Prosimetron

Prosimetron

sábado, 17 de janeiro de 2009

Pat Boone / Ann-Margret

Numa de saudade...
coloco Pat Boone cantado para Ann-Margret, no filme Stat Faire (1962) [Feira de ilusões / Feira de amostras]

Os meus franceses - 69


Georges Guétary e Enrico Macias
- «L'oriental», «El porompompero» e «La mamma»


«J'adorais les poupées et me souviens, entre autres, d'un baigneur très mignon, en plastique mou, qui faisait pipi et que j'avais baptisé Georges, à cause de Georges Guétary, un chanteur de charme dont je m'étais entichée.»
Françoise Hardy
In: Le désespoir des singes... et d'autres bagatelles.

Eu não conhecia Georges Guétary, mas já tinha pensado em colocar Enrico Macias nesta série.

Imagens do quotidiano...

Imagens do quotidiano... O meu bairro

Fraternidade

Não me dói nada meu particular.
Peno cilícios da comunidade.
Água dum rio doce, entrei no mar
E salguei-me no sal da imensidade.

Dei o sossego às ondas
Da multidão.
E agora tenho chagas
No coração
E uma angústia secreta.

Mas não podia, lírico poeta,
Ficar, de avena, a exercitar o ouvido,
Longe do mundo e longe do ruído.

Miguel Torga, in 'Cântico do Homem'

Iceberg

Um amigo, Acácio de Carvalho, envio-me esta linda foto, com o comentário que transcrevo:

Esta fotografia foi enviada pelo administrador de uma Plataforma Petrolífera da Global Marine Drilling, estacionada em St.Johns Newfoundland.
Eles têm que mudar o rumo dos icebergs, puxando-os com rebocadores para evitar que se choquem com as plataformas.
Neste caso particular, o mar estava calmo, a água cristalina e o sol quase directamente sobre o iceberg, assim um mergulhador pode tirar esta fotografia fantástica. O peso estimado deste iceberg é de 300 milhões de toneladas.
Coisas como esta, fazem-nos perceber porque uma fotografia vale mais do que mil palavras ...
Não tanto pela imponência, mas principalmente pela sua beleza.
Esta fotografia é simplesmente impressionante

Trivia dos Óscares - Actuações (VIII/XII)


As distinções vistas sob o prisma da juventude dos actores principais distinguem oito casos:
- Vencedor mais velho: Henry Fonda, por “On Golden Pond” (1981), com 76 anos de idade.
- Vencedora mais velha: Jessica Tandy, por “Driving Miss Daisy” (1989), com 80 anos de idade (também vence na categoria de nomeada mais velha).
- Vencedor mais novo: Adrien Brody, por “The Pianist” (2002), com 29 anos de idade.
- Vencedora mais nova: Marlee Matlee, por “Children of a Lesser God” (1986), com 21 anos de idade.
- Nomeado mais velho: Richard Farnsworth, por “The Straight Story” (1999), com 79 anos de idade.
- Nomeado mais novo: Jackie Cooper, por “Skippy” (1930/31), com 9 anos de idade.
- Nomeada mais nova: Keisha Castle-Hughes, por “Whale Rider” (2003), com 13 anos de idade.

Os meus poemas -32

LETREIRO

Tudo o que sou o sou por obra e graça
da comoção rural que está comigo.
Foi a virtude lírica da Raça
a herança que eu herdei do sangue antigo.

Foi esta voz que em minhas veias passa
e atrás da qual maravilhado eu sigo.
Como um licor de encanto numa taça,
assim se quer esse condão comigo.

Olhai-me: Eu vim de honrados lavradores.
De avós a netos, sempre os meu Maiores
fitaram o horizonte que hoje eu fito.

"O que estaria além da curva estreita?"
- E da pergunta, a cada instante feita,
nasceu em mim a ânsia p'ra o Infinito.

António Sardinha
(1888 -1925)

Há fontes e fontes...

video
A fantástica tecnologia japonesa possibilita esta fonte num centro comercial do Japão.

