Prosimetron

Prosimetron
Prosimetron: termo grego que designa a mistura de prosa e verso.

sábado, 14 de junho de 2014

Boa noite!

Hoje trago o grande guitarrista irlandês Rory Gallagher falecido há 29 anos.

Dos Almanaques - 19

Fiquei a saber pelo Almanaque Bertrand que a ave do ano 2014 é a cegonha-branca. Passa normalmente o inverno em África, mas muitas permanecem o ano inteiro no sul do país. 
«O último censo (20049 contabilizou 7684 ninhos de cegonha em Portugal.»
Sabia que é monogâmica, mas não que «mantêm o mesmo ninho ano após ano, compondo-o e aumentando-o em cada ano, podendo este atingir 80 kg de peso e 225 cm de diâmetro.» (p. 67)

Para APS.

Os meus jogadores

À parte do jogador do Benfica, os outros são Felipe González, Fidel Castro e François Mitterrand.

Pacotes de açúcar - 77

De Marrocos.

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Boa noite!

Mais um grupo formado por alguns músicos portugueses, desta vez dedicado à música alentejana. Dispensava estes interlúdios 'engraçados'.

"Vos estis sal terrae"

Sermão de Santo António aos Peixes, 
Baptistério da Sé de Lisboa


Padre António Vieira, Sermão de  Santo António aos Peixes
proferido na cidade de São Luís do Maranhão em 1654. (Trecho)



Gira o sol sobre Alfama

A marcha de Alfama venceu o concurso de 2014. 

Para o Luís. E ainda para o 'nosso' quase morador em Alfama.

Marcadores de livros - 157


Santo António

Na montra de uma loja da Av. da Igreja (Lisboa), em 4 jul. 2012

Dia de S.António


Um bom dia para todos, especialmente os lisboetas :)

Da vinheta


Cumprindo o que me foi pedido, apresento a vinheta dos próximos dias. Uma homenagem a Marc Bloch. Vamos ver se quem a escolheu, o nosso J.P. , consegue interromper os seus labores e explicar-nos as razões desta escolha .

Bom dia !





Morto há precisamente 30 anos. " Não foi um santo, mas foi um santo homem " como disse David Ferreira hoje na Antena 1. E ficou um legado fantástico. Alguém que estava realmente à frente do seu tempo.

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Um fim de dia proveitoso

António Arnaut, Reis Torgal e Natália Santos, Casa Cultura, Coimbra

«Há homens que fazem parte dos destinos da nação. Raúl Rêgo foi um desses homens». (A.A)
Hoje assisti a uma aula de História dada pelo Doutor António Arnaut ao apresentar um livro sobre Raúl Rêgo de Natália Neves dos Santos.
A atmosfera da sala depressa aqueceu, os olhos tornaram-se vivos tal era a energia e vivacidade do excelente orador que apresentava um amigo, um homem de luta pela liberdade e pela democracia.
Guardei palavras e sentimentos que não conseguirei descrever: valores de bem, de ética e cidadania  que respiraram do palestrante.
Olhando para a capa do livro - António Arnaut - disse: este retrato é magnífico é a alma do Raúl, é ele mesmo, é fantástico com a sua boina basca como quase sempre se apresentava. 
As mãos falavam, a comunicação era perfeita. Traçou o percurso de Raúl Rêgo desde a terra em que nasceu à ida para o seminário e à irreverência que sempre teve na defesa das suas ideias. Deixou de lado uma carreira eclesiástica (que não abraçou) tornou-se jornalista e um homem político, defensor da liberdade. Em traços gerais, António Arnaut desenhou o perfil que está espelhado no livro. Mas foi mais além, focou o que viveu, o que partilhou, as conversas trocadas, os momentos de ditadura, a perseguição da PIDE.
[O homem não é apenas animal político, mas é também um animal cultural e religioso].

Escrevo no «Jornal do Comércio» a abertura do «Dia a Dia», sobre Bispos Africanos. Pois a ominosa Censura corta-me, nesse pequeno eco, as palavras do Papa Paulo VI, no Uganda, sobre o racismo. Aliás, eu transcrevera-as, tal qual, dum jornal da tarde.
Se o Papa fosse jornalista em Portugal muito teria que aprender. Ele que não venha para cá a lembrar Evangelhos ou fraternidade humana que nós temos melhor, muito melhor, e as instruções censórias não poupam nem sequer o Papa.

