Prosimetron

Prosimetron

sábado, 9 de março de 2019

Boa noite!


Do sonho à luz


Com as conquistas napoleónicas, os pintores fascinados pelo Oriente resolvem viajar até lá. O alvorecer da era industrial motiva o gosto pelo Oriente e o Orientalismo, gosto que vai atravessar todo o século XIX europeu. As próprias vanguardas artísticas do início do século XX alimentam-se dessas novas experiências e inventam uma nova arte, quase abstrata, muito influenciada pelo Oriente.
Esta exposição, que o museu Marmottan-Monet apresenta até 21 de julho, está organizada em dois núcleos distintos: a figura humana e a paisagem.

Émile Bernard - Abyssine en robe de soie
Vallotton - O banho turco
Kandinsky - Oriental, 1909

Pacotes de açúcar - 191

Os 0,5% do meu IRS vão para aqui.

sexta-feira, 8 de março de 2019

Boa noite!


Uns chocolates Hediard...


... para vos agradecer os votos de Parabéns.

Auto-retrato ( s ) - 268


Este Propped, de 1992, é um auto-retrato da pintora escocesa Jenny Saville, e vendido na Sotheby's de Londres a 5 de Outubro pelo equivalente a 10 milhões de euros passou a ser um recorde absoluto para uma obra dela .

Um quadro por dia - 447


Com dedicatória especial para a nossa M.R. esta Festa de Aniversário, de Foujita, pintada em Nova Iorque em 1949 e que presta homenagem às fábulas de La Fontaine.
Vendido em Londres, a 11 de Outubro, pelo equivalente a 8 milhões de euros.

Biografias e afins



O autor ( 1897-1935 ) foi um grande repórter francês, explorando a Escandinávia, a URSS, a rota de Meca, fixando-se nos últimos anos de vida na Alemanha . Um livro que relata as várias camadas da sociedade alemã durante o início do Nazismo, e que o autor pretendia servisse de alerta sem grande sucesso. Morreu precocemente, em 1935, convencido de ter sido envenenado pelos nazis.

Au coeur de l'Allemagne nazie, Xavier de Hauteclocque, éditions Arthaud, 496p, € 25



Onde me apetecia estar - 168



Em Toulon e seus arredores, para assistir aos concertos de mais uma edição do festival dirigido pela instrumentista e musicóloga Claire Bodin, que este ano se foca tanto nas compositoras do passado ( Hélène de Montgeroult, Cécile Chaminade ou Amy Beach ) como nas do presente ( Elise Bertrand, Caroline Marçot ou Michèle Reverdy ) , e que conta com intérpretes de excelência : Mélanie Boisvert, Nicolas Jouve, Lucie de Saint-Vicent.


Présences féminines, em Toulon, de 8 a 19 de Março, de 5 a 28 euros . presencesfeminines.com

Caixa do correio - 115

Estas tulipas vieram da terra delas.
Obrigada, Sandra!

As flores abaixo chegaram por email, bem como o bolo, que foi ontem comido e era bom.




Obrigada, Cláudia e Justa!

Pensamento ( s )



Um dos pensamentos escolhidos pelo Google para assinalar este dia 8 de Março, Dia Internacional da Mulher.

Marcadores de livros - 1292

 
Verso e reverso.

Verso e reverso de um marcador com livros escritos por mulheres.

Com agradecimentos à Justa e à Luisa e para todas as mulheres que nos visitam. Não sou muito de festejar estes dias dedicados ao 'género', mas a verdade é que parece que estamos a retroceder em todas as áreas e principalmente nos direitos humanos.

Humor pela manhã



Com um grande sorriso amarelo ...

Bom dia !

Boa noite!


quinta-feira, 7 de março de 2019

Parabéns, M.R.!

Com um pequeno presente vienense, aqui seguem os parabéns à M.R.!

Alles Gute!

7 de março: Dia de luto nacional contra a violência doméstica


Este ano já foram mortas em Portugal 13 mulheres  por violência de maridos, companheiros ou namorados. 
O dia de luto nacional pelas vítimas de violência doméstica foi proposto pela ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Mariana Vieira da Silva, aprovado pelo Governo e promulgado pelo presidente da República.
Neste dia de luto nacional, que é um ato simbólico, são homenageadas as vítimas e é renovado o propósito coletivo de se continuar a combater o flagelo da violência doméstica.
Este dia deve servir para lembrar e defender as mulheres que ainda estão vivas, que continuam a sofrer situações de violência nas relações de intimidade e que necessitam que o sistema funcione, quer em termos de não arquivamento das suas denúncias, quer de medidas de proteção e de condenação efetiva dos agressores.
Que os vizinhos falem e atuem, as forças policiais ajam e protejam as vítimas, e os juízes apliquem a lei.

