Prosimetron

Prosimetron
Prosimetron: termo grego que designa a mistura de prosa e verso.

sábado, 19 de março de 2011

Bacio - 11

Robert Doisneau - Beijos
«Mergulhamos num mar de beijos; saímos num mar de paixão.»
Anónimo

Em tempo de camélias



«E num tempo perdido fui uma camélia branca na lapela de um negro.»
Clarice Lispector
X
Para JMS.

Sartre e a violência dos oprimidos


Montpellier: Indigène, 2010

Sartre defende o terrorismo, no seguimento do atentado nos Jogos Olímpicos de Munique, em 1972, levado a cabo por um comando palestiano contra os atletas israelistas. «É uma arma terrível, mas os oprimidos não têm outras», escreveu Sartre num texto que se manteve inédito .
Nos últimos anos de vida, Sartre trabalhou com um jovem filósofo judeu, Benny Lévy (1945-2003), o que lhe permitiu ultrapassar essa posição, insustentável, em nome de uma «unidade das consciência», resolvendo então o dilema de toda vida: encontrar um fim moral para a História.
Tudo isto esteve cuidadosamente guardado, muitas vezes por razões ideológicas. Para além da oposição entre um Camus ideal e um Sartre diabolizado, pareceu a Yves K. mais fecundo o percurso de toda uma geração de homens e mulheres empenhados.
Ainda não li este livro, mas vai ser uma das minhas próximas aquisições.

O que estou a ler - 5


Pois é, de vez em quando também vai um Benzoni, intervalando leituras mais "sérias". E a verdade é que há que dizer que, tal como nas suas não-ficções, a grande dame do romance histórico francês faz sempre séria pesquisa.
Desta vez, Aldo Morosini, o aristocrata veneziano protagonista de tantos livros de Madame Benzoni, vai para o Egipto na pista da segunda mulher que ocupou o trono dos faraós, último monarca da XII dinastia.
E esta leitura deu-me muitas saudades do Nilo, de Luxor e mesmo do agitado Cairo.

Lá fora - 98



É inaugurada hoje, na Pinacoteca do Estado de São Paulo, a primeira exposição individual de Paula Rego no Brasil, com 110 obras ( pintura, desenho, gravura e colagens ) que vão de 1953 a 2009. Estará patente até Junho, e foi patrocinada pela Fundação Luso-Brasileira.

Dia do Pai

Georges De La Tour, São José, carpinteiro, 1640, óleo sobre tela, Louvre.


19 de Março é o dia reservado no calendário litúrgico a São José, marido da Virgem Maria ( daí que a tela que escolhi talvez ficasse "teologicamente melhor" postada a 1 de Maio ), santo venerado pelos católicos romanos, pelos católicos orientais, ortodoxos, anglicanos e luteranos.
Assim, não é por acaso que o Dia do Pai na maioria dos países católicos tem como data este dia, em memória do pai adoptivo de Cristo.

À volta da Lua



Judy Garland e a belíssima Fly Me To The Moon.

Um quadro por dia - 146

Edvard Munch, Clair de lune, 1895, óleo sobre tela, Galeria Nacional de Oslo, Noruega.

Não se esqueçam de olhar esta noite para a Lua, muito mais brilhante do que habitualmente como já nos alertou o nosso MLV.

Novo livro sobre Fátima

Japanese tea ceremony

Um convite inesperado para um chá muito especial no Jardim Japonês da Quinta das Lágrimas.

Imagem daqui

sexta-feira, 18 de março de 2011

Boa noite!


Hoje desejo-vos boa noite com o pianista Claude Hopkins (1903-1984), também falado há dias a propósito de Josephine Baker.

ONDE ME APETECIA ESTAR- 47

Era em Paris, mais propriamente na Porte de Versailles, onde começa hoje mais um Salon du Livre, este ano focado nas literaturas nórdicas, mas também com dois outros pólos: Buenos Aires, nomeada capital mundial do livro de 2011 pela UNESCO, e o roman noir ( literatura policial, thriller e de suspense ).

