Prosimetron

Prosimetron
Prosimetron: termo grego que designa a mistura de prosa e verso.

sábado, 14 de novembro de 2009

Boa noite!


Depois de ontem ter visto Os Sorrisos do Destino, de Fernando Lopes.
E fiquei com vontade de ler The smile of fortune, o livro de Conrad, a que Fernando Lopes roubou o título para o filme.
Não ganhei o euromilhões, mas acabei de receber um cd de Los Panchos. Um? Três em um! Vai ser uma noite bolerosa.
Bom dia, Filipina!

A noite traz-nos as estrelas e os reflexos dos sonhos que as manhãs apagam!

(frase enviada por um grande amigo!) Obrigado S.

1900 : Aaron Copland

Aaron Copland ( 1900-1990 ), grande compositor norte-americano, nasceu com o século ( já sei que estou a simplificar sobre quando começam os séculos, mas sejamos práticos ) a 14 de Novembro de 1900. Aqui fica um pequeno excerto de uma das suas mais conhecidas obras, a suite orquestral Appalachian Spring.

A Queda... - Ícaro 3

Há muitas representações desta mitologia. Hoje escolhi esta de Carlo Saraceni e com um poema de Miguel Torga.
x
Carlo Saraceni, A Queda de Ícaro, antes 1608

Museo di Capodimonte, Napoli

Ícaro
x
O sol dos sonhos derreteu-lhe as asas.
E caiu lá do céu onde voava
Ao rés-do-chão da vida.
A um mar sem ondas onde navegava
A paz rasteira nunca desmentida...
x
Mas ainda dorida
No seio sedativo da planura,
A alma já lhe pede impenitente,
A graça urgente
De uma nova aventura
x
( 7 de Junho de 1977)
x
Miguel Torga, Diário XII , Coimbra, sd, p.200 (2ª edição e custou 120$00)

E onde está o meu milhão?!


E entre os números saíu, como não podia deixar de ser, o 13.
E foram: 13, 15, 25, 26, 32, e as estrelas 3 e 4.
símbolos ©® Santa Casa da Misericórdia

Reinterpretando ou "brand strategy"

No filme "Os sorrisos do destino" apareceram estas duas frases:
Qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência. O real ultrapassa a ficção

Qual é a realidade que foi ultrapassada por estas duas reinterpretações?


Origem das imagens

Água na Lua

Como já devem ter reparado, também o Google celebra hoje a extraordinária notícia de ontem: a descoberta de significativos depósitos de gelo na Lua. A revelação feita pela Nasa, na sequência das imagens enviadas pela sonda LCross, deu a volta ao mundo e relançou o interesse pelo nosso único satélite natural e novas hipóteses de exploração do mesmo.

Hoje como há 500 anos...





- Flâmula nacional.
É comum dizer-se que a História não se repete, ou que quando se repete é como farsa, mas a verdade é que se nos dissessem há um ano que navios de guerra portugueses iriam estar a proteger embarcações comerciais no Índico contra piratas, teríamos todos achado que era um exercício de ficção ou de história alternativa...
A verdade é que desde esta semana, é Portugal que está a exercer o comando da força naval que protege o tráfego marítimo contra os ataques dos piratas oriundos da Somália. E há que fazer: nos últimos dias foram sequestrados um navio pesqueiro e dois cargueiros.

Annie Lennox

A grande Annie Lennox foi escolhida há dias na 10ª Cimeira de Laureados com o Nobel da Paz que decorreu em Berlim, como a Mulher da Paz 2009 pelo trabalho que tem desenvolvido na luta contra a sida na África do Sul.

Novidades - 82 : Binoche pintora




Juliette Binoche ( 1964- ) esteve recentemente entre nós no Estoril Film Festival ( onde também estiveram Coppola, David Cronenberg e outros, mas não Brad e Angelina :) ), onde foi homenageada pelos seus 25 anos de carreira. Esteve patente no Centro de Congressos do Estoril uma exposição da obra pictórica da actriz francesa, que pinta desde jovem e que teria seguido essa carreira não fora o cinema, estando reunidas essas obras e outras em livro : Portraits In-Eyes, álbum que reúne 68 trabalhos, muitos deles auto-retratos e retratos de actores e realizadores com quem Binoche trabalhou, e ainda textos inéditos e poemas da actriz.

