Prosimetron

Prosimetron
Prosimetron: termo grego que designa a mistura de prosa e verso.

sábado, 9 de março de 2013

Boa noite!

O livro que estou a ler:

Ladurée

21, rue Bonaparte, na esquina com a rue Jacob. Madeleine Castaing abriu esta sala de chá em 1947. 
Em tempos já falei da casa-mãe, aberta em 1862 na rue Royal.

Paris: rue Bonaparte

Sartre viveu no n.º 42, em casa de sua mãe, de 1945 a 1962. 
O facto não se encontra assinalado no prédio.
Em 7 jan. 1962, a OAS (que lutava pela permanência dos franceses na Argélia) faz rebentar uma bomba neste prédio, erradamente à porta do apartamento de um vizinho. Devido às ameaças de morte, de que é alvo nesse ano, Sartre troca Saint-Germain por Montparnasse.

Nesta casa escreveu o livro autobiográfico As palavras e no seu quarto recebia a equipa de Les temps modernes, revista fundada em 1945, com Merleau Ponty. 
«En sa présence, j'avais autrefois demandé la permission de lire Madame Bovary et ma mère avait pris de sa voix trop musicale : "Mais si mon petit chéri lit ce genre de livre à son âge, qu'est-ce qu'il fera quand il sera grand?" - "Je les vivrai!" Cette réplique avait connu le succès le plus franc et le plus durable.»
Jean-Paul Sartre - Les mots
No n.º 5, então da rue des Petits Augustins, nasceu o pintor Manet, e viveram o marechal Lyautey e o escritor Henri Troyat.
Se Henri Toyat viveu neste edifício entre 1963 e 2002 é natural que algumas das obras que escreveu nesses anos, o tenha feito aqui.
Estes dois, foram os últimos livros que li de Henri Troyat, há relativamente poucos anos. Fui uma grande leitora das sagas deste escritor na minha juventude: A luz dos justos, Os Eygletière, etc.
Vistas do pátio.

«Ce qui compte, c'est ce qui est inscrit non sur les papiers d'identité d'un homme mais dans son coeur.» 
Henri Troyat - Le Bruit solitaire du coeur

sexta-feira, 8 de março de 2013

Boa noite!

No Campo Pequeno


Em Gaia


Um quadro por dia


Berthe Morisot, O porto em Lorient, 1869, óleo sobre tela, National Gallery of Art, Washington, EUA.

Já muito se escreveu neste blogue sobre esta impressionista francesa, mas vale a pena lembrá-la neste 8 de Março, nem que seja lembrar que na sua sepultura em La Muette apenas está escrito " veuve de Eugéne Manet ", e que na certidão de óbito consta " sans profession ". O tempo fez-lhe justiça, e está hoje nas colecções dos grandes museus europeus e americanos.

Citações


Não ousem dizer-nos como nos devemos vestir ou a que horas e com quem devemos sair. Com o pretexto de nos quererem proteger, pretendem tirar-nos a pouca liberdade que nos resta.

- Kavita Krishnan, presidente da Associação das Mulheres Progressistas da Índia.

Neste Dia da Mulher.

Esta noite, no Conservatório


Tocam Brahms

Parabéns, MR


          Embora atrasados, não quero deixar de felicitar a nossa MR. Espero que tenha tido um dia feliz!!

À mulher

Apesar de considerar que todos os dias devem ser Dia da Mulher, não resisto a associar-me às homenagens que neste dia se lhe presta.. Porque, para mim, Grace Kelly é o paradigma da beleza feminina, aqui fica a sua curta participação numa canção que, talvez por sua causa, é das minhas preferidas de sempre.

.

Humor pela manhã


La Vie Parisienne

Algumas ilustrações da revista La Vie Parisienne, fundada em 1863. Foi muito popular nas primeiras décadas do século XX, tendo encerrado em 1970.

«La Parisienne», uma canção de Marie-Paule Belle, muito popular em 1976.

