Prosimetron

Prosimetron
Prosimetron: termo grego que designa a mistura de prosa e verso.

sábado, 6 de julho de 2013

Boa noite!

Władysław Szpilman, cuja figura inspirou o filme de Polanski, faleceu há treze anos.

Com este calor...


O chá das cinco - 58

Frederick Carl Frieseke - Afternoon tea on the terrace
Foi vendido pela Christie's em 2007

Esfrega o dedo no nariz!



O Portas diz que não gosta da Maria Luis
É mentira do Portas, ele esfrega o dedo no nariz
Ah ra ra, iá ro ró, esfrega o dedo no nariz!

O Portas diz que com o governo não concorda
É mentira do Portas, ele está-nos a dar corda
Ah ra ra, Iu ru ru, ele está a dar-nos corda!

O Porta sai do Governo armado em fino
É mentira do Portas, ele sai de submarino
Ah ra ra, rim rim rim, ele sai de submarino

O Portas diz que já não quer brincar mais
É mentira do Portas, vai-se bronzear p'ra Cascais
Ah ra ra , iu ru ru, vai-se bronzear p'ra Cascais

O Portas diz que não gosta de ministras trigueiras
É mentira do Portas, ele gosta é de peixeiras
Ah ra ra, ia ro ró, ele gosta é de peixeiras. 

Copiei este poema do seguinte endereço: http://quadripolaridades2.blogspot.pt/2013/07/o-portas-diz-que-tem.html

Provérbios para ontem, hoje e amanhã.

Ventura te dê Deus, que saber pouco te basta!

Ninho feito, pega morta.

Visitantes sempre dão prazer. Senão quando chegam, pelo menos quando partem.

 

Citações



(...) No eixo deste sistema de medos, há o grande medo do conflito público, aberto, violento, que sustém e retém as partes de passar à ação. É ele que segura tudo e cria a normalidade da democracia portuguesa. O medo do conflito é o princípio da nossa moral social, da via única, do bom senso, da " decência " dos comportamentos.
É o imperativo categórico que mantém o equilíbrio precário em que vivemos.
Um dos aspetos que caracteriza o medo é o de produzir mais razões imaginárias de ter medo do que as que realmente o provocam.
A menos que as razões objetivas do medo sejam tantas que já só a ação as possa exprimir... Pode então surgir o " homem sem medo "...

- José Gil, na Visão desta semana.

Onde me apetecia estar






Pela primeira vez desde 1686, Versalhes volta a ter um Carrousel royal. 80 cavalos formados pela Alta Escola de Equitação Portuguesa de Luís Valença e pela Academia Belga de Equitação exibem-se num bailado equestre ao som da música de Rameau.

Les chevaux du soleil. Le Grand Carrousel royal de Versailles, 4, 5, e 6 de Julho, às 21h30. De 29 a 295 euros.

Números


500



O artista alemão Ottmar Hoerl  é o autor das quinhentas estátuas de 1 metro e em variados tons de encarnado que estão expostas na cidade de Trier, onde se festejam por estes dias os 130 anos da morte do filósofo alemão. Nostalgia para uns, e um susto para outros :)

Lá fora - 164


Filipe V.Nicolau : mais uma na Côte d' Azur :)

Bom dia !

Elegâncias - 96

Steve Collier

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Boa noite!

Hoje com um pouco de música argelina.

Verão - A beleza é um oceano


Frank Weston Benson (1862-1951), Verão, 1909


A BELEZA É UM OCEANO

A beleza é um oceano
Aonde o olhar se perde
E regressa
Transfigurado

Alberto Lacerda, in Horizonte [retirado do banco de poesia da Casa Fernando Pessoa]

Cinenovidades



The Lone Ranger, conhecido em Portugal como o Mascarilha e sempre acompanhado do fiel amigo índio Tonto. Uma personagem da minha infância que agora tem nova adaptação cinematográfica, protagonizada por Armie Hammer e Johnny Depp. Não tem tido grandes críticas, mas ainda assim fica a informação : estreia em Portugal dia 8 de Agosto.

Pensamento ( s )


Não importa apenas o bem que se possa fazer, mas também o mal que se possa evitar.

- Disse um dia, ainda preso em Robben Island, Nelson Mandela a um responsável da Cruz Vermelha que o visitou.
A sua memória merecia melhor do que este folhetim familiar, estas disputas entre filhos e netos sobre o local da inumação, sobre que tipo de cerimónias. E sobretudo continuar ligado à máquina até que cheguem a acordo...

Parece que não passou de um boato...