Hoje marcha-se pela Paz

Realiza-se esta tarde em Lisboa a Marcha Mundial pela Paz e Não-Violência, entre a Avenida da Liberdade e a Baixa. O Rossio e a Praça da Figueira estarão encerrados ao trânsito entre as 15h e as 17h.

Hoje na Fnac Vasco da Gama

Depois das polémicas de Julho, é hoje finalmente apresentado o livro de André Ventura, A Última Madrugada do Islão, sobre as circunstâncias e eventual conspiração em torno da morte do mítico líder palestiniano Yasser Arafat. A apresentação é esta tarde, pelas 17h, na Fnac Vasco da Gama.

- A edição é da Chiado Editora.

Casa do «Ferreira das Tabuletas»

Edifício construído em 1865, tem a fachada revestida a azulejos, da autoria de Luís Ferreira (1807-1870), conhecido como o «Ferreira das Tabuletas», o qual foi director artístico da Fábrica Viúva de Lamego. Classificado como Imóvel de Interesse Público, em 1978.
Rua da Trindade, 28-34
Lisboa

A Máscara e o Tempo, Graça Morais

No caminho para a Academia de Ciências paro sempre na Galeria Ratton, na Rua da Academia das Ciências. De 11 de Novembro até final de Janeiro, de 2010, a Galeria tem uma exposição de Graça Morais, intitulada: A Máscara e o Tempo. A galerista teve a gentileza de me deixar fotografar e publicar. Deixo aqui o meu agradecimento. Escolhi as seguintes aguarelas: da série Metamorfose de uma Perdiz
Metamorfoses de uma Perdiz
x



"A Máscara e o Tempo
x
Entre ser e parecer, as imagens sugerem-nos a construção do rosto - máscara, elemento de uma dramaturgia implicita no diálogo com o Tempo, com a consciência do tempo - existência e finitude da vida.
As imagens de formas vegetais maduras - envelhecidas, reforçam a impressão de diálogo entre realidades matéricas diferentes, unidas apenas pela reflexão sobre as transformações que a quimica do tempo opera sobre ambas as dimensões da vida, vegetal e humana. (...)"
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxPedro Caldeira Cabral

Hoje na FNAC Chiado



Tomás da Fonseca ( 1877-1968 ) é mais um dos injustamente esquecidos intelectuais portugueses do século passado. Ele que foi poeta, ficcionista, jornalista e um dos fundadores da Universidade Livre de Coimbra, é no entanto mais conhecido e lembrado como polemista.
Simpatizo com ele, embora muito nos separe políticamente ( mas nunca o amor pela democracia e pelo liberalismo político ), e respeito a sua coragem que o levou a várias detenções durante o Estado Novo. A Antígona reedita em boa hora, embora talvez tivesse sido mais oportuno há algum tempo atrás, duas das obras mais polémicas de Tomás da Fonseca: Na Cova dos Leões e O Santo Condestável- Alegações do Cardeal Diabo. Penso que todos conhecem as temáticas tratadas e as convulsões que causaram aquando da respectiva publicação. Aliás, ainda hoje não são lidas com indiferença. Só uma nota pessoal- tenho uma edição antiga de Na Cova dos Leões que comprei e li há cerca de uma década por sugestão de um querido amigo infelizmente já desaparecido, historiador de grande mérito e admirador do Tomás da Fonseca. É portanto mais uma "dívida de saber" que tenho para com esse amigo que apreciaria certamente esta reedição hoje levada a cabo pela Antígona.
Os livros são hoje apresentados ao público na FNAC CHIADO, às 16h, por João Macdonald.

A Queda dos Anjos, Pieter Brueghel!

À procura da Queda de Ícaro, encontrei este quadro que me encanta ainda mais: A Queda dos Anjos Rebeldes! Não consegui deixá-lo de lado.
x
Pieter Brueghel, o Velho, A Queda dos Anjos Rebeldes, 1562
x
117 x 162 cm, Musées royaux des Beaux-Arts, Belgique
x
Peço desculpa pela insistência de Brueghel, o velho, mas adoro-o tal como adoro Bosch!