Raúl Rêgo, Diário Político, p.61 citado por Natália Neves dos Santos, Raúl Rêgo, o Jornalista e o Político. (Prefácio de Luís Torgal). Macedo de Cavaleiros: Editora Poética, 2014, p. 113.

Observando a realidade actual, entrelaçando os acontecimentos e estados de espírito possíveis, como a questão da tolerância, o orador referiu que Raúl Rêgo teria gostado de conhecer as exortações do Papa Francisco.

Noite de Santo António


Esta noite...

James Sowerby - Alcachofra florida
Pierre Turpin - Alcachofra
... há muitos anos, eu costumava queimar uma alcachofra.

Sardinhas - 6

http://toscanacasadepasto.com/

Na Toscana, Rua do Sacramento a Alcântara.

«No São João, a sardinha pinga no pão.» E no Santo António?

Alfama em festa

E esta será uma das noites mais desejadas de Lisboa.


Luiza Caetano, 2010
Acrílico sobre tela


A Alcachofra

Blas de Ledesma - Espargos, alcachofas, limões e cerejas, ca 1602-1614
Bowes Museum, Barnard Castle

filha das águas e da terra,
para quem lhe almeja os dons
é corpo numa veste de recusa.
e na sua beleza obstinada
bem no cimo lá da haste
lembra uma jovem cristã
que cota de espinhos usa.

Ibn 'Ammâr
In: Adalberto Alves - Meu coração é árabe. 3.ª ed. rev. e aument. Lisboa: Assírio & Alvim, 1999, p. 141

O Futebol nas Letras - 27


O FUTEBOL BRASILEIRO EVOCADO DA EUROPA

A bola não é a inimiga
como o touro, numa corrida;
e embora seja um utensílio
caseiro e que se usa sem risco,
não é o utensílio impessoal,
sempre manso, de gesto usual:
é um utensílio semivivo
de reações próprias como bicho,
e que, como bicho, é mister
(mais que bicho, como mulher)
usar com malícia e atenção
dando aos pés astúcias de mão.

João Cabral de Melo Neto

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Boa noite!

O grupo Ronda dos Quatro Caminhos comemorou os seus 30 anos de atividade com a apresentação de um novo disco Tierra  Alantre no Teatro São Carlos, no passado dia 22 de maio. Não encontrei no YouTube nenhuma canção do novo disco.

Lá fora - 206





Uma exposição da Fondation Vincent van Gogh Arles na cidade mítica onde van Gogh viveu 15 meses. Cinco telas dele, entre as quais a Casa Amarela ( 1888 ), emprestada pelo Museu Van Gogh de Amsterdam e que retrata a casa onde o artista viveu dois meses com Gauguin; e 21 telas de artistas que influenciaram van Gogh : Courbet, Monet e Monticelli .

Um quadro por dia


Eric Kennington ( 1888-1960 ), Gaseados e feridos, 1918.

Uma tela dum pintor britânico que logo no início da I Guerra Mundial se voluntariou, e foi também um dos primeiros a participar na famosa Trégua de Natal de 1914 . Aqui voltará, neste " Mês da Guerra ".

Números


80 / 82, 800

O primeiro número é a esperança média de vida à nascença dos portugueses, que aumentou no triénio 2011-13; o segundo é o dos nascimentos em Portugal em 2013, menos 8% que em 2012 e sempre a baixar nos últimos anos ...

La Petite Alsace

Este pequeno bairro de Paris, construído em 1912 pelo arquiteto Jean Walter, encontra-se no 13.º distrito de Paris e pode ver-se entrando no n.º 10 da rue Daviel. É também conhecido por cité Daviel. Não conheço, mas numa das próximas idas a Paris, irei espreitá-lo.

Para o Filipe, se ainda estiver por Paris.

Avianense: Uma fábrica com 100 anos


Avianense, uma fábrica de chocolates de Viana do Castelo, começou a laborar em 1914, tendo declarado falência em 2004. Luciano Costa comprou a marca, bem como os equipamentos e a fábrica voltou a laborar no ano seguinte, em Barcelos. Desde 2010, voltou a Viana do Castelo, onde pode ser visitada, assim como ao museu.