Mais info aqui: http://www.salondulivreparis.com

Citações - 155 : Ainda a manif

( Foto de Paulo Vaz Henriques )


(...) As condições de vida impostas pelo capitalismo global estão a tornar obsoletos os discursos e práticas dos sindicatos e partidos. Surgem novas linhas de fuga que abrem fendas nos dispositivos de poder. No caso particular português, esta manifestação ilustra bem essa mutação. Apolítica, sem teorias, o seu discurso não se alimenta de ideologias e utopias, não pede felicidade em demasia, mas estabilidade e segurança. Condições básicas de uma "vida digna", recusando a mera e humilhante sobrevivência, e criticando veladamente o "sistema". É uma nova sensibilidade que está a nascer, imediatamente afetada pela injustiça social, e pela violação dos seus direitos primários. É provável que a crise suscite muitas outras manifestações atípicas, porventura violentas. Estamos perante formas de contestação insólitas, cuja violência se sente autolegitimada pela violência cega e anónima da nova ordem mundial.

José Gil, Crise e linhas de fuga, na Visão.

Em português - 89 : Tulipa Ruiz



Aqui fica a grande novidade da música brasileira: Tulipa Ruiz.

A arte do retrato - 22

Rembrandt van Rijn, Portrait of a man with arms akimbo, 1658, óleo sobre tela.

Também este Rembrandt está à venda na Feira de Maastricht, por 47 milhões de dólares, depois de ter estado nos EUA durante os últimos 70 anos, passando por sucessivas colecções particulares.
Quanto ao retratado, a maior parte dos especialistas está de acordo que se trata de um estrangeiro, provavelmente um marinheiro ou até um pirata.

Um quadro por dia - 145

Pierre-Auguste Renoir, Femme cueillant des fleurs, óleo sobre tela, Sterling and Francine Clark Art Institute, Williamstown, Mass., E.U.A. .

Começa hoje a TEFAF, a mais importante feira de arte e de antiguidades do mundo, que vai já no 24ºano e é conhecida como a Feira de Maastricht. Uma das telas à venda, se calhar a esta hora até já vendida, e que mais tem chamado as atenções é esta de Renoir que representa Camille Monet, nascida Doncieux, primeira mulher de Monet e falecida precocemente aos 32 anos. Apesar da morte precoce, tem lugar garantido na História da Pintura pois foi modelo de vários pintores.
Esta tela está à venda por 10.8 milhões de euros.


- A única fotografia que sobreviveu de Camille Monet, primeira mulher do pintor, tendo escapado aos ciúmes de Alice Monet, segunda mulher de Monet e que destruiu tudo o que apanhou da sua antecessora, e que se encontra hoje numa colecção particular.

Liszt e Budapeste

Esta exposição encontra-se, a partir de hoje e até 21 Mar. 2012, no Museu Liszt Ferenc, em Budapeste. Ela cobre as estadas do pianista e compositor nesta cidade, desde a sua primeira actuação em 1823 até ao concerto de despedida em 1886.

Para além desta exposição, pode visitar a exposição permanente do museu.

O salão.

Mais informações:

quinta-feira, 17 de março de 2011

Bacio - 10


William Bouguereau (1825-1905) - O segredo
x
«Uma das vantagens da amizade é saber a quem confiar um segredo.»
Alessandro Manzoni (1785-1873)

Lua cheia

No próximo sábado quem olhar o céu vai ver a maior lua cheia dos últimos 18 anos. Quer isto dizer que ela vai estar mais próxima da Terra, a cerca de 365 mil quilómetros quando em média se encontra a 360 mil quilómetros de distância. Como é véspera de equinócio, quem sofre é a Páscoa que este ano se comemora mais tarde (24 Abril).

Humor pela manhã... - 5


Para sorrir um poouco, porque os posts que se seguem são bem mais negros...

Ontem à noite...

... proferiu Joaquim Aguiar (1947-), e eu registei, esta frase numa intervenção feita na Edição da Noite da RTP N:

Com um governo minoritário, o FMI não fala, dá ordens.


Quando se antevê que mesmo com eleições antecipadas, tudo possa ficar na mesma no que toca à força do governo eleito ( ainda que doutra cor partidária ), o cenário é cada vez mais preocupante.

Números - 46

800.000

Tendo de "concorrer" ultimamente com a Tunísia e o Egipto, depois com a Líbia e agora até com o Japão, pelas atenções da comunidade internacional, o Haiti vai ficando para trás, mesmo quando é revelado o tenebroso número que está supra: 800.000 infectados com cólera. Uma doença que não tem de causar a morte, se for tratada atempadamente. No que toca à comunidade internacional, todos os dias é desmentida a divisa inscrita no brasão daquele país do Caribe.