E há mamíferos e mamíferos

Este hispaniolan solenodon é um dos mais raros mamíferos conhecidos, e difícil de filmar pois vive de noite. Encontra-se nas Caraíbas, aliás este foi fimado no Haiti esta semana, é insectívoro, e tem uma característica muito rara para um mamífero: a sua mordidela é venenosa. Trinta centímetros muito perigosos.

Em português como pedido

Eu tinha-me comprometido a aqui postar música em português ( não foi, Nuno? ) , e hoje era o dia. Eis senão quando, o meu querido amigo JMS decidiu relembrar um dos grandes êxitos de Francisco José. Ainda pensei em deixar para outro dia o cumprimento da minha "promessa", mas não me parece que seja demais duas canções em português para um dia. Assim, aqui fica um tema que é um clássico do repertório popular já celebrizado por muitas outras vozes, mas que os Quinta do Bill recuperaram magistralmente, e que é interpretado neste vídeo pela Banda Doce Agonia. Um verdadeiro mix luso.

Cinenovidades - 14 : Public Enemies

O mais recente filme de Michael Mann, a estrear daqui a uns meses, tem como um dos protagonistas Johnny Depp que encarna um dos grandes assaltantes de bancos dos anos 30 : John Dillinger. Outro protagonista é um dos meus actores preferidos: Christian Bale.
Aqui fica um trailer, o primeiro segundo creio.

Remexendo no passado - 8

Teus Olhos Castanhos, Francisco José, 1951

Cinenovidades - 13 : Tintin por Spielberg





E começam já no próximo mês de Fevereiro as filmagens de Tintin, o novo projecto de Steven Spielberg. Confirmado no elenco está Simon Pegg, que vemos na primeira foto e que está nas nossas salas como protagonista de uma comédia sobre o jornalismo das celebridades.
Ainda não se sabe se Pegg fará de Dupont ou Dupond ( pois é, hoje acordei muito bem disposto! ) . Conforme já se mencionou aqui no blogue, Tintin faz 70 anos em 2009 , pelo que espero que Spielberg nos deslumbre com este filme e assim tenhamos uma justa homenagem ao intrépido repórter que alegrou as vidas de tanta gente.

Lendo o meu horóscopo...

De vez em quando não resisto e lá leio a previsão astrológica para o meu signo do Zodíaco. Não porque vá decidir a minha vida pelo que lá estiver escrito, mas por mera curiosidade. E às vezes, como aconteceu esta semana, fico supreendido:
" Aconselha-se a resfriar a sua vontade de intervenção, de analisar profundamente todas as situações. "

Naturalmente, o itálico é meu. Confesso que ainda estou a pensar se foi uma gralha, mau português, ou se o Miguel de Sousa ( é o astrólogo em causa ) me estava a avisar sobre uma possível constipação mas muito subtilmente. Pelo sim, pelo não, lá comprei uma caixinha de Cêgripe, passe a publicidade.

Novidades - 22 : Napoleão Sarkozy

E já podemos ler a segunda crónica do reinado de Nicolas I, este pastiche fantástico de Patrick Rambaud sobre o "reinado" de Nicolas Sarkozy. Rambaud, da Academia Goncourt e já premiado por esta, não foi o primeiro a ver em Sarkozy traços comuns a Bonaparte, mas foi o primeiro a fazê-lo com um humor verrinoso, mas ao mesmo tempo bem informado sobre o que se passa no Sarkozysmo. E o que une Sarkozy a Bonaparte, além da pequena estatura? Tanto para Rambaud como para outros-até analistas políticos franceses reputados- une-os o gosto pela propaganda, a extrema preocupação pela imagem ( onde Bonaparte recrutou David e outros pintores, Sarkozy tem os seus fotógrafos de corte ) , a hiperactividade, e sobretudo a mesma convicção interior: cabe-lhes salvar a França do declínio. E, como já percebeu quem acompanha a actualidade francesa, Sarkozy, também à semelhança do Imperador, é vingativo- ai de quem o enfrente, e dado a terríveis cóleras.
Voltando ao livro, e tal como se adivinha da deliciosa capa, neste segundo volume surge uma nova personagem, uma comtesse Bruni..., destinada a mudar a vida de Sua Majestade.