Alguns chocolates - ainda me lembro da minha infância dos bombons Imperador. Espero que tenham melhorado porque a memória que tenho destes chocolates não era grande coisa.
Hei de experimentar o chocolate picante, que deve ser uma novidade.
Caixas de furos: uma moderna (mas cópia da antiga) e uma antiga.

British Folk Art

George Smart - Goose Woman, ca 1840
Tunbridge Wells Museum and Art Gallery

A arte popular, com grande tradição em Inglaterra, nunca conseguiu o interesse que merece por parte dos estudiosos. Esta é a primeira grande exposição sobre este tema, que apresenta mais de 100 pinturas.
Na Tate Britain até 7 de setembro.

A arte do retrato




É ele sempre a figura principal do dia 10 de Junho, há já alguns anos. Pelo que diz, pelas comendas que entrega, pelos " recados ". Mas ontem Cavaco Silva foi ainda mais a figura do dia, pelo inesperado abaixamento da tensão arterial causada provavelmente pelos irritantes gritos de alguns manifestantes. A fragilidade humana.
 A outra figura do dia foi, para mim e pela negativa, Mário Nogueira, aquele senhor da FENPROF que fez questão de ir à Guarda " protestar " e fez questão também de dar nas vistas, ainda mais quando as câmaras se aproximavam e mesmo após o colapso presidencial . A qualificação certa para este cavalheiro já foi dada por Helena Matos ( no Blasfémias ) : um pulha.

Humor pela manhã



Quase a começar :)

Bom dia !

84ª feira do Livro de Lisboa

O Livro - esse cego, surdo e mudo, que segundo Vieira nos guia - tem neste momento o seu palco maior na cidade de Lisboa. E a feira está mais bonita, mas com muito menos gente! Tempos de crise.


terça-feira, 10 de junho de 2014

Boa noite!

As vozes

Após a MR ter colocado o livro A Dama e o Unicórnio de Teresa Horta que tinha uma vontade imensa de o ler, ver e ouvir. Só hoje vi e li a beleza que guarda o livro. 
Agora compro livros de forma mais controlada mas este provocou a compra impulsiva. Agradeço a MR. 
Tornou-se uma recordação deste dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. 

A História coloca este problema dos que são invisíveis.

A posse ou o espírito de posse talvez seja horrível 
mas há livros que despertam este sentimento. 

Verdes são os campos...

Caixas / carteiras de fósforos - 9

Carteiras de fósforos, edição de 1972, alusivas ao centenário d'Os Lusíadas.
Coleção realizada por Américo de Miranda Soares, para a Fosforeira Portuguesa, de Espinho.

Citações



(...) Não percebo agora é a " pressa " de Costa ou de seus apoiantes, nem a insistência num Congresso em princípio muito mais fraturante do que as primárias propostas por Seguro. Primárias, já existentes em vários países, são um importante passo na boa direcção, a da maior participação dos cidadãos na escolha dos governantes. E como é que se pode classificá-las de simples " manobra dilatória " ?! Quando, além disso, o tempo corre contra Seguro e as primárias lhe são muito desfavoráveis? No poder e, diz-se, dominando o aparelho, ele poderia ganhar, a curto prazo, um congresso; pelas razões aduzidas nunca ganhará, julgo eu, as primárias. E já esclareceu que perdendo-as se demite de líder. (...)

- José Carlos de Vasconcelos, na VISÃO.

Tenho que dizer que subscrevo integralmente o texto citado. Se Seguro controla o aparelho, como toda a gente diz, então porque teme Costa as primárias onde os militantes poderão votar livremente ?

Humor pela manhã


Paris, há poucos dias. Não pude deixar de sorrir ao ver a velhota Isabel II a proteger-se ela mesma da chuva e a muito mais jovem Anne Hidalgo, Maire de Paris, que não tem de se preocupar com a chuva ...

Um quadro por dia


Não temos a tela original ( " A Morte de Camões " ), desaparecida no Brasil depois de ter valido a Domingos Sequeira a Medalha de Ouro do Salon du Louvre de 1824, mas existem esboços como este ( 1825, carvão e giz branco sobre papel ) que está no MNAA, em Lisboa.