Trancas à porta...

O desastre nuclear japonês, com explosões em pelo menos dois reactores da central de Fukushima, e cujas consequências estamos ainda longe de poder avaliar, teve pelo menos o mérito de obrigar outros estados a avaliarem a sua política do nuclear: a Suiça suspendeu o projecto de construção de centrais nucleares, tendo a Alemanha feito o mesmo para já por alguns meses. Até a China, conforme se soube ontem, vai realizar inspecções rigorosas às suas centrais para avaliar riscos de segurança.
A verdade é que na última década andámos todos preocupados com a possível nuclearização do Irão ou da Coreia do Norte, e a probabilidade de apocalipse ( expressão usada pelo comissário europeu para a Energia ) bate-nos agora à porta pelo uso civil do nuclear.

Auto-retrato(s) - 89

Otto Dix, Auto-retrato com modelo nua, 1923, óleo sobre tela, col.particular.

Mais um perturbante, se bem que mais aquando da sua feitura, auto-retrato de Dix, que nesta altura ainda ia vendendo as suas telas apesar da crise porque passava a Alemanha de Weimar. A crise pessoal só chegou dez anos depois, em 1933, quando os Nazis subiram ao poder e o incluíram na lista dos "pintores degenerados", forçando-o a deixar de dar aulas na Academia de Arte de Dresden. Dix passou então a pintar paisagens para sustentar a família ( mulher e 3 filhos ), vivendo tranquilamente até 1945 quando foi recrutado para servir o já muito cambaleante III Reich.

Margot Fonteyn & Rudolf Nureyev


Foto de Frederika Davis.


Em Marguerite & Armand, de Liszt.
Foto de Frederika Davis, 1963.

Foto de Frederika Davis.

Em Romeu e Julieta, de Prokofiev.
Foto de Frederika Davis, 1965.
Foto de Frederika Davis.

Foto de Keith Money.


Fonteyn & Nureyev em 1990.

«A pas de deux is a dialogue of love. How can there be conversation if one partner is dumb?»
Rudolf Nureyev
Este post foi despoletado por uns comentários no Arpose, no dia 21 de Fevereiro passado, dia em que passaram 20 anos sobre a morte de Margot Fonteyn.

Mitterrand em palco

Teve estreia ontem à noite, no Théâtre de l' Odéon, em Paris, a peça Adagio ( Mitterrand, le secret et la mort ) de Olivier Py. O texto foi construído a partir de colagens, montagens e reescrita de textos do próprio François Mitterrand, e a encenação é do próprio autor, que sobre o resultado final disse recentemente: Je pensais faire un spectacle sur la mort, mais quelque chose m' a échappé. Il s'agit davantage d' une méditation sur l' action et la manière dont un homme écrit sa propre légende. Até 10 de Abril.

Em português - 88



Joana Amendoeira, uma das fantásticas novas vozes do Fado.

A ilusão do breve


Fafe: Labirinto, 2011

O novo livro de poemas de António de Almeida Mattos, A ilusão do breve, com desenhos de Júlio Resende, é hoje apresentado na Biblioteca Municipal de Fafe, pelas 21h30.

Apolo


Rudolf Nureyev faria hoje 73 anos.

quarta-feira, 16 de março de 2011

Os meus franceses - 129


Ontem, num grupo de amigos, falámos nesta fantástica interpretação de Django Reinhardt da música que foi cantada, pela primeira vez em 1938, por Rina Ketty (1911-1996). Esta canção tornar-se-ia muito popular durante a Guerra.

J'attendrai
J'attendrai
Le jour et la nuit, j'attendrai toujours
Ton retour
J'attendrai
Car l'oiseau qui s'enfuit vient chercher l'oubli
Dans son nid
Le temps passe et court
En battant tristement
Dans mon cœur si lourd
Et pourtant, j'attendrai
Ton retour
[...]

Bacio - 9


«Being a woman is a terribly difficult task, since it consists principally in dealing with men.»
Joseph Conrad

Citações - 154 : Dos críticos...


Critics are like eunuchs in a harem: they know how it is done, they have seen it done every day, but they are unable to do it themselves.