- Deuxiéme chronique du régne de Nicolas I, Patrick Rambaud, Grasset, 180p.

Os meus sítios - 3 : Slow Movement

Contra a vida a correr, contra a fast food, pelos produtos tradicionais, nasceu há já quase 20 anos o Slow Movement. Não tem parado de crescer, contando hoje com 100.000 associados por todo o mundo. É uma filosofia de vida que tem por escopo que a vida seja efectivamente apreciada, à mesa e fora dela.

http://www.slowmovement.com

Alfabeto Musical Clássico : Q

QUANTZ
Johann Joachim QUANTZ (Oberscheden,1697; Potsdam, 1773)compositor alemão.
Um dos maiores compositores para flauta.

Trivia dos Óscares - Filmes (VIII/XII)


Gone With the Wind - E Tudo o Vento Levou” foi o primeiro filme integralmente a cores a ganhar o Óscar de Melhor Filme. O último filme a preto-e-branco a ganhar Melhor Filme foi “The Apartment – O Apartamento” (1960), embora se possa alegar que “Schindler’s List – A Lista de Schindler” (1993) merece o galardão (depende do purismo – apenas 95% deste último é integralmente a preto-e-branco).

Hoje faz 65 anos

Mon amie la rose, Françoise Hardi

Frases feministas - 1


A sociedade depende das mulheres. Todos os povos que têm a desgraça de as enclausurar são insociáveis.
Voltaire

Trivia dos Óscares - Realizadores (VIII/XII)


As distinções vistas sob o prisma da juventude dos autores distinguem quatro casos:
- Vencedor mais velho: Clint Eastwood, por “Million Dollar Baby” (2004), com 74 anos de idade.
- Vencedor mais novo: Norman Taurog, por “Skippy” (1930/31), com 32 anos de idade.
- Nomeado mais velho: John Huston, por “Prizzi’s Honor – A Honra dos Padrinhos” (1985), com 79 anos de idade.
- Nomeado mais novo: John Singleton, por “Boyz N the Hood” (1991), com 24 anos de idade.

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Exposição Artistas Portugueses lá fora


Noé Sendas (Bruxelas, 1972) : Raphael & Warhof, 2007
Colecção Fundação EDP

Remexendo no passado - 7

Pena, penita, pena, Lola Flores, 1953

Os meus poemas -31

ISMÁLIA

Quando Ismália enlouqueceu,
Pôs-se na torre a sonhar...
Viu uma lua no céu,
Viu outra lua no mar.

No sonho em que se perdeu,
Banhou-se toda em luar...
Queria subir ao céu,
Queria descer ao mar...

E no desvario seu,
na torre pôs-se a cantar...
Estava perto do céu,
Estava longe do mar...

E como um anjo pendeu
As asas para voar...
Queria a lua do céu,
Queria a lua do mar...

As asas que Deus lhe deu
Ruflaram de par em par...
Sua alma subiu ao céu,
Seu corpo desceu ao mar...

Alphonsus de Guimaraens
(1870-1921)

Lope de Vega na Cornucópia


Sábado, 21h30; domingo, 16h30
Teatro do Bairro Alto

PENSAMENTO DO DIA


" Todos os homens sem excepção, procuram ser felizes. Embora por meios diferentes, tendem todos para este fim. "
- Blaise Pascal

Morreu Andrew Wyeth

Morreu Andrew Wyeth. Tinha 91 anos e o seu desaparecimento encerra uma era da arte norte-americana. Wyeth ficou conhecido pelas suas paisagens, sobretudo as da costa Este, mas também gostava de retratar pessoas. Christina’s World (o primeiro aqui representado) é talvez o seu quadro mais famoso. Com obra espalhada pelo Mundo, tanto em colecções particulares como em alguns dos mais importantes museus, este pintor realista ingressou na Academia de Belas Artes de França, em 1976, tendo mais tarde recebido a Medalha do Congresso dos EUA (1988) e a Medalha Nacional das Artes (2007) pela mão de George Bush. Andrew Wyeth teve ainda a honra de ter sido o primeiro artista com uma exposição exclusivamente dedicada ao seu trabalho na Casa Branca. Corria o ano de 1970 e Richard Nixon descreveu-o como “o homem que alcançou o coração da América”.
