Dia 8 de Março - Unidade


Leonard Campbell Taylor, Far away Thoughts
UNIDADE

Glorificado 
certo ou mentido
é um conceito
o meu intento interrompido.


Martirizado 
nu ou vestido 
o homem é 
o meu intento continuado. 


Natália Correia In Poemas 
(retirado do Banco de Poesia da Casa Fernando Pessoa)

quinta-feira, 7 de março de 2013

Os meus franceses - 261

Inexplicavelmente nunca aqui tinha trazido Michèle Torr.

Boa noite a todos e


Parabéns


Como MR faz anos... estou a fazer-lhe um convite para um jantar no Méditerranée (Palce d'Odeon), em Paris. Foi para este restaurante que Balthus pintou, em 1949, este "chat gourmand".

Pintores e pinturas - 9


Domingos António de Sequeira, nasceu em Lisboa em 10 de Março de 1768, de origem muito modesta, sendo o pai barqueiro. Foi educado na Casa Pia de Lisboa e depois frequentou o curso de desenho e pintura na Aula Régia, trabalhando posteriormente como  decorador. Com 20 anos partiu para Roma, com uma pensão concedida pela Rainha D. Maria I, para estudar na Academia Portuguesa da Cidade Eterna.
Retrato do Conde de Farrobo
 
Após os estudos foi professor na Academia di San Luca, onde pintou três das suas mais emblemáticas telas: Degolação de São Joõa Batista, Alegoria à Casa Pia e Aparição de Cristo a D. Afonso Henriques. Recebeu vários prémios de academias italianas.
 
A Morte de Cleópatra
 
Regressado a Portugal foi nomeado Pintor da Corte e co-director da empreitada do Palácio da Ajuda. Foi ainda nomeado professor de desenho das princesas. Em 1806 era director da aula de desenho da Academia do Porto.
Aparição dos Magos, 1828
 
Sucessivamente partidário do exército invasor francês (pintou uma Alegoria de Junot protegendo Lisboa), de Wellington e da revolução liberal, pintou inúmeros quadros alusivos e retratos de D. Pedro IV e D. Maria II e de deputados das Constituintes, como fizera já em relação a D. João VI e D. Carlota Joaquina, Com a Vila Francada exilou-se em Paris onde expôs uma Morte de Camões que se perdeu no Brasil e com essa obra ganhou uma medalha de ouro, sendo considerado um dos pintores românticos mais representativos, a par de Delacroix. Foi um pintor da transição do Neoclassicismo para o romantismo.
Em 1826 voltou a Roma onde pintou essencialmente pintura religiosa e morreu em 7 de Março de 1837. Está sepultado na Igreja de Santo António dos Portugueses.

Parabéns, MR!


À sua saúde MR! Um pequeno brinde de parabéns, vindo de Roma.

La Maison de Poupée

La Maison de Poupée fica no 40, rue Vaugirard, quase em frente ao Senado. 

Parabéns M.R. !


O bolo de aniversário já está escolhido :).

Para o jantar de aniversário



MR, para o seu jantar de aniversário, com muito parabéns e um beijinho, estas lindas peónias

Parabéns MR!

Parabéns, um dia muito feliz!

Toulouse-Lautrec, Bailarina, o primeiro Tutu., 1890



“Minor things can become moments of great revelation 
when encountered for the first time" 

Margot Fonteyn

quarta-feira, 6 de março de 2013

Boa noite!

Ouvi há dias noutra interpretação

Tabuleta de livraria

Numa das galerias parisienses.

Para a Cláudia.


Um agradecimento à Livraria Lumière

Hoje ao visitar o blogue da Livraria Lumière vi que ela nos atribuiu este prémio ex-aequo com outros quatro blogues, no passado dia 4. Agora, deveríamos escolher cinco blogues para passar o Liebster award. Acontece que, inicialmente, o nosso 'administrador-delegado', Luís Barata, decidiu que não aceitaríamos prémios, logo deixo-lhe a batata quente nas mãos. :)