Achei divertida esta diatribe do poeta, ficcionista e dramaturgo irlandês Brendan Behan ( 1923-1964 ), cujo enorme talento acabou cedo devido ao alcoolismo crónico.

France Gall - Nous Ne Sommes Pas Des Anges



Neste ano Gainsbourg, mais uma das suas canções, no caso escrita para a voz de France Gall.

Quartier des Batignolles

No seguimento da sugestão feita ontem pela nossa MR acerca do jantar de aniversário do nosso LB, no Lasserre, podíamos ter prolongado a estada em Paris aproveitando para dar um salto ao Quartier des Batignolles. Um charme no meio da Cidade Luz que em 1860 foi anexado à grande malha urbana por ordem de Napoleão III. Famoso pela sua importância durante a Comuna de Paris em 1871, o seu nome está ligado ao Impressionismo e à vitória dos (artistas) recusados. Manet circulava muito por ali e nos finais de tarde reunia-se com o seu amigo Fatin-Latour no café Guerbois. A possibilidade de encontrar o pintor de Olympia tornou este café conhecido atraindo outros artistas, críticos de arte e descontentes da política. Estes acabariam por formar "o bando de Manet", que mais tarde deu origem à "escola dos batignolles". A igreja de Saint Marie des Batignolles, o parque, a Rue des Dames com os seus bares e restaurantes de todo o tipo são alguns dos encantos deste bairro típico que merece destaque nos roteiros de Paris.














Um quadro por dia - 144

Claude Monet, La Promenade d' Argenteuil, un soir d'hiver, 1875, óleo sobre tela, 59x79cm.


Foi hoje vendido em leilão em Paris, depois de ter pertencido durante anos ao Instituto Pasteur, o grande centro de investigação que está sempre carente de financiamentos, por doação da riquissima família alsaciana Haegel.
Esta é a quarta tela que Monet dedicou à Promenade d' Argenteuil, numa série iniciada em 1872, sabendo-se que outra delas está na National Gallery de Washington.

Passarinhos e passarões


«- Que te sucedeu? - perguntou-lhe Maurice Chevalier.
«- Morreram-me, de ontem para hoje, quase todos os pássaros que trouxe da América.
«- Ah! E estás chorosa só por isso?
«-Parece-te pouco, não?
«- Ainda se fosse por um homem.
«Josefina respondeu pronto ao seu colega:
«-Um homem é sempre um passarão... E eu gosto de passarinhos.»
(João Moreira dos Santos - Josephine Baker em Portugal. Cascais: Casa Sassetti, 2011, p. 34)

terça-feira, 15 de março de 2011

Tiepolo

Giambattista Tiepolo nasceu a 15 de Março de 1696. Para juntar aos Parabéns do Luís

Tiepolo Gianbattista "Apollo and Diana" 1757

Fresco, 200 x 185 cm Villa Valmarana, Vicenza

Boa noite!


«Le champagne aide à l'émerveillement.»
George Sand


Restaurant Lasserre


http://www.everettpotter.com/wp-content/uploads/2011/02/Lasserre_lasserre.jpg

Não tivesse eu folheado uma Banquete (Lisboa, Dez. 1961, p. 16-18) e nunca teria sabido da existência deste restaurante na Av. Franklin Roosevelt, em Paris, para onde estão todos convidados para, às 21h00 de lá, fazermos uma saúde ao Luís. Quem chegar vai entrando para o salão privado, que esta noite está por nossa conta:

http://www.restaurant-lasserre.com/fr/index.php#index.php

Parabéns, Luís


Supostamente o melhor bolo de chocolate do mundo - é o mínimo que se pode oferecer ao Luís! Muitos parabéns, grande abraço

Poemas - 31



De Eugénio de Andrade para Jorge de Sena, na voz de Mário Viegas.

PENSAMENTO(S) - 161

(...) Et, pourtant, que nous ayons toujours à nouveau faim, que nos désirs ne soient jamais rassasiés, au lieu de rendre la vie dérisoire, est ce qui maintient la vie en cours, en activité; dans sa vitalité; est ce qui la maintient en tension dans de l'entre- entre le désir et la satiété.
Or c'est précisément dans cet entre-entre désir et satiété- qu'effectivement on vit.

François Jullien, in Philosophie du vivre, éd.Gallimard, 2011.