Prosimetron

Prosimetron

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Bibliotecas móveis do Corpo Expedicionário Português


Sabiam que havia bibliotecas na frente de guerra em 1914-1918?
A Biblioteca Nacional de Portugal tem em exposição uma pequena seleção de livros pela qual pretende dar a conhecer o que foi o acervo das bibliotecas móveis do Corpo Expedicionário Português. Estas bibliotecas foram organizadas pelo serviço das Bibliotecas Populares e Móveis, dirigido por Luz de Almeida, e destinavam-se a acompanhar o Corpo Expedicionário Portugueses na frente.
Diversas organizações como a Cruzada das Mulheres Portuguesas, as Madrinhas de Guerra, a Sociedade Portuguesa da Cruz Vermelha e a Cruz Verde, organizaram recolha de livros e jornais e o seu envio para os soldados. Os capelães, com destaque para os padres José Ferreira de Lacerda e Avelino de Figueiredo, fundaram as Casas de Leitura para os soldados na frente.
A mostra pode ser vista até 29 de abril de 2017.

O primeiro livro dos 2887 livros que constituíram as bibliotecas móveis é Robur o conquistador de Júlui Verne.

7 comentários:

bea disse...

Aí está uma exposição interessante, sobretudo pelos títulos escolhidos. Ou será que as mulheres eram apenas um veículo organizador e não escolhiam nada...tudo é possível no Estado Novo.

MR disse...

Bea,
1914-1918 é o período da República. :) As mulheres foram bastante ativas nestas associações cívicas, algumas formadas por elas, como a Cruzada das Mulheres Portuguesas e as Madrinhas de Guerra.
Bom domingo!

APS disse...

Desconhecia a louvável iniciativa.
E os livros chegavam às trincheiras? Ou destinavam-se apenas aos administrativos e altas patentes da rectaguarda?
Bom Domingo!

MR disse...

Destinavam-se às trincheiras e hospitais de campanha.
Bom domingo!

Presépio no Canal disse...

Que interessante! Muito eu gostaria de ver esta exposição..
Bom dia!

ana disse...

Que interessante!
Eles bem precisavam de ocupar a mente...
Gostava de visitar. Talvez consiga.
Boa tarde.:))

MR disse...

Claro.
Resto de boa tarde, Ana.