Prosimetron

Prosimetron
Prosimetron: termo grego que designa a mistura de prosa e verso.

sábado, 3 de maio de 2008

1895 - ERNST KANTOROWICZ

Ernst Hartwig Kantorowicz ( 3 de Maio, 1895 - 9 de Setembro , 1963 ) , foi um brilhante historiador alemão de origem judaica , especializado na história política e intelectual da Idade Média. A sua reputação advém de duas obras-primas : Kaiser Friedrich der Zweite ( extraordinária biografia do Imperador Frederico II de Hohenstaufen , publicada em 1927 ) , e o célebre
The Kings's Two Bodies ( notável tratado sobre a teologia política medieval , de 1957) . Formou-se em Heidelberg , foi professor na Universidade de Frankfurt , que teve de abandonar em 1933 devido ao Nazismo , e que trocou por Oxford . Em 1939 instalou-se nos Estados Unidos tendo sido professor em Berkeley e Princeton.

MAIO DE 68 - OS SLOGANS

" Sejamos razoáveis , exijamos o impossível "

" Abaixo a sociedade espectacular-mercantil "

" Acabar de vez com o trabalho "

" A imaginação ao poder "

" Corre camarada . O velho mundo vem atrás de ti . "

MAIO DE 68


Uma das mais célebres fotografias do mais animado mês de 1968 , em que figura a jovem aristocrata inglesa Caroline de Bendern que passaria a ser a Marianne do Maio de 68.
Caroline , modelo e actriz , foi deserdada pelo avô , o Conde Bendern , na sequência desta fotografia. Vive hoje modestamente na Normandia , e escreveu recentemente um livro sobre o Maio de 68.

NIETZSCHE - CASTIGO

" Castigo , meio de impedir o criminoso de continuar a causar dano.
Castigo , meio de redimir-se para com a pessoa ofendida e sob uma forma qualquer ( por exemplo uma compensação em forma de dor ) .
Castigo , meio de restringir e limitar uma perturbação de equilíbrio para que se não propague .
Castigo , meio de inspirar terror aos que determinam e executam o castigo.
Castigo , meio de compensar as vantagens obtidas até então pelo criminoso ( por exemplo, quando se utiliza como escravo numa mina ) .
Castigo , meio de eliminar um elemento degenerado ( e às vezes toda uma família , como na China ; meio , pois , de depurar a raça e de manter o tipo ) .
Castigo , ocasião de festa para celebrar a derrota de um inimigo , enchendo-o de insultos.
Castigo , meio de criar uma recordação , quer no castigado «correcção» quer nos espectadores.
Castigo , pagamento de honorários ao poder que protege o malfeitor contra os excessos da vingança.
Castigo , compromisso com o estado primitivo da vingança , mantido em vigor por poderosas raças , se o reivindicam como um privilégio.
Castigo , declaração de guerra e medida de polícia contra um inimigo da paz , da lei , da ordem ,
da autoridade , violador dos tratados que garentem a existência da sociedade , perigoso , rebelde , traidor e perturbador , a quem há que combater por todos os meios de que a guerra dispõe. "

- Friedrich Nietzsche , A genealogia da moral , Guimarães Editores , 1992 , 66 .

sexta-feira, 2 de maio de 2008

LE MAGAZINE LITTÉRAIRE


Já está disponível nas bancas o número de Maio do LE MAGAZINE LITTÉRAIRE , sendo de destacar além do habitual dossier , desta vez dedicado a Lévi-Strauss , artigos sobre o futuro da literatura de viagens , as imposturas editoriais , e uma entrevista inédita a Roger Caillois .

WAGNERIANO ME CONFESSO


" O wagnerianismo é algo do foro patológico : uma doença crónica de que não pode haver cura , porque quem dela padece não se quer curar. "
- Frederico Lourenço , Amar não acaba , Livros Cotovia , 2004.
Não posso estar mais de acordo com esta bela definição do F. Lourenço , como o sabem os amigos mais chegados e os vizinhos que vão tolerando esta minha " patologia " . Um sintoma - resisti sempre a comprar bustos , nem sequer o de Alexandre, meu herói da juventude , pelo que é significativo que o único busto que tenho em minha casa é o de Richard Wagner, embora não comprado mas sim oferecido por outro wagneriano - Oliveira Nunes .