Paul Valéry - 9


«A ignorância oscila entre a extrema ousadia e a extrema timidez.»
Paul Valéry
In: Apontamentos. Arte, literatura, política & outros. Lisboa: Pergaminho, 1994

Entalados - 11


A. de Roma,

A Queda... - Ícaro 2

A minha paixão pelo voo e pela história mitológica de Ícaro traz este quadro de Brueghel, o velho. Realço a opção de APS por este Ícaro a quem agradeço a gentileza dos comentários e o conhecimento do poema que se segue.
x
Pieter Brueghel, o velho, A queda de Ícaro, cerca de 1558

Óleo sobre madeira; 73,5 X 162 cm;Bruxelas, Musées Royaux des Beaux-Arts de Belgique



Musee des Beaux Arts

About suffering they were never wrong,
The Old Masters: how well they understood
Its human position; how it takes place
While someone else is eating or opening a window or just walking dully
along;
How, when the aged are reverently, passionately waiting
For the miraculous birth, there always must be
Children who did not specially want it to happen, skating
On a pond at the edge of the wood:
They never forgot
That even the dreadful martyrdom must run its course
Anyhow in a corner, some untidy spot
Where the dogs go on with their doggy life and the torturer's horse
Scratches its innocent behind on a tree.
In Breughel's Icarus, for instance: how everything turns away
Quite leisurely from the disaster; the plowman may
Have heard the splash, the forsaken cry,
But for him it was not an important failure; the sun shone
As it had to on the white legs disappearing into the green
Water; and the expensive delicate ship that must have seen
Something amazing, a boy falling out of the sky,
Had somewhere to get to and sailed calmly on.

W.H. Auden (1907 – 1973; retirado da net)

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Do Bussaco!

JP não encontrei um cisne negro, também são os meus preferidos, mas encontrei este para avivar as memórias.

Palácio do Buçaco/Bussaco
x
x
Pormenor do Palácio com ar convidativo.
x

http://www.booking.com/hotel/pt/palace-do-bussaco.html?aid=311076;label=hotel

Pecador me confesso...

Hoje invejei a Júlia Pinheiro. Passo a explicar: logo de manhã, na TSF, ouvi o anúncio de promoção de uma revista cor-de-rosa em que uma das notícias era que Júlia Pinheiro comprou recentemente uma casa de 15 assoalhadas. Gosto muito da minha casinha, mas confesso que 15 assoalhadas davam muito jeito. Na verdade, até metade já me resolvia os problemas.

Azar ser preto

Na idade média, acreditava-se que os gatos eram bruxas transformadas em animais. Por isso a tradição diz que cruzar com um gato preto dá azar. Os místicos, no entanto, têm outra versão. Quando um gato preto entra em casa é sinal de dinheiro. Portanto, é como diz o nosso JAD, toca a jogar no Euromilhões... e boa sorte!
Um pouco por todo o mundo vejamos como se encara o gato preto (e são curiosas as contradições):
Na Escócia, um gato preto no alpendre traz prospridade;
Em Itália, ouvir um gato preto a espirrar traz boa sorte. Se um gato preto de deita na cama de uma pessoa doente, significa que a morte dessa pessoa está próxima;
Nos EUA, o gato preto que cruza o nosso caminho traz má sorte;
Na Irlanda, o gato preto que cruza o caminho de alguém durante noites de luar, é prenúncio de epidemia;
Em Inglaterra, na costa de Yorkshire, as mulheres dos pescadores acreditam que os seus maridos regressarão sãos e salvos da faina se mantiverem em casa um gato preto. Mais generalizada entre os pescadores era a crença de que os gatos pretos mantidos em casa enquanto saíam para pescar era sinónimo de bom tempo em alto mar. Há quem defenda que o preço dos gatos pretos chegou a aumentar de tal forma que muitos marinheiros não tinham dinheiro para adquirir um exemplar. Em algumas regiões de Inglaterra acredita-se que oferecer um gato preto à noiva tráz sorte;
Em França, no sul, acredita-se que tratar de um gato preto tráz sorte;
Na Alemanha, um gato que cruza o caminho de uma pessoa da direita para a esquerda significa mau agoiro, mas da esquerda para a direita dá sorte;
Na Letónia, os agricultores acreditam que encontrar um gato preto no celeiro é uma óptima notícia, uma vez que para eles o gato representa o espírito de Rungis, Deus da Colheita.

