Prosimetron

Prosimetron

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Cinenovidades - 3

Não se trata propriamente de uma novidade este Amália- O filme, uma vez que já estreou há uma semana, mas uma vez que aqui tinha falado a propósito da controvérsia que o envolveu achei por bem falar do filme propriamente dito. Já o vi e não posso dizer que tenha desgostado.
Não é um grande filme, e espero que não seja a última palavra cinematográfica sobre Amália, mas sobretudo não o acho ofensivo para a memória da biografada.
Tem todos os ingredientes para ser um sucesso à nossa escala e parece que o está a ser- pelo menos já foi visto por 50.000 espectadores, já para não falar do mais que provável destino televisivo. Saliento a interpretação de Sandra Barata Belo, que é a protagonista e convincente num papel que não é fácil ou não se tratasse de Amália. Conta ainda com caras muito conhecidas do mundo das novelas: Ricardo Pereira, António Pedro Cerdeira , José Fidalgo e Eurico Lopes, entre outros.
Há dias, encontrei um amigo querido, o H.B., amigo da família de Amália e que foi uma das testemunhas na providência cautelar, que me disse que as cenas de cama na casa da Rua de S.Bento foram efectivamente gravadas no quarto e na cama de Amália, o que foi um dos motivos de indignação da família. Efectivamente, parece-me ser a casa e o quarto de Amália, mas desconheço se foi realmente filmado na Rua de S.Bento ou recriado noutro sítio. Alguém sabe?
Na foto supra, vemos Sandra Barata Belo como Amália e António Pedro Cerdeira como Ricardo Espírito Santo.

2 comentários:

Anónimo disse...

Segundo uma entrevista que passou na rádio (ouvi quando guiava, mas não olhei para ver o posto), dada pela "governanta" da casa, a mesma que lá estava no tempo de AMÁLIA, essas partes foram gravadas lá e com indicações da própria "governanta".
J

LUIS BARATA disse...

Deve ter sido por amor à arte... É que parece que foi tudo muito bem pago, até a Fundação Amália colaborou na produção.