Trivia dos Óscares - Actuações (VII/XII)


Meryl Streep possui o record actual de 14 para o maior número de nomeações de actuação da Academia (homem ou mulher), atingido quando foi nomeada para Melhor Actriz com “The Devil Wears Prada – O Diabo Veste Prada” (2006). Das catorze nomeações, conta com duas estatuetas: Melhor Actriz Secundária por “Kramer vs. Kramer” (1979) e Melhor Actriz por “Sophie's Choice – A Escolha de Sofia” (1982).

Grandes imagens para 2009







Domingo na Gulbenkian

Quem se deslocar à Gulbenkian este domingo, pelas 19h, no Grande Auditório, poderá ouvir o grande Murray Perahia tocar Bach, Mozart, Beethoven e Brahms. Creio que há aqui alguns amigos do blogue que já são possuidores de bilhete... Quis colocar um vídeo que demonstrasse o virtuosismo pianístico de Perahia mas não foi possível- ele ou a editora dele são muito ciosos dos direitos de reprodução...

Tentações...

Sou mais modesto que o nosso Luís. Agora trocava de bom grado Lisboa pela calma e beleza do Piódão naquele espírito de “ir para fora cá dentro”… Ia saber-me bem percorrer aqueles becos estreitos, respirar ar puro e admirar as casas de lousa alinhadas naquela que é uma das nossas mais belas aldeias históricas. No final do passeio bebia uma revigorante aguardente de mel que ali tem fama.

ONDE ME APETECIA ESTAR - 9 : Bora-Bora Four Seasons


Confesso que estou farto deste frio que entorpece. Por isso, aqui ficam estas fotos de um sítio onde me apetecia estar nesta altura: o recém-inaugurado Four Seasons em Bora-Bora. Ai os mares do Sul !

Entretanto no Luxemburgo


- S.A.R. Henri, 9º Grão-Duque do Luxemburgo.
A crise constitucional que agitou o pequeno Luxemburgo há cerca de um mês parece estar resolvida. Tudo começou quando o Grão-Duque Henri vetou no dia 1 de Dezembro a lei que permitia a introdução da eutanásia no país. Dez dias depois, o Parlamento do Luxemburgo alterava a Constituição reduzindo os poderes do Grão-Duque e não faltou quem dissesse que se tratava de um verdadeiro golpe de estado constitucional. Disputas jurídico-constitucionais à parte, no seu discurso de Natal S.A.R. declarou estar de acordo com a redução dos seus poderes de maneira a ser-lhe evitado ter de promulgar leis contrárias às suas convicções.
Perante esta nova conformação constitucional, é bem possível que o Grão-Ducado evolua para uma monarquia de tipo escandinavo, nas quais, como se sabe, os poderes dos monarcas são bastante limitados. De qualquer modo, e ao contrário do que se passou há poucos anos no Liechtenstein, a vontade do povo ( ou melhor, dos representantes do povo...) prevaleceu sobre a vontade do soberano, como é apanágio de uma saudável monarquia constitucional.

Sob o olhar da lente - 9


A flora no Parque Natural do Douro Internacional. Fotos de António Nobre Marques

Amizade e sincronicidade


Este é o mais recente livro de Charles Dantzig, romancista e ensaísta premiado( designadamente pelo seu Dictionnaire égoiste de la littérature française ) , e é uma enciclopédia muito ao gosto anglo-saxónico pois que na verdade é um conjunto de listas. Listas apenas subordinadas aos gostos e às preferências do autor. São elencados lugares, povos, tipos de pessoas, qualidades humanas etc etc. Se algumas das listas são habituais neste tipo de obras, outras são surpreendentes.
Depois de ter lido várias recensões e estar decidido a encomendá-lo,fui recentemente supreendido por um amigo que mo ofereceu. Amigo a quem não tinha falado deste livro, e penso que nem sequer alguma vez sobre Charles Dantzig. Amigo esse que tinha lido o artigo do Le Monde sobre o livro e achou logo que eu iria gostar. Daí o título desta mensagem. Vale a pena trazer aqui ao blogue algumas das listas constantes desta inusual enciclopédia, o que irei fazer a brevíssimo prazo.
- Encyclopedie capricieuse du tout e du rien, Charles Dantzig, Grasset, 800p.