Pessoalmente não acredito em superstições e acho os gatos pretos muito bonitos.

Boa Sexta-feira 13!

Gatos cantam o desejo de uma boa sexta-feira 13!
Cats playing piano and singing.
Fantasy card by Tuck "Humorous Cats, #122 , Postmarked 1910.

De Agustina - 5



Afinal a revolução não emancipara os pobres, os infelizes, só os tornara menos anónimos. Lamentavam-se como crucificados, mas faltavam os meios para os descer da cruz.

- Agustina Bessa-Luís, A Ronda da Noite, Guimarães Editores, p.107


" só os tornara menos anónimos" - É o que vemos nos reality shows, nos programas da Júlia, do Goucha e afins, nos programas de rádio interactivos e mesmo nas páginas de comentários das edições online dos jornais.

Cinenovidades - 74 : The Lovely Bones

Estreia brevemente este The Lovely Bones, primeiro filme de Peter Jackson depois de King Kong ( 2005 ), adaptado do best-seller homónimo de Alice Sebold em que a violação e a morte de uma jovem de 14 anos, Susie Salmon, são apenas o princípio... A protagonista é a actriz de 15 anos, Saiorse Ronan,revelada em Expiação ( era a irmã mais nova ), os pais são Mark Walhberg e Rachel Weisz, e a avó é a excelente Susan Sarandon.

Biografias, autobiografias e afins - 48


Este Wishful Drinking é a autobiografia de Carrie Fisher, a inesquecível Princesa Leia da Guerra das Estrelas, e nela a actriz hoje com 53 anos desfia o novelo da sua conturbada vida: desde a infância como filha de um célebre casal de Hollywood, Debbie Reynolds e Eddie Fisher, casal desfeito com enorme escândalo quando Eddie fugiu com a grande amiga de Debbie, Elizabeth Taylor; as suas lutas com a bebida e as drogas, bem como 0 diagnóstico de doença bipolar e os tratamentos com electrochoques a que foi submetida; e obviamente os casamentos falhados- o primeiro com Paul Simon, e o segundo com um poderoso agente de Hollywood que a deixou para viver com um homem...
Carrie fala ainda do que se sente quando se acorda com alguém morto ao nosso lado, como lhe aconteceu há 3 anos com um homem que morreu na sua cama de overdose.
Numa perspectiva mais positiva, é abordado também o seu regresso ao mundo do espectáculo e o seu maior sucesso: uma filha bastante normal de 17 anos de idade.

E mais Python

Como se sabe, Hitler não morreu em Berlim, mas fugiu para Inglaterra e passou a viver num bed and breakfast em Somerset, aí sendo conhecido como Mr.Hilter, e tendo por companheiros Himmler e Ron Ribbentrop ( que é quem distribui os folhetos e liga o gramofone... )

Ainda os Monty Python : Resumindo Proust...

Absolutamente genial este concurso Resumindo Proust, em que os concorrentes são obrigados a resumir, em contra-relógio, Em Busca do Tempo Perdido...

Quem avisa ...

Este aviso não está muito dentro do âmbito habitual do Prosimetron, a menos que o enquadremos no quotidiano mais prosaico da ladroagem, mas parece-me ser útil.
Fui avisado pela Prosegur, de que sou cliente como talvez outros prosimetronistas, que anda um bando organizado a enviar cartas em papel timbrado da Zon e outros operadores da televisão por cabo, informando que é necessário substituir o equipamento existente na casa do cliente por outro mais moderno. Na carta é dado o número de telefone de um colaborador para que o cliente marque o dia e a hora da visita dos técnicos... E assim é o próprio que marca o dia e a hora do assalto à sua casa. Assim, se receberem uma cartinha destas o melhor é confirmar junto dos Serviços Técnicos da empresa ( o número está na respectiva factura ) se a mesma é verdadeira.

Hoje na FNAC Chiado

Voltam a estar em Portugal os L' Herbe Folle, o animado grupo de Toulouse que mistura jazz, rock e muito swing. Actuam às 18h30 na Fnac Chiado.

Sabor a Mí

Este Sabor a Mí é sem dúvida o bolero mais famoso do cinema português, já que faz parte da banda sonora de vários filmes de Fernando Lopes. Mais logo, vou ouvi-lo outra vez.