UM GÉNIO - JOSEPH NEEDHAM


Nestes dias em que a categoria da genialidade está tão banalizada , importa lembrar alguém a quem tal qualificativo é mais do que adequado-Joseph Needham (1900-1995 ) .
George Steiner ( em My unwritten books , 2007 ) compara-o mesmo a Voltaire e a Goethe , pelo ecletismo e pela produtividade , tendo Needham mantido como eles uma activa vida pública e interesse pela política .
A obra de Needham abrange mais de 300 títulos entre livros , monografias , artigos e conferências , e espraia-se pela Biologia , Bioquímica , Cristalografia , História das Ciências Naturais , História da Tecnologia , e História da Ciência na China ( a que dedicou sete grossos volumes escritos entre 1937 e 1995 e ainda hoje continuada pelos seus discípulos ) .
Além da sua carreira universitária em Cambridge , onde hoje a sua memória está perpetuada pelo Needham Research Institute ( cujo website recomendo para quem queira saber mais ) , ele foi um destacado membro da Royal Society , sob pseudónimo publicou romances históricos passados durante a época de Cromwell e foi ainda pregador numa congregação de orientação ecuménica sediada nos arredores de Cambridge.
No que respeita à política , Needham , como tantos intelectuais britânicos da sua geração , foi marxista , estalinista e admirador do Presidente Mao , convicções que manteve até ao fim da sua vida e que nunca deixou de expressar publicamente.

quinta-feira, 1 de maio de 2008

TIBETE



Voltou a estar nas bocas do mundo. Ainda bem.

MAIO

DIRECÇÃO

Porque o amor é rápido será
a dor da primavera a nossa direcção
e a nossa morada

Pode a luz rebentar no céu do verão
que junho morrerá com os seus pássaros

- Gastão Cruz , Crateras , Assírio & Alvim , 2000

UMA CERTEZA

Por mais anos que dure , nunca chegarão para o que tenho para ler.
" Há reconhecidamente uma cola milagrosa para juntar as peças tresmalhadas da alma : chama-se música . "


- Frederico Lourenço , Amar não acaba , Livros Cotovia , 2004 , pg.74

quarta-feira, 30 de abril de 2008

MARIA ANTONIETA

Quem for a Paris até 30 de Junho , não deve perder esta exposição dedicada à última rainha do Ancien Régime , patente no Grand Palais.
O comissário científico é o reputadíssimo especialista Xavier Salmon.

PARABÉNS ( 1828-2008 ) !

Parabéns a THE SPECTATOR , uma das minhas revistas preferidas do mundo anglófono. E não é um aniversário qualquer , são 180 anos ! É obra. Mais do que uma revista , é uma instituição.
Leio-a sobretudo pelos seus colunistas : Theodore Dalrymple , Matthew Parris , Paul Johnson e o políticamente incorrecto Taki.

AKHENATON

Amenófis IV , décimo faraó da 18ª dinastia e que terá reinado entre 1352 e 1336 A.C. , mais conhecido como Akhenaton ( imagem viva de Aton ) , sempre foi para mim o mais fascinante dos faraós do Antigo Egipto. Introdutor do primeiro monoteísmo conhecido , contra o estabelecido panteão egípcio , e , cada vez estou mais convencido , com influência no judaísmo , desde logo através de Moisés .
O chamado período de Amarna , por ter sido esta a nova cidade capital escolhida por Akhenaton , é o mais misterioso e enigmático da História do Antigo Egipto. Sabe-se pouco , até devido à fúria destruidora dos faraós da 19ª dinastia que quiseram , e praticamente conseguiram , erradicar a memória desde inaudito reinado. Akhenaton era , para eles , o " faraó herético " , inimigo dos deuses , adorador apenas de Aton.
A arqueologia prossegue o seu trabalho , inclusive no Vale dos Reis onde foram encontradas múmias que terão sido transportadas desde Amarna , antes desta ter sido arrasada por Ramsés II.
As dúvidas permanecem e se calhar para sempre: - Que aconteceu a Nefertiti , adorada e belíssima mulher de Akhenaton, que desaparece subitamente das crónicas ? Terá sido assassinada ? Repudiada ? Sucumbiu a doença ? -Quem era Smenkhare , essa enigmática figura que aparece nos últimos anos do reinado de Akhenaton e associado a este no trono ? - Qual exactamente o parentesco entre Akhenaton e o seu sucessor Tutankhamon ( antes Tutankhaton...) ? Pai e filho ? , Sogro e genro ? , Pai e genro ( pois Tutankhaton casou sem sombra de dúvida com uma das seis filhas de Akhenaton e Nefertiti ) ?
Além dos egiptólogos , Akhenaton ainda exerce fascínio sobre escritores ( veja-se o prémio Nobel egípcio Naguib Mahfouz ) , compositores ( veja-se a ópera composta por Philip Glass ) e sobre muitos apaixonados pelo Antigo Egipto.