O «Tesouro dos remédios da alma» - 28

Numas arrumações encontrei um folheto sobre a Biblioteca Histórica da Universidade Complutense. Nunca a visitei. Vamos até lá...


Marcadores de livros - 1291

Marcador e postal, com um agradecimento à Justa.

Humor pela manhã


Ainda a ida de A.Costa ao programa da Cristina ...

Bom dia !

Uma grande canção que se tornou parte da História dos EUA , dada a importância na criação do feriado em homenagem a Martin Luther King, finalmente decretado por Ronald Reagan em 1986 .

Parabéns, M.R. ! Dia feliz !

Parabéns MR



Para festejar o aniversário de MR apareceu numa cave, em Toulouse, um quadro de Caravaggio.
Trata-se da representação de um episódio do Antigo Testamento em que a viúva Judite, moradora na cidade de Betulia, que se encontrava cercada, seduziu o general inimigo e quando este se encontrava na sua tenda decapitou-o.

Parabéns MR!

Parabéns, MR!
Desejo que passe um dia muito feliz.


Edouard Vuillard, Girl in an Interior, c.1910,  Modern Tate


Estarei por aqui e lembrar-me-ei de si.
William Blake, Oberon, Titania and Puck with Fairies Dancing, c.1786, Modern Tate




quarta-feira, 6 de março de 2019

Boa noite!

Gostei deste filme.


Um quadro por dia - 446

A " Festa de Aniversário " da italiana Chiara Elisa Ragghianti com dedicatória para a Paula Lima . Dia feliz!

Bom dia !





Porque estive a ler sobre o austríaco Korngold, refugiado do Nazismo que acabou a fazer bela música para filmes em Hollywood .

Marcadores de livros - 1290

Uma biografia que espera tempo para ser lida.

As fábulas de La Fontaine


No seguimento do post anterior, uns painéis em ponto de cruz para a Paula.

Parabéns, Paula Lima!

Franquin - Gaston en avion


«O corvo e a raposa» e «Os três porquinhos» são algumas das fábulas e contos que pode encontrar neste livro (virtual), recriados por Véronique Enginger para os seus bordados. 
Deixo-lhe também um pequeno filme:



terça-feira, 5 de março de 2019

Os meus franceses - 674


Canção do Carnaval de Nice de 1961.



Marcadores de livros - 1289

Marcador com pormenor de um cartaz de François Serracchiani:

Caixa do correio - 114


Recebi este selo numa carta de França e através dele vi que foi o modo de a França comemorar os 80 anos do Mickey, em 2018.
A Monnaie de Paris imprimiu uma coleção de 20 moedas de prata de €10,00 intitulada Mickey & La France, de que aqui se apresenta a 16/20:

domingo, 3 de março de 2019

Boa noite!



A nossa vinheta

Imagem do corso do Carnaval de Nice, 2014


Pacotes de açúcar - 190

Dos Pastéis de Belém, com um pacote de canela.


Vai um nata com o café?

Utreque, Caravaggio e a Europa

«Onde eu gostaria de estar» podia ser o título deste post, pedindo-o emprestado ao Luís. Mas quem lá vai estar é uma visitante do blogue. Bom domingo e boa visita!


No início da Idade de Ouro holandesa, Roma era o centro do mundo. Jovens pintores de toda a Europa dirigiram-se para a Cidade Eterna, onde, segundo se dizia, o pintor Caravaggio tinha causado uma revolução. Todos queriam ver esse novo realismo na pintura, como uma luz inigualável.  Entre os pintores que foram a Roma, estavam pintores de Utreque: Dirck van Baburen, Hendrick ter Brugghen e Gerard van Honthorst.
Durante o auge do caravaggismo europeu, entre 1600 e 1630, havia cerca de 2700 artistas em Roma, dos quais 572 estrangeiros. Todos eles visitaram as mesmas igrejas, viram as mesmas coleções, conversaram uns com os outros e pintaram. Pintaram os mesmos temas, usaram as mesmas fontes de inspiração, mas produziram trabalhos diferentes. 
Em Utreque, Caravaggio e a Europa examinam-se precisamente as diferenças entre esses caravaggistas. Ao expor as obras pelos temas, é imediatamente evidente como cada artista permaneceu enraizado na sua própria formação cultural.
O Museu do Vaticano emprestou para esta exposição uma das obras-primas de Caravaggio - A deposição de Cristo -, mas este retábulo esteve apenas exposto um mês a partir da data de inauguração da exposição que ocorreu em 16 de dezembro passado.

A deposição de Cristo, 1603-1604

 Está também exposto São Jerónimo em Meditação do Museu de Montserrat. Estes dois quadros nunca tinham sido vistos na Holanda.

São Jerónimo em Meditação, 1605