Os números do frio

- Serra da Estrela, blogsapo.

Apesar desta onda de frio que vivemos, ainda estamos longe de ultrapassar os números históricos do frio em Portugal: a temperatura mais baixa de sempre em Portugal nos últimos 64 anos ocorreu em Miranda do Douro, no dia 16 de Janeiro de 1945- -16ºC. 1945 foi,aliás, um dos anos mais frios desde que há registos fiáveis.
Mesmo em Lisboa, onde nevou mais recentemente em Fevereiro de 2006, o frio registado no passado dia 9 de Janeiro ( - 0,2ºC) está ainda longe do recorde histórico da capital : -1,2ºC em 1871, outro ano muito frio.

Alfabeto Musical Clássico : P

PUCCINI
Giacomo PUCCINI (Lucca, 1858; Bruxelas, 1924) compositor italiano.



Embora Puccini seja um dos meus compositores preferidos, não era o que tinha escolhido para este Alfabeto. Foi salvo graças a um presente que tive esta noite: Puccini Discoveries (a que voltarei).

A luta do P estava entre
Poulenc: http://www.youtube.com/watch?v=cC4kJiTHTtQ
Purcell: http://www.youtube.com/watch?v=yGYQtNAHbX4

Já viram o gato da meteorologia?

Se calhar já viram este vídeo do gato ( que se chama Lupin) que invadiu o segmento de meteorologia de um noticiário televisivo alemão, mas para os que não viram aqui fica. Gostei sobretudo da atitude de Jorg Kachelmann que não perdeu a compostura e continuou o seu trabalho. Nas nossas televisões, com tantas vedetas e pseudo-vedetas, aconteceria o mesmo?

Cuidados para 2009

" Ninguém tem autorização para exibir um pingo de alegria em 2009. A economia é um assunto sério e ninguém, com a sempre presente excepção dos loucos inimputáveis, pode demonstrar um sorriso mínimo. 2009 será um ano para passar de portas fechadas, janelas fechadas, debaixo da cama. Estamos em Janeiro, tomemos fôlego.
Em 2009, não será tolerada a audição de ritmos demasiado dançantes, nem o uso de roupas demasiado garridas. Desaconselha-se o consumo de bebidas doces. Quem se apaixonar ao longo do ano de 2009 terá de assumir as completas responsabilidades desse risco.
O Governo não poderá ser acusado, seja de que forma for, desse possível fracasso. Estamos perante uma conjuntura internacional, que transcende largamente a acção de qualquer governo, e que apenas pode ser discutida em linguagem incompreensível. (...)
2009 será um ano cinzento. Quem engravidar no primeiro trimestre deste ano, deverá tentar encolher-se até, pelo menos, 2010. Uma vez que as previsões apontam para a continuidade da recessão também no próximo ano, o aconselhável será evitar essa situação em absoluto. (...) "

- José Luís Peixoto, Um seis de cabeça para baixo, in VISÃO de 15 de Janeiro de 2009.

Trivia dos Óscares - Filmes (VII/XII)


Sete filmes venceram Melhor Filme sem nomeações para Melhor Argumento: “Wings” (1927/28), “The Broadway Melody” (1928/29), "Grand Hotel” (1931/32), “Calvacade” (1932/33), "Hamlet” (1948), "The Sound Of Music – Música no Coração” (1965) e “Titanic” (1997).