- Dedicado ao João Bernardo Soares , a viver em terras austrais , e também fascinado pelo Antigo Egipto e por Akhenaton em particular.

RILKE

Na vida não há classes para principiantes:
exigem logo de nós o mais difícil.


-Rainer Maria Rilke , Os Cadernos de Malte Laurids Brigge , trad. port. Paulo Quintela , O Oiro do Dia , Porto , 1974.

terça-feira, 29 de abril de 2008

DIA MUNDIAL DA DANÇA

Hoje , dance ou veja dançar.

SOMOS FRÁGEIS

" Toute vie est fragile , vulnérable , à la merci du premier incident. Demain , je puis me trouver cloué sur un lit , mourir , perdre un être cher. Une fois né , l'homme est promis au pire."

Alexandre Jollien , Le métier d ' homme , Éditions du Seuil , 2oo2 , 42.



-Dedicado à memória de Raquel Horta , tragica e prematuramente desaparecida.

ESQUIZOFRENIA ANGOLANA

Às vezes penso que existem duas Angolas.A Angola das epidemias de cólera , dos mutilados de guerra sem apoio , das cidades ainda por reconstruir , da censura a José Eduardo Agualusa ; e uma outra Angola , a dos negócios do petróleo e dos diamantes , das mulheres dos oligarcas que fazem compras em Paris , dos patrimónios colocados no estrangeiro , dos filhos que estudam em Portugal , e dos bancos que pertencem à omnipresente filha do quase-vitalício presidente...

segunda-feira, 28 de abril de 2008

TEATRO-ANJOS MARGINAIS

Recomendo vivamente esta produção a partir de textos de Bernardo Santareno , com encenação de João Ferrador.
Ainda pode ver nos dias 3o de abril, 1, 2,3,8,9 e 10 de Maio.

Local : Rua Barão de Sabrosa , 93-97

ONTEM COMO HOJE ...

" É necessário que eu fuja à forte dentada da maledicência "

Píndaro , Odes píticas para os vencedores , trad. de António Caeiro , Primebooks , 2006

SANTANA LOPES

" Estava escrito nas estrelas " que Pedro Santana Lopes não iria conseguir resistir a entrar na luta pela liderança do PSD . Mas será que desta vez o partido quer Santana Lopes ?
Os menezistas e os barrosistas não querem , e o mesmo quanto aos demais " barões do partido ".
Importa aguardar pelos militantes de base , mas pelo que tenho ouvido e lido cada vez me parece mais que ainda não é a hora do regresso.
Quem aceitaria de bom grado o triunfo de Santana seria certamente o PS ....

DA SAÚDE PRIVADA

Perante esta nova vaga de hospitais privados ( da Luz , dos Lusíadas , e o a construir em Cascais pelo Grupo HPP ) , temo que caminhemos para " um país , dois sistemas " no que respeita aos cuidados de saúde : De um lado , o sistema privado , novo a reluzir , eficiente e com cada vez mais valências , destinado aos titulares de seguros de saúde , beneficiários da ADSE e outras entidades ; e do outro lado , o sistema público , cada vez mais reservado a quem não tem outra opção , com os estrangulamentos que são conhecidos , e que se vão agravar com o exôdo dos médicos do Serviço Nacional de Saúde para o sector privado como se tem visto.
É evidente que em caso de doença aguda , será bom poder optar entre a massificação dos Serviços de Urgências de S. José ou S. Maria e o Serviço de Urgências do Hospital dos Lusíadas, para quem possa fazer tal escolha. Mas , a longo prazo , será bom para a coesão nacional ?

domingo, 27 de abril de 2008

O PROFESSOR SENTADO

Li finalmente este romance do académico Carlos Ceia , que , pelo que sei , decalca na perfeição a vida universitária nacional , tanto no ensino público como no privado.
Ajuda a perceber , com graça , o estado das universidades e do respectivo ministério.

INTERLÚDIO SOLAR

Após três dias de adoração do Sol, despertares com o chilrear dos pássaros , e até alguma jardinagem , foi preciso voltar à cidade. Sou um citadino , por nascimento e criação , mas sem exclusividade até por raízes familiares. Adoro esta maltratada Lisboa , mas também as paisagens serranas da Lousã e da Gardunha , os banhos no Ceira e no Sinel , e o sossego dos pinhais.
E quando não é possível ir tão longe , contento-me , como nestes três dias , com a Caparica.