Prosimetron

Prosimetron

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Um naïf do século XVI

 
 
 
Por vezes sou, felizmente, surpreendido com um quadro. E o último que me surpreendeu foi a pintura do mercado de tecidos que serve de fundo a este quadro com uma temática religiosa: distribuição de panos pelos pobres, por um santo (São Francisco, que era filho de um mercador de tecidos e distribuía os panos de seu pai pelos necessitados).

 
 
A Praça representada situa-se em 's-Hertogenbosch, a pequena cidade flamenga onde viveu o pintor Jheronimus  (Hieronymus) Bosch; a sua casa pode ver-se neste pormenor (é a sétima casa do lado direito, começando de Sul para Norte - a casa branca, mais alta, ao lado da casa pintada de azul).

O quadro pertence ao Het Noordbrabants Museum, em 's-Hertogenbosch, e encontra-se neste momento em Madrid, no Museu do Prado, abrindo a Exposição dos 500 anos da morte do pintor.

6 comentários:

MR disse...

Quadro giríssimo. Nunca tinha visto um mercado assim pintado. Surpreendente!

ana disse...

Incrível.
Boa estadia.:))

Presépio no Canal disse...

As comemorações têm sido bem animadas por cá.
https://www.bosch500.nl/en/event-calendar
Boa tarde!

maria franco disse...

Acontece que por qualquer motivo inexplicável,
ficamos impressionados com uma pintura. São as
pequenas paixões, e ajudam-nos a viver.
E tem razão, parece uma pintura naif do século XVI.

Justa disse...

No es extraño que se le adore al Bosco, ya que tiene tantas lecturas como podría tener un "Quijote", además de desarrollos conceptuales y técnicos que son preludio de muchos movimientos posteriores.
Yo esta pintura (parecerá curioso) la descubrí en un marcapáginas ¡¡!! (para que se vea que en cosas insignificantes puede encontrarse un aleph de cultura) y desde el primer momento me atrajo esa perspectiva. Logré verla en El Prado y no me defraudó. Para no enrollarme más, sólo decir que la visión circular de las obras es espectacular y que esa exposición es posible gracias a la generosidad en los préstamos de muchos museos, incluido el Museo de Arte Antiga de Lisboa. Muchas gracias por poder disfrutar de "Las tentaciones de San Antonio".

Abrazos.

Justa

Miss Tolstoi disse...

Realmente, é surpreendente. Espero ir ver esta exposição em setembro.
Gostei desta escolha para vinheta.