Prosimetron

Prosimetron

sábado, 14 de julho de 2018

Boa noite!


Fez no dia 4 de julho quinze anos que Augusto Abelaira faleceu. No dia seguinte abriu na Biblioteca Nacional uma exposição que mostra uma parte do seu espólio e da sua obra. É por isso a vinheta escolhida para esta semana.


«- Por nada, era só para saber. – E depois: - Mas prefiro Mozart, sabe? – Deu uma gargalhada e cantou: - Voi che sapete che cosa è l’amore… 
«Rosabranca repetiu: 
«- Voi che sapete che cosa è l’amore… - Não sabia o resto da letra, bastava-lhe a música. 
«- É assim tão bom dançar descalça? – pergunta Lucia.»
 Augusto Augusto Abelaira – A cidade e as flores


Pós-Pop

Uma exposição na Gulbenkian.

Allen Jones (1937) - Aula de Modelo B (Tocando o Sapato, Rosa), 1968 
Litografia sobre papel.
Lisboa, Col. British Council

Marcadores de livros - 1109

Uns marcadores com obras de Mucha.


Parabéns, Palavras Daqui e Dali!

Thomas Garnier - Versailles: Enfilade des salles Louis XIV


Para a Isabel.

sexta-feira, 13 de julho de 2018

Boa noite!


Leituras no Metro - 984

Paris: J'ai lu, 2018

Li este livro que me impressionou. Uma parte interessou-me; outra não, porque não entendo nada de astrologia nem de angeologia, nem são matérias que me interessem. Um livro muito humano e corajoso.


Parabéns, Miss Tolstoi!



Um saco para as suas compras, com votos de um dia feliz.

quinta-feira, 12 de julho de 2018

Boa noite!


Fiat Lux!

Sabem o quer dizer Fiat Lux segundo um jornalista da RTP3? «Fiat de Luxo»!!! Isso mesmo! 
O Juventus é propriedade da família Agnelli também proprietária da Fiat. O jornal jogou com a palavra Fiat  e fez um grande títulol, mas isso não muda o sentido à expressão. Esperemos que se faça luz no espírito do tal jornalista.

Biografias e afins


O apagamento dela foi voluntário, ao contrário do que se possa pensar, dedicando a sua vida ao general mas sem abdicar das suas ideias e convicções numa relação mais igualitária do que se pensou durante muito tempo.

Les de Gaulle, Elle et lui, Henry Gidel, Flammarion, 405p, €20

Cinenovidades





Um mano-a-mano numa esquadra de polícia, entre Benoît Poelvoorde e Grégoire Ludig , no novo filme de Quentin Dupiex.

Onde me apetecia estar - 160





Em Barcelona, para visitar a Casa Vicens, pela primeira vez aberta ao público, depois de ter sido residência particular de apenas duas famílias desde a sua construção no final de Novecentos.

Um quadro por dia - 424


Com especial dedicatória para o nosso João Soares, aqui fica esta Birthday Party de Walter Osborne.

Humor pela manhã


Bom dia !





O pianista cubano que toca pelo mundo fora desde os 15 anos .

Marcadores de livros - 1108


Parabéns, João Soares!


João, se calhar já tem este livro, mas como é um presente virtual...

Lisboa: Ed. 70, 2018

«Five came back, o título original deste livro, recupera o nome de um filme americano de aventuras de 1939 dirigido por John Farrow. Nesta narrativa inédita feita a partir de cinco grandes realizadores de Hollywood - John Ford, George Stevens, John Huston, William Wyler e Frank Capra - o autor, Mark Harris, demonstra como estes nomes também moldaram a Segunda Guerra Mundial e como, por sua vez, a guerra os transformou. Num movimento inaudito na época, o governo dos Estados Unidos fez um enorme esforço de propaganda de Guerra para Hollywood, permitindo-lhes filmar em zonas de combate até então interditas. Os cinco magníficos é, assim, em simultâneo uma história de Hollywood e da Segunda Guerra Mundial através da vida e do trabalho destes cinco realizadores incontornáveis, demonstrando a influência da sétima arte na cultura mundial e na cultura popular. 
« A obra foi adaptada para um documentário de três episódios pela Netflix, em 2017, narrado por Meryl Streep com testemunhos de Francis Ford Coppola, Guillermo del Toro, Paul Greengrass, Lawrence Kasdan e Steven Spielberg.» (Retirado do Wook.)
Não o li, mas estou com vontade de o fazer. E também gostaria de ver o documentário.


Um dia feliz!

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Boa noite!


Gilles Caron

Uma exposição que eu desconhecia que está na Mairie de Paris até 28 de julho.


Gilles Caron é um dos fotojornalistas que morreram em trabalho. Em 1970 Gilles Caron foi para o Cambodja depois da deposição do rei Norodom Sihanouk em 18 de março. Desapareceu a 5 de abril na Estrada 1, uma estrada entre o Cambodja e o Vietname, controlada pelos Khmer Vermelhos de Pol Pot. Tinha 30 anos.

Caixa do correio - 101

Já vi estas fotos vezes sem fim, mas não sabia que eram de Gilles Caron. Fiquei a sabê-lo graças a estes dois postais e a um folheto de uma exposição que está na Mairie de Paris, enviados por dois visitantes do Prosimetron.
Em cima: Daniel Cohn-Bendit diante da Sorbonne, 6 maio 1968; em baixo: François Truffaut e Jean-Pierre Léaud na rodagem de Beijos Roubados, Paris, fev. 1968.
As fotografias vinham acompanhadas deste maravilhoso cartão em papel reciclado com duas flores.
Muito obrigada, Paula e Rui Lima, por estes presentes inesperados. 


terça-feira, 10 de julho de 2018

Boa noite!


Parabéns Filipe

Onde me apetecia estar - 159



Com o título de Douce France, já está em curso mais uma edição do festival de Radio France, este ano com a integral das 555 sonatas de Scarlatti, os centenários de Debussy e de Bernstein, e a música cigana como atracções principais. Os palcos são os monumentos da região, entre eles o castelo d' Assas :


Festival de Radio France Occitane Montpellier, de 9 a 27 de Julho, mais info : lefestival.eu

Parabéns Filipe !


Muitos parabéns, Filipe Vieira Nicolau ! O bolo está encomendado ! :)

Humor pela manhã


Bom dia !





O multi-instrumentista etíope ainda em grande forma ! Bom dia !

Pacotes de açúcar - 179


Para o Filipe


Um dia feliz!

Parabéns, Filipe!

Parabéns, Filipe.
Um dia muito  feliz!


Johan Joseph Zoffany (1733 - 1810), The Gore Family with George, 3rd Earl Cowper, c.1775
File:Johan Joseph Zoffany - The Gore Family with George, 3rd Earl Cowper - Google Art Project.jpg

segunda-feira, 9 de julho de 2018

Boa noite!



Marcadores de livros - 1107


Roberto Bernardi - Reunião, 2012
Nova Iorque, Bernarducci Meisel Gallery

Lá fora - 338



Le rêve américain du Pop Art à nos jours, Estampes du British Museum, de 2 de Junho a 2 de Setembro, numa colaboração entre o British Museum, a Terra Foundation for American Art e a Fondation Custodia.

100 estampas para ver na sede da Fundação : 121, rue de Lille, Paris .


Um quadro por dia - 423


Terminamos esta incursão pelos " grandes valores " da Colecção Rockefeller com Gauguin, através da sua La Vague .

Humor pela manhã


Parece que resultou :)

Bom dia !