Prosimetron

Prosimetron

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Esplanadas de Paris - 11


4 comentários:

Mister Vertigo disse...

Após a sua amável referência àcerca de Magritte, gostaria de também deixar aqui a minha resposta, a propósito da Exposição dedicada ao artista no Centro Pompidou :

Tenho que confessar que gosto imenso da pintura de Magritte e penso que percebe o meu sentimento em Bruxelas ao visitar o Museu dedicado ao pintor e à sua obra. Já a exposição em Paris, cujo Centro Pompidou adoro e que vai apresentar cem obras do artista, é na verdade excelente, mas tenho de confessar que estava à espera de algo de mais extenso.

Em relação a este post, também eu adoro as esplanadas de Paris, especialmente para estar sentado nelas a ver a vida a passar.

Boa Tarde

PS Não conhecia o Prosimetron e gostei bastante.

MR disse...

Não conheço o Museu Magritte, pois ele abriu pouco depois da última vez que fui a Bruxelas. Mas um amigo disse-me que o Museu é pobre. Nessa altura, fui ver a casa dele em Jette e gostei bastante.
Já vi que a exposição no Centro Pompidou só tem 100 obras, respeitantes ao interesse que Magritte nutria pela Filosofia. Gostava de a visitar, mas não é provável que vá a Paris antes do seu encerramento.
Ainda bem que nos visitou. :)
Boa tarde / Boa noite.

maria franco disse...

Fico admirada com o asseio da rua e dos passeios,
em comparação com as esplanadas, e não só, desta
Lisboa, cada vez mais "imunda", e não é exagero.
Dou o exemplo da R. 1º de Dezembro, onde os pés
quase ficam colados ao chão. E não entro em pormenores.
É pena verificar situações tão diferentes entre nós
e os outros. Boa noite.

Paula Lima disse...

Sentar numa esplanada em Paris e ver a vida a passar? Dos melhores programas que há em passeio!