Livros de cozinha - 8


Continuemos na cozinha suíça. Desta vez com um rösti, um prato oriundo de Berna, feito com batatas cortadas e fritas, formando um pastelão. Há imensas receitas de rösti. Escolhi esta:

Rösti de pimentos e alecrim
Para 4 pessoas: 3 pimentos, amarelo, vermelho e verde; azeite virgem extra; 3 dentes de alho; 1,2 kg de batatas cozidas na vespera com pele; pimenta preta; 3 pés de alecrim.
1. Limpar e cortar os pimentos. Pelar e ralar as batatas. Aproveitar as folhinhas do alecrim.
2. Numa frigideira, aquecer algumas colheres de azeite em forno médio. Juntar os pimentos. Juntar o alho esmagado e deixar ao lume 3 minutos, deitar fora o líquido e juntar as batatas, mexer bem e retificar os temperos. Agitar contantemente a frigideira para evitar que se agarre. Quando estiver tostado de um lado, enfie as folhas de alecrim no rösti e vire-o com cuidado para tostar do outro lado.

Trivia dos Óscares - Realizadores (VII/XII)


Existem 8 nomeações simultâneas para Melhor Realizador e Melhor Actor pelo mesmo filme: Por duas vezes, Warren Beatty - "Heaven Can Wait" (1978) e "Reds" (1981) - e Clint Eastwood - "Unforgiven" (1982) e "Million Dollar Baby" (2004).

Os outros seis nomeados são Orson Welles, "Citizen Kane" (1941), Laurence Olivier, "Hamlet" (1948), Woody Allen, "Annie Hall" (1977), Kenneth Branagh, "Henry V" (1989), Kevin Costner, "Dances with Wolves - Danças Com Lobos" (1990) e Roberto Benigni, "Life Is Beautiful - A Vida É Bela" (1998).

Nunca ninguém ganhou ambos os prémios; Quatro pessoas venceram Melhor Realizador: Woody Allen, Warren Beatty (por "Reds"), Kevin Costner e Eastwood (nas duas nomeações); Dois venceram Melhor Actor: Laurence Olivier e Roberto Benigni; Finalmente, três perderam ambas as nomeações: Warren Beatty (por “Heaven Can Wait”), Kenneth Branagh e Orson Welles.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Humor Kaótico


Mais uma genial "maldade" de um dos grandes criadores lusos da blogosfera: Kaos. A completa subversão de notícias recentes ( um cão de água português para Obama e o troféu de Cristiano Ronaldo) num dos mais divertidos blogues portugueses: We Have Kaos In The Garden. Espero que os meus caros colegas não achem este humor demasiado radical...

Pintura sobre penas

Confesso que desconhecia a pena como suporte da pintura, e passei conhecer graças à Tecla Portela Carreiro, a quem aqui agradeço.

Trivia dos Óscares - Actuações (VI/XII)


O tempo de espera entre a primeira nomeação e a conquista de um Óscar por um Actor ou Actriz teve o seu apogeu com Henry Fonda: a sua primeira nomeação ocorreu em “The Grapes Of Wrath – As Vinhas da Ira” (1941), tendo tido 41 anos de espera até à conquista com “On Golden Pond” (1982). Curiosamente, Fonda tinha conquistado um Óscar Honorário no ano anterior.
Próximo na corrida, Jack Palance foi nomeado por “Sudden Fear” (1952) e teve que esperar 39 anos até à vitória com “City Slickers” (1991).

Remexendo no passado - 6

Valentine, Maurice Chevalier, 1925

Os meus poemas -30

TEMA DE FOGO E MAR

Só o fogo e o mar podem olhar-se
sem fim. Nem sequer o céu com a s suas nuvens.
Só o teu rosto, só o mar e o fogo.
As chamas, e as ondas, e os teus olhos.

Serás de fogo e mar, olhos escuros.
De onda e chama serás, negros cabelos.
Conhecerás o desenlace da fogueira.
E saberás o segredo da espuma.

Coroada de azul como a onda.
Aguda e sideral como a chama.
Só o teu rosto interminavelmente.
Como o fogo e o mar. Como a morte

Eduardo Carranza
(1913 -1985)
tradução de José Agostinho Baptista

Um dia especial

As deliciosas Andrews Sisters na sua última aparição pública juntas, cantando com Dean Martin, no Dean Martin Show em 1966. Um momento de nostalgia musical dedicado ao meu pai, que hoje faz 68 anos.