Foi hoje desmentida pelo jornal o Sol a história de que Vítor Gaspar e mulher teriam sido alvo de insultos e cuspidelas num supermercado. Parece que esse episódio não corresponde à verdade. Por outro lado, foram revelados alguns factos da vida “secreta” do ex-ministro da Finanças. Aquando em funções, foi batizado de “Salazarinho” dentro do executivo, pelas suas características de governação. Gosta de passear o cão no seu bairro das Olaias,disputa partidas de ténis com os amigos e gosta de automóveis, especialmente da marca Mercedes. Enquanto manteve a sua pasta, entregava os fatos na mesma lavandaria da baixa lisboeta que  limpava os reposteiros das salas do ministério. Também nunca se esquece de uma fatura nos bolsos. Para onde irá agora, é uma questão ainda em aberto: BCE, segundo Diário Económico, ou Banco de Portugal, de acordo com informação do Sol.

Camões e a tença


Irás ao paço. Irás pedir que a tença
Seja paga na data combinada.
Este país te mata lentamente
País que tu chamaste e não responde
País que tu nomeias e não nasce.

Em tua perdição se conjuraram
Calúnias desamor inveja ardente
E sempre os inimigos sobejaram
A quem ousou ser mais que a outra gente.

E aqueles que invocaste não te viram
Porque estavam curvados e dobrados
Pela paciência cuja mão de cinza
Tinha apagado os olhos no seu rosto.

Irás ao paço irás pacientemente
Pois não te pedem canto mas paciência.

Este país te mata lentamente.

Sophia de Mello Breyner Andresen

Na Biblioteca Nacional

 - Todas as sextas à noite de Julho há música, com entrada livre. Excelente iniciativa. Tenho pena de hoje não poder dado o interesse do programa.
- E hoje há também um colóquio de teor camoniano.

Humor pela manhã ...



Já que somos todos espiados pelos States, ao menos há que levar a coisa com algum humor...

Bom dia !

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Boa noite!


É o tempo: l' amour à la plage

Com o sugestivo nome de Niagara esta cantora francesa fala de um amor na praia que assusta um bocado


D.Manuel III


Não, não é nenhum delírio monárquico meu :).  Terceiro, porque já existiram dois outros Patriarcas de Lisboa com o mesmo nome próprio antes de D.Manuel Clemente. Este sábado é a posse perante o Cabido da Sé de Lisboa, e no dia seguinte a Entrada Solene ( primeira missa do novo Patriarca ) nos Jerónimos, pelas 16h. E como o Patriarca de Lisboa é sempre nomeado cardeal na primeira oportunidade, assim acontecerá também com D.Manuel III no próximo consistório que for marcado pelo Papa Francisco.

Uns pássaros para APS

Uma aguarela de D. Carlos
In: D. Carlos I - Catalogo illustrado das aves de Portugal: sedentarias, de arribação e accidentaes.Lisboa: Imprensa Nacional, 1903-1907.2 vols

Gosto muito deste livro de pássaros que folheei muitas vezes, quando miúda.

Em geminação com o ARPOSE, que hoje publicou duas marinhas de D. Carlos.

Casetta in Canada

Há dois dias coloquei uma canção de Line Renaud, «Una cabane au Canada». APS, num comentário, perguntou se era dedicada ao Álvaro. 
Esta «Casetta in Canada», que me lembro de cantar em miúda, vai também dedicada ao ministro da Economia, quando ele for «requalificado» (Governo dixit).

Onde me apetecia estar




Em Paris, para assistir esta noite à estreia do Dom Quixote coreografado por Rudolf Nureyev e dançado pelo Ballet Nacional da Ópera de Viena dirigido por Manuel Legris. Até 27 de Julho, no Théâtre du Châtelet.

Humor pela manhã ...


Com agradecimento à M.R. .

Marcadores de livros - 99

Este também andava dentro de um livro...

A gota de água

Há duas semanas, clientes de supermercado cuspiram em Vítor Gaspar | iOnline

O que é mais extraordinário é que não aconteceu em nenhum Minipreço, Lidl ou Pingo Doce, mas sim no supermercado do El Corte Inglés...

A Plea for Peace

Hoje, dia da América.
A Plea for Peace, 1861
George Henry Hall (1825-1913)
colecção particular

As flores, com as cores patrióticas americanas, foram pintadas num cano de uma arma. A América começava a sua Guerra de Secessão.
O cravo vermelho num cano de uma arma, que ficou como símbolo da Revolução Portuguesa de 1974, teve aqui um predecessor.

4 Julho: In Memoriam de Isabel de Aragão - a nossa vinheta


Rainha Santa Isabel, Sé Velha, Século XVII, autor desconhecido


quarta-feira, 3 de julho de 2013

Boa noite!

Música para o fim da tarde


José Rodrigues dos Santos em francês

Paris: HC, 2013
€22,00

No Libération de domingo vêm duas páginas dedicadas a este romance de José Rodrigues dos Santos, saído em França em maio passado e que tem sido o romance sensação das praias francesas este Verão.
Só li um livro de JRS - A filha do capitão - que teria beneficiado se o autor tivesse concentrado a trama em menos páginas.
Não sou fã, mesmo nada, destes romances que viajam entre o histórico, o místico e o policial. Nem o Código Da Vinci consegui ler. E de JRS comecei a ler, já não sei se A fórmula de Deus, se O Códex 632 e não passei das primeiras páginas.
O que me levou a trazer este livro aqui foi o orgulho português - saloio - de gostarmos de ver um escritor português ser lido lá fora.

