Prosimetron

Prosimetron

terça-feira, 5 de julho de 2011

Ombra mai fu

Sombra, não é de um plátano mas é igualmente belo.

Castelo de Mértola



Ombra mai fu

Frondi tenere e belle
del mio platano amato
per voi risplenda il fato.
Tuoni, lampi, e procelle
non v'oltraggino mai la cara pace,
nè giunga a profanarvi austro rapace.

Ombra mai fu
di vegetabile,
cara ed amabile,
soave più.




(Wikipedia)

Ária de abertura de Serse (Xerxes), ópera de Haendel, na belíssima interpretação de Andreas Scholl

2 comentários:

Filipe disse...

Uma das minhas árias preferidas, interpretada por uma excelente voz - muito obrigado!

ana disse...

Olá Filipe,
Partilho do seu gosto. :)