Ainda a " Face Oculta " - 2

" (...) O caso Face Oculta representa mais um murro no estômago da democracia portuguesa. Desta vez é a corrupção nos negócios, que há muito se diz serem uma mina, da sucata. Sem antecipar juízos e muito menos condenações, aqui aparecem, como de hábito, várias espécies de « sucateiros » - de profissão e « vocação », do mundo da política e de empresas. Há, também como de hábito, muita gente preocupada com o segredo de Justiça. E com razão. Neste momento pode haver inocentes a serem condenados na praça pública. Também por isso a Justiça tem de ser célere e os processos chegar ao fim em tempo útil.
Sem esquecer que uma eventual absolvição também não tem de significar inocência: por isso defendo que nestes casos o mais importante pode não ser o desfecho dos processos, mas o conhecimento exacto dos factos e comportamentos neles apurados. Para que os cidadãos possam formar o seu juízo e saber se tais figuras têm ou não idoneidade para exercer cargos públicos e outros que exigem estar-se acima de qualquer suspeita. (...) "

- José Carlos de Vasconcelos, " Sucateiros " vários , na Visão desta semana.

1307


- A execução de Jacques De Molay e o célebre momento em que ele terá amaldiçoado o Papa e Filipe O Belo. ( Não consegui descobrir o autor da gravura )

- A placa junto à Pont-Neuf que assinala o local da execução de Jacques De Molay .


Foi numa sexta-feira 13, não de Novembro mas de Outubro, que foram presos todos ou quase todos os Templários que se encontravam em solo francês naquela que já foi descrita como a "mais perfeita operação de polícia da História ". Com a detenção em massa ocorrida nessa sexta-feira, 13 de Outubro de 1307, começou o processo que levaria à extinção da poderosa Ordem do Templo em 1312. Em 1314, na Île de la Cité foi executado o último Grão-Mestre, Jacques De Molay, curiosamente um reformador da Ordem, e ainda outros cavaleiros.
É a extraordinária prisão dos Templários em 1307, cujos ecos ressoaram por toda a Europa, um dos factos que estão na origem do "fatalismo" da sexta-feira 13.
Aqui fica o endereço do melhor sítio que conheço sobre os Templários ( os verdadeiros, não os neo-templários de qualquer uma das cinquenta organizações que se reclamam continuadoras da Ordem do Templo ) :http://www.templiers.org/

Cravo, Lírio, Lírio, Rosa! John Singer Sargent

O quadro de John Singer Sargent foi pintado em Cotswolds Village of Broadway, no Verão de 1885. As crianças com lanternas japonesas, Dolly (esquerda) e Polly Barnard eram filhas do ilustrador Frederick Barnard, amigo do pintor.
O título do quadro vem do refrão de uma música popular The Wreath, de Joseph Mazzinghi: Carnation, Lily, Lily, Rose.
x
John Singer Sargent, Carnation, Lily, Lily, Rose, 1885-6
x

Óleo sobre tela, 174 x 153,7 cm, Tate Britain


Estudo de Polly Barnard para "Carnation, Lily, Lily, Rose" c. 1885


Estudo Dorothy Barnard, 1885


Procurei a música popular mas não a encontrei.

Esclarecimento, Mário-Henrique Leiria.

Quando estamos cansados
deitamos o corpo
e adormecemos

às vezes não

procuramos outra mão
outros olhos
que nos limpem a fadiga
e evitem o sono
que nos vem antigo

quando estamos cansados
podemos erguer o corpo
e acordar
e morrer acordados
sem cansaço

Mário Henrique Leiria, Novos Contos do Gin, seguidos de algumas Fábulas do Próximo Futuro, Lisboa: Editorial Estampa, 1978, p. 65

Hoje é sexta-feira treze!


TOCA A JOGAR NO EURO-MILHÕES!
Boa Sorte!

Paul Valéry - 8

«O homem é mais complexo, infinitamente mais complexo do que o seu pensamento.»
Paul Valéry
In: Apontamentos. Arte, literatura, política & outros. Lisboa: Pergaminho, 1994

Entalados - 10


R. de Entrecampos, 53.
Mais um "entalado" incaracterístico.

O lamento ... - Ícaro 1.