Concertos no Conservatório

Berta Sequeira vai tocar J.S. Bach, Arvo Part, Mendelssohn
João Vasco, Eduardo Jordão | piano Fabrice Pinto | video jamming (conceção VJ MOAI) Bruno Cochat | Conceção plástica 
De Mozart a Chico Buarque, com nova versão cénica e técnica. O espectador é convidado a uma viagem em/com todos os sentidos, através da mistura de imagens (ao vivo) de referências para cada uma das peças musicais, de temas com elas relacionados e imagens dos pianistas "em ação"...

E agora ?


O fim de uma relação algo conturbada, com o grande incómodo de os passageiros serem 10 milhões... E um Verão quente em que todos os cenários estão em cima da mesa.

Biografias e afins


A vida de Juliette Bernard, nascida na pequena burguesia de Lyon e imortalizada pelo seu nome de casada, Madame Récamier, do seu casamento com o rico banqueiro Récamier, talvez seu pai natural. São 500 páginas sobre a vida desta mulher fascinante, culta e refinada, musa de Chateaubriand, de Benjamin Constant e de Mathieu de Montmorency, a grande amiga de Madame de Staël e inimiga de Napoleão...

Juliette Récamier, l' art de la séduction, Catherine Decours, Perrin, € 22.

Lá fora - 163



Henri Matisse celebrado em Nice através de exposições em 8 locais : Museu Matisse, Museu de Arqueologia, Palácio Lascaris, Teatro da Fotografia e da Imagem, Museu de Arte Moderna e de Arte Contemporânea, Galeria de Ponchettes, Museu Masséna e Museu de Belas Artes.

Até 23 de Setembro.

Humor pela manhã ...


Bom dia !



Volta hoje o calor. O atmosférico, porque o político voltou ontem...

terça-feira, 2 de julho de 2013

A mensagem...

A mensagem política de Passos Coelho assemelha-se a esta folha de papel ...


Os meus franceses - 276

Line Renaud, uma das autoras de um livro aqui apresentado há dias pelo Luís, faz hoje 85 anos. 
Parabéns!

Mais elegâncias


Especialmente para as admiradoras de Antoine de Saint-Exupéry.

Na Biblioteca Nacional


Mais um seminário na Biblioteca Nacional de Portugal : o Apocalipse em Portugal na Idade Média.

Novidades


Desta vez o escritor e jornalista italiano, também homem de televisão, dedica-se a outra grande capital : Paris, cidade onde aliás passa parte de cada ano. E é como diz o subtítulo : lugares, figuras e obras esquecidas cuja memória é recuperada.

Marcadores de livros - 98

 
Quatro marcadores (frentes e verso), editados pela AR, com frases de antigos deputados. Espero que esta série prossiga.

Eduardo Portugal

 

A exposição do fotógrafo Eduardo Portugal, com base no critério Cidade de Lisboa, já apresentada no contexto da LisboaPhoto 2003 (Convento das Bernardas) é agora exposta no Arquivo Fotográfico Municipal de Lisboa – com o mesmo conceito, mas com um olhar atualizado, focado nas décadas entre 1920 e 1950 e com mais informação sobre o vasto espólio do fotógrafo, que incluí provas fotográficas impressas durante a sua vida, álbuns de fotografias, postais e uma coleção de imagens de outros fotógrafos, que representam uma vida dedicada à fotografia e à cultura portuguesa. 

Rua da Palma, n.º 246
De 3 julho a 31 de agosto. 
De 2.ª feira a sábado, das 10h00 às 19h00. 
Encerra aos feriados | Entradas gratuitas

Bom dia !

Humor pela manhã ...


É verdade, o calor não desculpa tudo :)

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Os meus franceses - 275

Satie está mais uma vez no Prosimetron, desta vez pelas mãos de Daniel Varsano.

Boa noite!

Lá fora - 162


 - Villa Les Roches Brunes, Dinard, agora centro de exposições.



Esta Deux tours à Tel-Aviv, 2011, cera sobre tela, 200x200cm, de Philippe Cognée ( 1957-) é uma das 40 obras ( pintura, escultura, néon, fotografia e vídeo ) da colecção de arte moderna e contemporânea Bernard Magrez que integram a exposição Quartiers d'été, patente até 1 de Setembro na bela Villa Les Roches Brunes em Dinard.

Humor pela manhã ...


Marcadores de livros - 97




Agora que o tempo de férias se aproxima, onze marcadores alemães, relacionados com viagens ou passeios.

Obrigada, HMJ.