Uso do Google é tão poluente como a aviação

Leram? Para quem não leu, transcrevo:
«O Google veio revolucionar a forma como procuramos (e encontramos) a informação. Mas o físico da Universidade de Harvard Alex Wissner-Gross documentou um aspecto menos simpático das nossas buscas no Google. Duas únicas buscas podem gerar a mesma quantidade de dióxido de carbono (CO2), um gás com efeito de estufa, do que uma chaleira a ferver. Ou seja, 15 gramas de CO2. Bom, agora é fazer multiplicações. Wissner-Gross fez os cálculos e descobriu que, no global, serão tantas emissões como as da aviação.» (Diário de Notícias, Lisboa, 13 Jan. 2009)
Por mim faço várias pesquisas no Google por dia.

Sob o olhar da lente - 8







O dia e a noite... na região do Douro Internacional. Fotos de António Nobre Marques



PENSAMENTO DO DIA

- Pitágoras, pormenor de A Escola de Atenas, de Rafael.


" O homem é mortal por seus temores e imortal pelos seus desejos. "

- Pitágoras

Cinenovidades - 12 : The curious case of Benjamin Button

Estreia hoje o mais recente filme de David Fincher, que mais uma vez escolheu Brad Pitt para protagonista desta adaptação do conto de F.Scott Fitzgerald.

A festa de despedida de George W. Bush

Segurança apertada na festa de despedida do casal Bush...

Conhece as Puppini Sisters ?

Eu não conhecia, embora seja já um grupo com dois anos de vida, e fiquei encantado com elas: pelo estilo ( quais pin-ups dos anos 50 ) , e pela música entre o jazz e o pop com composições próprias mas também com deliciosas covers que vão de Duke Ellington a Barry Manilow, ou de Blondie a Beyonce... E já está à venda o segundo cd : The rise and fall of Ruby Woo, da Universal.

Novidades - 21 : Um real leitor


Desde sempre se sabe que Isabel II de Inglaterra é pouco dada a leituras, a menos que sejam sobre cães ou cavalos, como alguns dos biógrafos de Sua Majestade já confirmaram. Partindo deste tema, o genial Alan Bennett ( das séries de televisão, das peças e dos romances) escreveu um romance que vai certamente ser uma das minhas aquisições próximas.
A partir de um acto de cortesia, a Rainha começa a ler. E, como escreveu o nosso Pessoa, primeiro estranha-se e depois entranha-se: passa a ler vorazmente, de Nancy Mitford a Henry James, memórias ( de Sylvia Plath a Lauren Bacall) e até poesia. E começa a desinteressar-se dos cavalos e até dos amados corgis, para grande surpresa dos seus conselheiros e do Primeiro-Ministro, e até a chegar atrasada a compromissos porque está presa a uma página. E mais não digo para não estragar o suspense...
- The Uncommon Reader, Alan Bennett.

O Apocalipse em dvd


A notável série documental L' Apocalypse de Gérard Mordillat e Jérôme Prieur, que passou há uns meses no canal Arte, está já disponível em dvd. E, como sabem os que viram os 12 episódios, a série é muito mais do que uma investigação sobre o tema do fim dos tempos, antes levando a uma reflexão sobre o verdadeiro "mistério": como é que uma pequena seita judaica de discípulos de Jesus Cristo se transformou em menos de três séculos na religião oficial do milenar Império Romano?
- L' Apocalypse, Gérard Mordillat e Jérôme Prieur, caixa de 4 dvd, Arte vidéo e Archipel.

Trivia dos Óscares - Filmes (VI/XII)


Três filmes receberam o prémio de Melhor Filme sem conquistar nenhum outro galardão: “The Broadway Melody” (1928/29), “Grand Hotel” (1931/32) e “Mutiny on the Bounty – Revolta na Bounty” (1935). Aliás, “Grand Hotel” apenas recebeu a nomeação para Melhor Filme – que conquistou.