O Lamento por Ícaro, de Herbert Draper, foi um dos quadros que vi na Tate Britain que me encantou. As ninfas que rodeiam Ícaro lamentam a perda dele. Ícaro que o desejo de voar mais alto levou até ao Sol, acabaria por perecer ao derreter-se a cera das suas asas. A história de Ícaro, figura da mitologia grega, fascina-me.
x
Herbert Draper, O Lamento por Ícaro, exibido em 1898
x
Óleo sobre tela, 182,9 x 155,6 cm, Tate Britain, Londres
x
Ícaro
A minha Dor, vesti-a de brocado,
Fi-la cantar um choro em melopeia,
Ergui-lhe um trono de oiro imaculado,
Ajoelhei de mãos postas e adorei-a.
x
Por longo tempo, assim fiquei prostrado,
Moendo os joelhos sobre lodo e areia.
E as multidões desceram do povoado,
Que a minha dor cantava de sereia...
x
Depois, ruflaram alto asas de agoiro!
Um silêncio gelou em derredor...
E eu levantei a face, a tremer todo:
x
Jesus! ruíra em cinza o trono de oiro!
E, misérrima e nua, a minha Dor
Ajoelhara a meu lado sobre o lodo.
x
José Régio, Poemas de Deus e do Diabo, Lisboa: Quasi, 2005

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

12 de Novembro de 1929




Grace Patricia, filha do milionário self-made-man de Filadélfia, John Kelly, conhecido como o "Rei do Tijolo", deixa a sua vida de jovem burguesa e entra aos 18 anos na Academia de Artes Dramáticas de Nova Iorque, estreando-se na Broadway em 1949 numa peça de Strindberg, O Pai. Poucos anos depois, é o cinema que a torna famosa quando contracena com Gary Cooper em Highnoon. E com uns meros seis anos de carreira,mas com grandes sucessos de público e de crítica pela mão de Alfred Hitchcock, atinge a consagração ganhando um Óscar de Melhor Actriz pelo filme Country Girl, contracenando com Bing Crosby e William Holden.
É também nesse ano de Óscar, 1955, que durante uma visita ao Festival de Cannes aproveita para conhecer o Mónaco onde vive um príncipe solteiro de 31 anos...
Grace Kelly e Rainier III casam-se a 19 de Abril de 1956, passando a estrela a ser Son Altesse Sérénissime la princesse Grace de Monaco.
Apesar dos filhos e das obrigações derivadas do seu estatuto, não é segredo que Grace sonhou sempre com um regresso ao cinema, sonho contrariado pela oposição irredutível de Rainier.
Dedicou-se nos tempos livres à pintura ( assinando GPK ) e ao misticismo católico. Todos os sonhos terminaram, no entanto, numa quinta-feira de Setembro, dia 13, de 1982, quando às 10 horas da manhã perdeu o controlo da sua viatura que se despenhou de uma altura de 40 metros, ferindo gravemente a sua filha Stéphanie e colocando-a num coma de que não chegou a sair.
Grace Kelly faleceu na tarde do dia seguinte, de uma hemorragia vascular intracraniana.
Faria hoje 80 anos.

Cisnes!

Os cisnes do Colégio Mayor de San Ildefonso que JP colocou no seu post levaram-me até estes azulejos que embelezam a Cervejaria Trindade.

Cervejaria Trindade (foto, Lisboa 2009)

Tapeçarias de Luís XIV

Será que esta maravilhosa tapeçaria estará na exposição de Luís XIV?


Água

Viva!


Correspondendo aos anteriores posts e pela "ala" que vê a Espanha numa figura humana, aqui fica uma fotografia inédita :), tirada na sala antiga do Senado de Espanha, a mesma em que reuniram as Cortes criadas pela Constituição de Cádiz.

Dispensando apresentações quem se coloca ao centro, temos à esquerda o Presidente do Senado e à direita o actual Defensor del Pueblo, Enrique Múgica Herzog, um homem bom, frequentador dos nossos alfarrabistas e que constitui um excelente resultado de mistura genética entre bascos e judeus de Cracóvia.

Foi a primeira vez que o Príncipe de Astúrias discursou nesta sala, como frisou.